segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

SAIO DE FÉRIAS .....

AGORA TAMBÉM VOU SAIR ALGUNS DIAS DE FÉRIAS AQUI NO BLOGO. FELIZ ANO NOVO PRA TODOS E EM BREVE ESTAREI DE VOLTA FLAVIO ANSELMO

sábado, 26 de dezembro de 2009

MORTE DE LINCOLN BORJAILLE

POSTADO ÁS DUAS E 15 DA TARDE

Recebi a informação da morte de Lincoln Borjaille, aos 53 anos de câncer, através de uma mensagem do meu amigo Langlebert Drumond, ex-presidente do Democrata Pantera. Sua mensagem lamenta a morte do amigo, tão prematura, e destaca as virtudes de Lincoln como pessoa, administrador de empresa e como árbitro.

Quando me afastei da Assessoria da FMF, com a chegada do Delegado que era vice-presidente de Elmer Guilherme, Lincoln e eu ficamos em lados diferentes. Não gostei do procedimento do Delegado, atual presidente, quanto ao até então companheiro Elmer, injustamente o único cartola punido no Brasil dentro daquela mentirosa CPI do Futebol.

Lincoln acompanhou o Delegado antigo companheiro. Chegou até a participar comigo como comentarista de arbitragem na Transamérica por uns dois anos. Depois, sem nenhuma explicação nem aviso afastou-se e assumiu a Chefia da Arbitragem. Impôs um estilo bem arrogante, ao contrário dos tempos de arbitragem. No gramado, era dócil e educado até na hora dos cartões. Não foi bem como chefe de árbitros.

Além de sair em razão da doença, que a FMF usou como justificativa do pedido dele, muita gente - inclusive eu - não acreditou, pois a pressão era forte pela saída dele.

De qualquer forma, é de se lamentar profundamente a perda de um desportista elegante, conhecedor de seu trabalho, educado e estudioso; sem falar na perda de um pai de família, e de um moço empreendedor. Nada justifica uma morte tão prematura a não ser os designios de Deus.

Que Lincoln Afonso Borjaille Bicalho descanse em paz...

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

POR ENQUANTO SÓ TEM GENTE SAINDO

POSTADO ÀS 9 horas e 54 minutos

O TÉCNICO de futebol de base que levou o Cruzeiro ao título da Taça São Paulo e ao Campeonato Brasileiro sub-20, Enderson Moreira, foi embora treinar o Internacional B que disputará o Campeonato Gaúcho, enquanto o time principal prepara-se pra Libertadores. Outro valor que os celestes chutam fora.

FOI O chute mais doido esse do moço que anunciou a volta do Mágico Alex ao Cruzeiro. O craque renovou contrato até 2011 com o Fenerbahche da Turquia. Sobre o assunto resumiu: é mentira! Coisa feia, gente...

SÓ FALTA os investidores jogarem o colombiano Macnelly Torres, do Colo-Colo (que me desculpe o trocadilho) no colo de Zezé Perrela. Agora chega a informação que o clube chinelo liberou o armador, de 25 anos, pra conversar com qualquer clube e vai facilitar sua saída.

MERCADORIA tão oferecida precisa ser bem examinada.

O QUE este blog disse a respeito da vinda de Kleber Pereira pro futebol mineiro? Que a sua preferência é pelo Galo, por causa de Luxemburgo. Há quem diga que o Cruzeiro finge que quer o atacante pra Kalil gastar dinheiro nele. Não apostem que Kleber Pereira seja gastar vela com defunto ruim...

KLEBER Pereira, no Maranhão, recebendo homenagens, informou que tem propostas do São Paulo e do Cruzeiro, mas prefere jogar no Atlético que nem proposta fez. “Por causa do Wanderley, responsável pela minha volta ao futebol brasileiro”, frisou.

DA EUROPA, Kalil bota dinheiro no caixa do Galo: Tchô rescindiu contrato e se agradar ao Marítimo de Portugal renderá 40% do valor da transação ao clube. Já Márcio Araújo, contestado equivocadamente por grande parte da torcida, rendeu R$ 2 milhões da multa contratual que o Palmeiras deverá pagar.

ALIÁS, esse dinheiro não vai todo para o Atlético porque a Tombense é sócia no negócio.

EXAGEROS à parte, a defesa do Cruzeiro só não passará dos 100 anos caso Fabian Ayala, argentino de 36 anos, for contratado por causa dos dois garotos nas alas: Jonathan e Diego Renan.

