sábado, 9 de novembro de 2019

DOUTORA VITÓRIA ASSIS ANSELMO

MINHA BELA NETINHA VITÓRIA INICIOU SUA ARRANCADA PARA OCUPAR LUGAR NA OAB AO MEU LADO.

Vitorinha passou no vestibular para Direito na Faculdade Dom Helder Câmara que nem sei onde fica em BH. Pouco importa. Importa que para alegria dos pais corujas Santelmo e Rita, Vitoria, que dia 28 passado comemorou 18 anos, com sua inteligência invulgar passou no primeiro vestibular que fez. E surpreendeu-me ao fazer Direito. Eu gostei porque abre-lhe leque importante de profissões futuras. Como Promotora, Juiza, Procuradora, Advogada Tributarista, Delegada Federal, etc. Vá em frente, querida e tomara que este seu Vovô assista sua diplomação. Beijos

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

TOMBENSE TERÁ EDINHO COMO CARTOLA


Edinho está feliz em voltar ao futebol  no Tombense


Depois de circular por cabines de vários estádios e estúdios pelo Brasil afora, Edinho volta ao dia a dia do futebol no Tombense. Confirmado como coordenador do departamento do Carcará, o profissional, que foi dos melhores zagueiros da década 80, além de treinador e comentarista do Grupo Globo, está de mudança para Tombos, na zona da mata mineira, junto com a família.
Por não ter o contrato renovado como comentarista, Edinho tomou a decisão de voltar ao gramado. Para isso, se atualizar foi necessário. O treinador fez o curso e conseguiu a licença A da CBF. Porém coordenar futebol é algo que Edinho já domina (nos anos 2000 passou por Vitória e Athletico) e, até por isso, crê que esse foi o motivo que resultou no convite do clube e da Brazil Soccer.
O flerte com o Tombense não é recente. Segundo Edinho, já houve convite para que ele assumisse o cargo de técnico em outras oportunidades, mas o momento era diferente. Amigo de Eduardo Uram, que conduz a Brazil Soccer ao lado de Lane Gaviolle, Edinho conta que pediu ao empresário para ajudá-lo na reinserção no mercado, o que, agregado ao conhecimento de Edinho na função, possibilitou o acerto.
Edinho explica que sua função não será a de contratar jogadores ou de escalar a equipe. Ele afirma que essas responsabilidades serão, respectivamente, da diretoria e do técnico Eugênio Souza. De acordo com o coordenador de futebol, porém, ele vai participar das discussões, interligando os departamentos e intervindo quando o trem ameaçar sair dos trilhos.
Ele irá trabalhar ao lado de Eugênio Souza e, embora tenha qualificação como técnico, faz questão de deixar claro que, em razão de uma questão ética, será apenas coordenador, descartando qualquer possibilidade de conflito de interesse.
Edinho, que defendeu Fluminense, Flamengo Grêmio e seleção brasileira como jogador, se diz motivado para assumir logo a função no novo clube. O profissional está de malas prontas para Tombos e não vai sozinho. Acompanhado das filhas Maria Eduarda e Luna e da esposa Karin, ele vai morar na cidade mineira e agradece ao apoio da família. Edinho conta que não houve qualquer resistência em deixar o Rio de Janeiro para viver na Zona da Mata mineira.
– Quando treinador, elas nunca foram comigo, porque é uma função de muita instabilidade. Esse cargo é mais estável, embora haja a responsabilidade do trabalho. Mas dessa vez, como a ideia é ficar por um pouco mais de tempo, estamos indo todos. Já vimos apartamento e a escola das minhas filhas. Está tudo certo. Só esperamos organizar as coisas no apartamento aqui e terminar o ano escolar delas no Rio de Janeiro para viajarmos. Estou muito feliz com esse retorno ao dia a dia no futebol.– finalizou.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

SAUDADE DE MINHA ORIGEM



Há certos dias em que penso em minha gente e o primeiro quadro que me vem à mente é o de meu saudoso pai Sodico Anselmo, sentado, confortavelmente, à porta da enorme casa, na rua Raul Soares, 241, aonde morávamos. Ali ele reparava  a gente amiga e humilde subindo e descendo a rua nos lindos dias de Caratinga.
Nossa rua,  antes chamava-se Rua das Flores. Depois virou Rua Raul Soares, desperdício de homenagem ao político estadual que nunca nada fez por nossa cidade, além de ser uma das pessoas mais homenageadas do Estado.  Dá nome a duas cidades, a ruas, praças e outros lugares.
No tempo de minha recordação  a Raul Soares nem tinha calçamento e era dividida no meio por postes de ferro fundidos, que, segundo a lenda, na época das revoluções políticas eram arrancados e transformados em canhões de um tiro só, visto que se arrebentavam após o disparo.
Fora do uso bélico, o poste servia pra dividir a rua em mão e contramão nas subidas e descidas dos fordinhos 29, alguns carros de praça, outros particulares que infestavam a cidade, e para suster os "tomatinhos"  vermelhos que chamavam de luz elétrica da Coutinho e Pena. Da cadeira de palhinha na calçada, meu Pai, sereno e vigilante, em tal pose que manteve após tornar-se o Juiz de Paz  mais bem votado na história da cidade.
Passava dali  o perfil de importante e respeitado patriarca de uma família feliz, como realmente éramos e somos até hoje, apesar da ausência dele e de minha mãe Geralda e de meus irmãos Zito e Neném, falecidos;  mas vivos estamos Dodora e Fábio, cada qual no seu canto, com seus filhos e netos.
 Sou o caçula desta família maravilhosa.
Tempos divinos!  Eu que não cria, peço hoje a Deus que proteja e receba minha gente, "gente humilde, que vontade de chorar, obrigado  Garoto, Chico Buarque e Vinicius de Morais, pela linda canção "Gente Humilde" à qual me recorro agora.
Em frente à nossa casa, relembro o boteco do Zé Francisco. Ele fritava  torresmo divinamente - pele e carne. Enchia os olhos do Sodico e lhe dava água na boca. Lambia os lábios de longe. A matriarca Geralda lhe negava o direito de saborear o torresmo divino  por causa da saúde já meio baleada. 
No entanto, quando eu o visitava, cruzava a rua, botava uma mesinha na porta do boteco, enchia-a de cervejas e pedia  pratinho de torresmo gordo ou magro. Fazia uma ponte aérea, corria do outro lado e matava a vontade de Papai.
Vejo-o à porta de casa, escondendo parte do torresmo enorme e carnudo, enquanto saboreava a outra parte, enfiando-lhe o único dente da boca e absorvia o resto aos chupões.
Na casa, Dona Geralda preparava o almoço para ele, para mim e meu saudoso sobrinho Lincoln, bom companheiro e que enxugava a mesa cheia de cervejas.  De vez em quando, Dona Geralda  à porta da casa e da calçada mesmo e nos chamava, após repreender-nos: 
"Vocês não sabem uma ou três cervejas, querem cinco ou seis". Mamãe não contou direito. Tomamos duas dúzias de geladas.
Saudade do Lincoln Anselmo Chaves, filho de minha irmã Dodora e do falecido Raymundo Vieira Chaves.
Cheguei agora a Caratinga com o propósito de ficar, apesar das dificuldades minhas. Amigos me ajudam e me entregam à amizade do jovem prefeito Dr. Wellington Moreira, cuja marca inicial nestes dois anos é fantástica. Caratinga foi a única cidade de Minas que  não teve a crise financeira dos salários atrasados. Pagou tudo em dia.
De uma enorme humildade, sem personalidade populista ou política, Dr. Wellington da primeira vez que falamos me revelou que era meu fã. Pode? Nunca ouvi isso de prefeito de minha cidade. E me convidou para juntar-me à sua equipe de trabalho. Claro que aceitei, por se tratar de convite sério, apoiado pelo professor Eugênio Maria Gomes, cujo relacionamento comigo também começava.
Tenho a Caratinga dos meus sonhos no coração. Já checamos e é a mesma que também nasce no coração do Prefeito Wellington. Então, vamos juntos, ao lado dos adoráveis conterrâneos, que me cercaram de tantas gentilezas nesta semana pré 24 de junho, nos dias dos arteiros, movimento do estupendo Camilinho, com ajuda da minha  filha caçula Juliana, atualmente filha de Caratinga, também, onde se tornou empresária, divulgadora de cultura, dança e teatro, com suas três filhas lindas - Luana, Sophia e Stelinha - envolvidas na arte.
Vamos que vamos,  Dr.Wellington. Vou tentar abrir caminhos novos para Caratinga em BH e já comecei a recorrer ao amigo Chico Maia, jornalista forte junto à nova sensação da política mineira, o ex-presidente do Clube  Atlético Mineiro, atualmente prefeito da Capital e forte candidato ao Governo de Minas, Alexandre Kalil.
Chico Maia que desde adolescente trabalhou comigo na Rádio Capital, na TV Bandeirantes-MG, na Federação Mineira de Futebol, quer conhecer Caratinga. Vamos trazê-lo para se impregnar do espírito caratinguense, o mesmo de sua cidade natal, Sete Lagoas.
Caratinga hoje aniversaria, graças a Deus,  sob manto de liberdade há muito inexistente. Sua mocidade empreendedora está nas ruas, aumentando as chaminés da cultura que sempre dominaram esta cidade de Deus. Tivemos bons e maus prefeitos, mas agora teremos  líder nato, sério, empreendedor e respeitado, Doutor Wellington Moreira, a quem me bastou poucas horas de conversa amena para agregar-me aos seus planos e projetos sérios, sem demagogia, longe da política rasteira e pessoal.
Esta é a CARATINGA que eu AMO, motivo pelo qual agradeço as bençãos que me trouxeram de volta à Santa Terrinha. Lá no alto do Cemitério, estão meus Pais, Sodico e Geralda; estão meus irmãos, Zito e Neném; e lá estarei quando chegar minha hora.
Esta cidade que vejo agora, vibrante, viva em todas as idades, a cidade da arte, da cultura,  do teatro, do balé clássico, da Feijoada do Catitu, que reuniu 700 conterrâneos, muita música boa e animada, uma festa de congraçamento inesquecível. A cidade mantém a fama das belas meninas, cultura deixada por Stael Maria Rocha Abelha.
Dos artistas de Ziraldo e Zélio, grupo no qual tenho orgulho de me incluir, ao lado de Sylvio Abreu,  Edra, Camilinho,  Ruy Castro, Miriam Leitão, admiradores do maior cantor do Brasil, Agnaldo Timóteo; de  educadores orientados por Cláudio Leitão, Professor  Eugênio Maria Gomes, gente do naipe de Humberto Luiz, amigos como Jorge Magalhães,  fazem o sangue de Caratinguense  correr saudável, manso e intenso como Deus quer, nos corações dos que se aproximam daqui.
Você é um deles  Prefeito Wellington e não vamos largá-lo de forma alguma nos próximos anos. Será sempre nosso imutável Prefeito.

TIC TAC DE MARIA TEREZA



Menina Maria Tereza,
como és da zoeira!
Parece o relógio 8
da parede de minha sala.
Vê se que te calas
deliciosa bagunceira...

És tic tac do 8 original,
que nem o Cuco que sai
E repete seguida vezes
"Vovô, tenho sede,Vovô"
"Tenho sede vovó querida"
O  Tic bate rápido,
Arisco animal,
que já vem de caneca especial
sua caneca, menina
na tua mão pequenina,
Onde mal cabe e agradece
"Obrigado, vovô lindo"

Noutro tic tac, na velocidade
dos segundos do 8 da parede,
Acabada a insistente sede
Já corres pro quarto avoengo
E tac ! tacas tudo da gaveta
pelo chão afora.
O que fazer, se no aconselho meu
Ou na falsa zanga da Mamãe e do Papai
Disfarça a arte feita com sorriso sapeca.

Mas és o tic da caloria a correr quente
Nas veias do corpo inteiro.
És este sangue de vida
Enquanto, correm os segundos do 8 à pilha
Tu, das mãos e  olhares atentos, se desvencilha
E começa noutro lugar, noutro quarto
novas venturas curiosas,arte pura

Ajudou a alma livrar-se do corpo
Que tac fica, cada dia, mais velho
sentimental, chorão e saudoso.

Corre aqui, Tic Tac do meu coração.
Taca-me aquele beijo molhado
Cheio de doçura e emoção.
Porque ainda me pulsa, quase acabado
No peito aberto a velha máquina, também tua.

Tic Tac de Maria Tereza é coisa
de menininha cheia de energia,
à mãos cheias, agitada, moleque,
- Simpática, flora tanta empatia!
nesse curto e apressado dia,
 voando que de tão veloz,
levanta-lhe a minissaia,
mostra tuas roliças coxas
que tua inocência de dois
anos e alguns meses a mais zomba.
Tá nem aí, e deixa pra depois.
Vídeos querem de novo ver
sem se cansar jamais.

A avoenga vontade é satisfeita
Todos  batem palmas de alegria ,
Querem sempre mais , e mais,
E mais, e mais,  nunca é demais,

Tic Tac das minhas emoções
e do 8 na parede da sala, certo
que tá hora de ir embora,
pra entrar no mesmo lugar,
o velho e restaurado Tic e Tac,
herança dos bisavós ,
que não tiveram tal destaque
de conhecê-la, agitada Tetê






ORO POR SEU ESPÍRITO



Posso fazer uma pergunta?
-"Claro, faça e depois desfaça".
-Como comprovar à alma sua individualidade
Visto que não tem mais corpo material?
-" Deus coloca pra Alma o fluído
que lhe é próprio,  na estratosfera
do seu planeta fora da Terra".
-"E o mais importante: guarda a aparência
da última encarnação e a inocência
que nela existia no momento da  partida:
é  seu perispírito."

Mexeu comigo!
Se voltares na mesma feição,
linda de corpo, olhos verdes,
pintas escorrendo corpo abaixo,
sei lá como te receberei.
Mas vou receber!
Estou descontrolado por tua ida,
e receber-te de volta como estavas
num momento de nossa grandeza,
preciso ter força e terei.

A Alma nada levou consigo desse mundo
senão a lembrança e desejo de ir
para o mundo melhor, sem dor.
Lembrança cheia de doçura,
ou de amargor,
conforme o uso que ela fez da vida.

A vida do Espírito é que é eterna.
A do corpo é transitória e passageira.
Quando o corpo morre, a Alma retoma
a vida eterna.
Tu me dizes:
-"se me quiseres de volta,
do jeito que sou, eu vou."

Eu te quero de qualquer jeito.

Para recuperar o Espírito bom,
o tempo escasso e perdido
que, por acaso, tivemos.

O quê sucede à Alma no instante da morte?
Eu te perdi após a morte do corpo?
-"Não, não perdeu. Subiu aos céus também,
só que em Espírito diante de tanta tristeza,
E deixou sua Alma  à solta."
No caso da morte dela,  a Bela volta
a ser Espírito,  volta ao mundo
dos Espíritos , Mundo Profundo!
Donde se apartou momentâneamente.

A Alma não perde a individualidade,
jamais perde. O que seria dela
se não conservasse a identidade?
Sem corpo material recebe o fluído
que lhe é restrito, haurido na atmosfera,
guardando a aparência da última encarnação:
seu perispírito.


ESTRELA DA MANHÃ: NADA BRILHA TANTO


Há quatro anos, este avô embevecido,
escrevia o texto abaixo pra manifestar
sua alegria sem fim. Nascia Stelinha.
Eu acompanhava minha Juliana
de belo desenho da Pedra Itaúna na barriga.
A andante  Itaúna na horizontal  
rugiu, rugiu, os gemidos da ansiosa espera,
e pariu uma estrela.
O quê, a bela reprodução do Monte Itaúna pariu estrela?
Como pode, numa manhã de domingo? 

-“Repiquem os sinos, chamem os trombeteiros,
desçam a Banda Santa Cecília; às 10h;
STELA NASCEU!”
E não foi às cinco horas da manhã,
na carona do raiar da aurora,
nas caudas da Estrela D’Alva? "

Não, foi no meio da manhã,
as pessoas assustadas olharam o céu:
-“o que é aquilo? Uma estrela em bela manhã
 de raios brilhantes de sol? Impossível?”
Nada é impossível no milagre do amor!
A redondinha reprodução que a bela Juliana trazia
 majestosa, abriu-se nas mãos dos profissionais,
e deu espaço pra Stela respirar a vida externa.
Alívio pra pequena estrela, de olhinhos fechados,
e pra Mamãe orgulhosa, após o desconforto,
a ansiedade e dos nove meses de espera.
Alegria para os que a rodeavam,
 à espera dessa deslocada estrela,
que fugira das noites, dos dias comuns,
pra clarear mais as deliciosas manhã de domingo. 

Já não sei mais onde coloco tanta alegria!
Vivi emoções iguais seis vezes.
Renovadas, mas de intensidades iguais.
Stela chegou pedindo espaço
entre as luzes da manhã,
posto que nada pode brilhar mais que ela.
Homem macho não chora? Chora.
Chorei pela sexta vez.".


quinta-feira, 18 de abril de 2019

AVISO DA TRINCHEIRA NÃO FALTOU: ITAIR COMEÇOU A QUEBRAR O CRUZEIRO


No blog do jornalista Jorge Nicola, no portal Yahoo:
* "Cruzeiro gastou R$ 4,2 milhões com Itair Machado em 2018"
Não foi por falta de aviso da minha Trincheira, logo que o tal de Itair Machado assumiu: " este moço é brigão, vai indispor o Cruzeiro com todo mundo e quebrará o clube".
O valor do déficit do Cruzeiro em 2018 não foi a única polêmica causada pela divulgação do balanço financeiro do clube. O Blog apurou que o enorme prejuízo, superior a R$ 87 milhões, tem a ver com a série de gastos no departamento de futebol, como os pagamentos a Itair Machado. O vice-presidente de futebol da Raposa embolsou R$ 4.249.963,83 ao longo de 2018.
O número está presente em trecho do balancete cruzeirense – o documento, inclusive, está em posse do Yahoo. Tais pagamentos, que incluem salários e prêmios, entre eles os títulos da Copa do Brasil e do Campeonato Mineiro, foram feitos à IMM Assessoria e Consultoria Esportiva, empresa de Itair aberta em 23 de janeiro do ano passado.
O vice-presidente cruzeirense negou as cifras. "Está totalmente errado e criminoso", afirmou Itair, que deixou de responder às mensagens depois de ser confrontado sobre o exato valor e o nome de sua empresa.
Os R$ 4,2 milhões divididos por 12 meses equivalem a R$ 354 mil mensais, vencimento de jogador de bom nível no futebol brasileiro. O atacante Raniel, por exemplo, recebe menos do que Itair no ano passado, fazendo a ressalva de que toda essa bolada destinada ao dirigente não foi apenas de salário.
A título de comparação, os diretores-executivos de futebol mais bem pagos do país, e que exercem funções parecidas à de Itair, ganham na casa dos R$ 200 mil. Nesta relação estão Alexandre Mattos, do Palmeiras, e Raí, do São Paulo. É bem verdade que Mattos faturou bônus de aproximadamente R$ 1 milhão com o título do Brasileirão.
Embora Itair seja dono dos valores mais expressivos, também estão na folha de pagamento do Cruzeiro diversos membros do Conselho Deliberativo, que recebem via PJ, RPA ou CLT.
27 ou 87? O balanço cruzeirense referente a 2018 aponta déficit de R$ 27,2 milhões. Porém, a Raposa incluiu os cerca de R$ 60 milhões da venda de Arrascaeta na contabilidade, apesar de o negócio ter sido fechado em 10 de janeiro de 2019. Isso representa ilegalidade de acordo com as regras contábeis.
Especialistas em contabilidade entendem que tal medida pode ter sido tomada pelo Cruzeiro para evitar que o clube fosse punido por infringir o Profut. Não se pode aumentar o endividamento em  percentual pré-determinado de ano para outro.
 cuidado COM ESTE AÍ EMBAIXO:

sexta-feira, 12 de abril de 2019

TIAGO NUNES NÃO ACEITA VIR TREINAR O GALO

Tiago Nunes recusa proposta do Atlético, e Petraglia chama diretor do Galo de "traíra"

 

De Nadja Mauad, repórter de Curitiba, vem a informação de que após reunião com o presidente do Athletico,  o treinador Tiago Nunes afirmou que vai permanecer no clube. Por rede social, o Presidente do Furacão, Petraglia, criticou o novo diretor de futebol do Galo Rui Costa, que trabalhou no Furacão

 

 Por telefone, ainda ao lado de Tiago Nunes, Petraglia disse a repórter que o  treinador  ganhará reajuste salarial por permanecer no Furacão.

- Homem sério, ele fica, afirmou Petraglia..

 

Pelas redes sociais, Petraglia confirmou que houve a proposta e criticou a forma como ela foi feita. Segundo ele, o presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, seu vice-presidente, Lazaro Cândido, e o diretor de futebol, Rui Costa, fizeram a proposta por telefone.

 

Rui Costa foi criticado diretamente por Petraglia, que o chamou de "traíra". O dirigente do Galo trabalhou no Athletico e foi demitido este ano. Incrível, é verdade, o "Mineiro" de forma antiética fez proposta milionária ao nosso técnico TNunes! O próprio presidente, seu vice e o traria Rui Costa participaram em viva voz do telefonema!Desespero total! Esqueceram eles que o TN é de homem de palavra trabalha no Paranaense!

 

O treinador entende que o clube tem o melhor calendário do futebol brasileiro. O Athletico disputa a Libertadores (é líder do grupo G), disputa a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro, a Copa Suruga e a Recopa contra o River Plate.

A reunião durou cerca de 50 minutos e foi apenas entre o treinador e o dirigente.

 

Entenda o caso

 

Após a demissão de Levir Culpi, o diretor de futebol do Atlético Mineiro, Rui Costa procurou Tiago Nunes. Os dois trabalharam juntos no Furacão no ano passado. Inclusive foi Rui quem conduziu a renovação do treinador para essa temporada.

Apesar do título da Sul Americana, Tiago Nunes é um dos treinadores com salário mais baixo da Série A do Campeonato Brasileiro.

Nessa sexta-feira, o clube mineiro oficializou a proposta ao treinador, que imediatamente procurou o Athletico para informar sobre o interesse. Depois da conversa com o presidente Mário Celso Petraglia, o treinador decidiu seguir seu trabalho no Furacão.

 

sábado, 9 de março de 2019

OUTRO ÍDOLO SOBE PARA MORAR AO LADO DE DEUS DÍDIMO


MORRE MEU ÍDOLO, DÍDIMO de Paiva


amizade solidificada numa troca de pneus na estrada

Uma das amizades que fiz muito rapidamente na época do ESTADO DE MINAS e DIÁRIO DA TARDE foi com o jornalista DÍDIMO DE PAIVA, a quem eu já tinha como ídolo por suas posições corajosas como diretor do nosso Sindicato. Dono de  um texto espetacular e de uma inteligência invulgar, além de nobre simpatia, Dídimo solidificou nossa amizade quando eu viajava no meu carro para o Espírito Santo e o encontrei no 262 encostado, pedindo socorro. Eu o reconheci, estacionei mais à frente e fui ao seu encontro saber qual era o problema. Fácil, fácil: pneu furado e Dídimo, marinheiro de primeira viagem, não sabia como trocar.
Usei meu "macaco" hidráulico, moderno, levantei o veículo e troquei o pneu com muita rapidez. Em seguida, coloquei-o no porta-malas do meu Opala e o recomendei a parar em Realeza para nova troca. Fui na frente, mais conhecedor da estrada, meu caminho para Caratinga, e entreguei o pneu furado à uma borracharia. Fiquei à espera de Dídimo. Para ele, foi uma demonstração sem preço de companheirismo. Daí, todas as vezes que nos encontrávamos, Dídimo salientava este fato e salientava: "Eu lhe serei eternamente grato, Flávio". E foi. Todo lançamento de livro meu, lá estava o genial Dídimo de Paiva.
Que Deus o mantenha, caro Dídimo, sempre ao lado Dele.

quinta-feira, 7 de março de 2019

TRIO DE OURO E DA PESADA

Tostão, uma fã, e este filho do Sodico e Dona Geralda num encontro casual no Diamond Mall, onde reatamos uma velha amizade entre o cracaço e o comentarista que não se falavam desde quando Tusta transferiu-se para o Vasco. Esta solução de continuidade na amizade entre mim e o filho do seu Osvaldo deu-se por causa de fofocas de terceiros. Fiquei sabendo pela esposa do genial jogador campeão do mundo em 70 que ele tem grande admiração por meu trabalho, por causa da minha imparcialidade e coragem para dizer as verdades do futebol De Peito Aberto. Quem bom, doutor Eduardo Gonçalves de Andrade, por aquilo que vivemos juntos antes e durante sua convocação, quando exagerei a Ponto de perguntar ao general Olimpio Mourão se ele colocaria as tropas na rua, caso Tostão fosse cortado por causa do problema no olho. Na redação do Diário de Minas,. onde fui aconselhado por aquela Borboleta  que um dia apareceu numa praia no Rio de sunga de crochê, e depois foi trocado ´pelo embaixador sequestrado a desistir de ser jornalista pois não tinha jeito para a coisa ( ainda bem que nem tomei conhecimento da sugestão do Bicha).

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

TITE RENOVA SELEÇÃO PARA COPA AMÉRICA

                                        Vinicius Jr na foto ainda com a camisa rubro negra é simbolo da renova que Tite pretende fazer na Seleção Brasileira

Lesão tira Fernandinho da Seleção, e veteranos como Marcelo e Paulinho perdem espaço

 

Volante do Manchester City seria convocado se não fosse lesão na coxa. Em outras posições Tite renova, mas mantém portas abertas aos veteranos


(Por Alexandre Lozetti e Raphael Zarko) 

A convocação desta quinta-feira foi a que teve, originalmente, menos remanescentes da última Copa do Mundo. Apenas 11 jogadores chamados para os amistosos de março contra Panamá e República Tcheca estiveram também na Rússia em 2018.
A redução quebra uma curva ascendente de veteranos e abre de vez o leque de oportunidades para a Copa América que será disputada a partir de 14 de junho.

 

Remanescentes da Copa do Mundo

Setembro/2018: 13 (dois foram cortados)
Outubro/2018: 14 (um foi cortado)
Novembro/2018: 16 (dois foram cortados)
Março/2019: 11
Dos mais experientes, excluídos dessa lista de Tite (foto), o caso de Fernandinho é o mais emblemático. O volante só não foi chamado por causa da lesão no músculo adutor da coxa esquerda.
Logo depois da Copa do Mundo, Fernandinho, autor do gol contra que abriu a vitória da Bélgica por 2 a 1 nas quartas de final, sofreu ofensas raciais nas redes sociais. Sua família também foi atingida. Tite preferiu preservá-lo das duas primeiras datas FIFA.
Na terceira, o técnico o convocaria, mas foi a vez de Fernandinho pedir para não ser incluído e poder resolver problemas pessoais. O volante, àquela altura, não sabia se gostaria de voltar a ser convocado. Depois de conversas com Tite, ele decidiu se abrir novamente à Seleção.
– Não posso ser cego, surdo e mudo para o que ele está jogando no City – disse o técnico ao deixar claro que Fernandinho poderá, sim, aparecer na Copa América.

As outras figurinhas carimbadas da Seleção, entretanto, ficaram fora por opção de Tite.
– Não está fechado. Tenho minhas tendências, manias, mas uma comissão técnica que faz contrapontos. A única coisa que peço são argumentos profundos. Vai ser no momento final a decisão (de convocar para a Copa América).
Não descarto nem um jovem como Vinicius Junior nem um veterano. Não é da boca para fora. Sei o que Willian, Fernandinho, Renato, Douglas, Paulinho, Marcelo me dão. A construção é que determina por um fio de cabelo – completou.

 

Marcelo
Reserva de Reguilón nos jogos mais importantes do Real Madrid na temporada, o lateral-esquerdo sofreu com problemas de peso no clube espanhol e também na Seleção. Cortado das convocações de outubro e novembro do ano passado, ambas por lesão, o jogador de 30 anos terá de se recuperar física e tecnicamente para retornar.
Paulinho
As más atuações na Copa do Mundo e a transferência do Barcelona para o Guangzhou Evergrande fizeram o volante, um dos recordistas de jogos da Seleção de Tite (24), voltar casas na corrida por uma vaga. Além disso, o Campeonato Chinês terá seu pontapé inicial nesta sexta. Paulinho, de 30 anos, não joga desde 18 de novembro, na vitória do Brasil por 1 a 0 sobre Camarões.
Renato Augusto
Um dos líderes do grupo de Tite também voltou recentemente às atividades. O meia de 31 anos disputou apenas um jogo em 2019 pelo Beijing Guoan. Por executar uma função rara na Seleção e por sua ascendência sobre os mais jovens, tem chances de retornar.
Willian
Não vive o melhor momento no Chelsea e tem ganhado a concorrência de jovens como Everton, convocado dessa vez por Tite. O técnico quer observar alternativas para o setor, já que Willian completou 30 anos e a função exige vigor físico e velocidade.
Douglas Costa
Está machucado, de acordo com a explicação do preparador físico Fábio Mahseredjian, mas não é só a lesão que o tirou da Seleção. Em fase irregular na Juventus, chegou a ficar fora até do banco de reservas em alguns jogos. Jovem ainda, aos 28 anos, é outro que terá de voltar à boa forma para disputar a Copa América.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

CAÇA ÁS BRUXAS TIRA O PODER DA JUSTIÇA


ACHEM AS BRUXAS; MATEM-NAS ENTRE  AS LENHAS DA FOGUEIRA ETERNA;
CORTEM-LHES  AS CABEÇAS E AS ESPETEM NUM PAU DE SEBO PÚBLICO.
OU PIQUE-AS EM MIL PEDAÇOS.
jOGUEM SEUS RESTOS E CINZAS NAS LAMAS AMARELAS DAS BARRAGENS ROMPIDAS

SÓ ASSIM ELA, QUE AGORA SÃO CAÇADAS, PAGARÃO PELOS MALES CONTRA A NATUREZA E A HUMANIDADE.

Esta Trincheira é favorável a punições severas aos responsáveis pelo rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho, e àqueles que de qualquer forma contribuíram para o incêndio no Ninho do Urubu do Flamengo e que matou os 10 atletas das divisões de base do clube, só crianças entre 14 e 16 anos.
Porém não estou à caça deles.

Isso é função Judicial, com base nas provas levantadas pela Polícia Técnica. O que se vê é linchamento público, especificamente no caso do Flamengo, porque o clube transformou o estacionamento licenciado em dormitório construído na base de containers, sem qualquer alvará ou licença da Prefeitura.
Isso evitaria tragédias como o incêndio da Gávea?

O que houve foi tragédia. Não havia porta fechada, o fogo começou no curto circuito do sistema de refrigeração. O Flamengo não tem culpa alguma, até porque manteve o Ninho do Urubu e revelou vários garotos por muitos anos.

Além disso, estava cuidando de construir outros alojamentos, mais seguros e confortáveis, para aonde pretendia levar os meninos.

Nos casos de Mariana e Brumadinho, a Justiça vai denunciar os responsáveis, mas antes quer indenizar os sobreviventes e os familiares das vítimas fatais.

Na mina do Feijão, contudo, surgiram acusações pesadas contra alguns fiscais da própria Vale que esconderam as iminentes que rondavam a barragem. Puni-los? Se assim acha a Justiça, que faça.
Não gosto é do linchamento público, exibido diariamente nas redes sociais e na Imprensa sem que apareça o nome de algum provável pecador.

E a gente não vê nomes importantes, como do Presidente da Vale, com poderes para antecipar tudo e fechar a mineração. Nem de político importante, com os mesmos poderes, mas nas folhas de pagamento da empresa e que se omitem escandalosamente.
Esses sim, merecem forca, fogueira e decapitação.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

SOTERRADO NA LAMA DA VALE EM BRUMADINHO


lama E caldo de manga ubá
(FLÁVIO Anselmo - FEVEREIRO 2019)

O local desabitado e tosco,
só tem uma casinha branca
e enorme mangueira ao lado.
A sombra da imensa árvore
cobre uma área saudável,
esconde o sol e o calor.
Os galhos carregados de frutos maduros
são despensa natural da casa.
Basta que alguém estenda o braço
e terá na mão quantas mangas Ubás,
deliciosas e maduras: um regaço.
Vi, não, ao alcance dos meus sonhos
o mundo de sossego, paz e calmaria
que procurava pela sesmaria.
"Vou curtir então - pensei".
Tirei o casaco, joguei os sapatos de lado
e dependurei o chapéu no galho mais perto.
Recostei-me no banco de madeira de cedro,
fechei os olhos e suavemente dormi;
Ouvi o estrondo, e despertei.
-"O que é que isso?" questionei.
Fez-se, então, sepulcral silêncio.
Quebrado pelo bando de guaxos
assustado, já em voo de fuga.
Cresce o barulho de água morro abaixo
Calcei-me de novo, vesti o casaco, pus o chapéu.
Olhei na direção do barulho de alto decibel.
O rio de lama descia arrastando tudo
que tinha à frente, vindo pelo leito
do humilde córrego do Feijão.
Na passagem matava animais doméstico e selvagem.
Derrubava árvores, arrastava casas.
Homens, mulheres e crianças então
 gritavam por socorro enquanto eram engolidos
pela mortal lama amarela.
Algo me cutucou e alertou: "vem na sua direção".
Subi ao primeiro galho forte da mangueira,
pulei para outro mais alto
e como lagartixa galguei até o cimo.
A lama balançou a imensa árvore,
derrubou frutos maduros,
mas ela resistiu em pé, forte.
Surpreso, lá do alto acompanhei a lama
fazendo vítimas, numa forma de água suja
destruindo o verde vale de alta grama.
"É o fim do mundo - especulei - de onde vem
este lamaçal do inferno?"
Então me lembrei da barragem da Vale
cheia de dejetos de minério de ferro.
Tão presente nas conversas de botequim
em Brumadinho, nas quais não faltavam alertas
do funcionário graúdo da Vale entre as cervejas.
-"O pessoal aqui deve tomar cuidado
a barragem do Feijão está condenada"
"Não passou na última revisão ano atrasado,
e corre risco iminente de rompimento".
Nem a Vale se cuidou, tirando seu escritório
do local. Nem o restaurante do pessoal,
ambos bem debaixo da barragem.
Do alto da carregada mangueira sentenciei:
"Acidente? Não assassinato em massa"!
Sem poder descer, cercado pela morte,
deitei no grosso tronco, onde me sentara,
peguei umas mangas maduras e doces.
Chupei-as devagarzinho. Pressa pra quê?
Para saber o número exato de mortos e desaparecidos?
Esta contabilidade ficará a cargo de Deus.
Nem a Vale haverá de querer rapidamente trazer tais
números de mortes e feridos para sua história.
Entre os seus o número já era alto: o prédio da administração
abaixo da barragem estava lotado de funcionários.

Sumiu entre a lama, bem como o restaurante da empresa
na hora do almoço. Ninguém se salvou.
Bombeiros, militares e voluntários ainda procuram corpos
soterrados na lama, porém não olham para as copas das árvores.
Por fim, me acharam todo enlameado e quiseram saber como saí da lama e subi na mangueira.
Respondi: "não saí da lama, nem cheguei perto. Estou brenhado de caldo de manga Ubá doce e madura".
-"Enquanto vocês procuravam corpos na lama, chupei 100 mangas, mas não tive água, nem sabão para lavar as mãos". (fim)