CONTUDO, se estes meninos forem considerados alas, formando no meio-campo, com o recuo de Marquinhos Paraná e Fabrício a faixa etária da defesa subirá a números que agradam Adilson Batista.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

MENSAGENS DOS AMIGOS DA TRINCHEIRA

Francisco Moreira = BH


NOS ULTIMOS dias tenho ouvido muita especulação sobre este meia colombiano. Todavia, pouco conhecemos sobre ele. Não é porque é colombiano que o jogador é a solução para a camisa 10 do Cruzeiro. As estatísticas pelo menos vão em direção oposta, já que o mesmo só marcou 3 gols na temporada 2009 e não é um exímio cobrador de faltas (uma necessidade do time celeste). Logo, se é para ser campeão, é preferível trazer um nome mais consagrado, e não uma aposta, pois o futebol mineiro está cansado de apostas como o Renteria, De La Cruz, entre outros q recentemente por aqui passaram.

Paulo Hamacek -BH

SE A BARRA TÁ PESADA PARA OS APOSENTADOS GOVERNISTAS , NÃO QUEIRA VER A AGONIA DOS CELETISTAS . HOJE , O NOSSO GRANDE CAMELÔ VIAJANTE , QUE PERDOA DÍVIDAS DO BRASIL E PROMETE APLICAÇÕES ASTRONOMICAS PARA O MEIO AMBIENTE, ANUNCIOU QUE NÃO PODE REAJUSTAR APOSENTADOS PARA NÃO QUEBRAR A PREVIDENCIA . INFELIZMENTE,SOMOS UM POVO SEM UNIDADE ,SEM AÇÃO,ETC ,DEFASADOS 60%, ,TANTO NO MÍNIMO QUANTO NO GERAL, E O PRESIDENTE ,COM SUA APOSENTADORIA, SÓ DE ANISTIADO COM 25 DIAS DE PRISÃO, COM 4.800,00. APROVEITANDO SUAS FERIAS, VOU LHE ENVIAR EMAIL SOBRE ESSA APOSENTADORIA E COMO CONFIRMA-LA.

ABRAÇOS , BOAS FERIAS , NATAL, ANO NOVO,ETC..


VINICIUS SILVEIRA DE SOUZA - BH


Grande Flávio, tudo bem?

Bom, primeiramente quero reiterar que sempre leio suas colunas e acesso seu blog. Estão sempre muito bons.
Quero desejar a você um natal cheio de paz, alegrias, felicidades, harmonia e todas as bênçãos divinas para você e toda sua família.
Que a Trincheira continue fazendo sucesso e que o ano de 2010 seja de muitas vitórias para nosso futebol mineiro.Voltarei a escrever, hoje trabalho pela Prosegur e por isso, não tenho tempo hábil para escrever.Grande Abraço .Feliz Natal e próspero 2010 a você e sua família.



TENENTE ALTAMIRO FERNANDES DA CRUZ - BH


TÁ NA FOLHA!

AS ESCOLHAS DE LUXEMBURGO.
O empresário Luiz Alberto de Oliveira, da L . A. Sports - empresa parceira do Avaí - , explicou um dos motivos para escolher o Atlético-MG como destino do meia Muriqui. "Trabalhar com o Vanderlei é, sim, uma das razões. Muitos jogadores viveram seus melhores dias com o técnico do Atlético", completou. A razão exata para Muriqui jogar no Atlético-MG é financeira.
O Palmeiras não pagaria nada por um ano de empréstimo, o Galo pagou mais caro. Mas a transferência evidencia que ainda há casos em que a fama do ex-melhor técnico do Brasil e, quem sabe, futuro interfere nos negócios.

Keirrison trocou o Coritiba pelo Palmeiras pela mesma razão. Seis meses depois, deixou o Parque Antarctica para jogar na Europa já sem a mesma boa impressão que o levou a se vestir de verde.
A decepção do centroavante, hoje no Benfica, tem a ver com inúmeros negócios mal-feitos por Luxemburgo.
Uma das funções mais importantes de um técnico é conhecer os atletas ao receber indicações ou para ele próprio indicá-los. Na saída do zagueiro Henrique para o Barcelona, em 2008, Luxemburgo tinha o nome certo para a substituição: Gladstone. No mesmo ano, recusou Rever. Para o Palmeiras, indicou Roque Júnior. Foi um fracasso. A lista pode prosseguir com Jumar, no Palmeiras, Pedrinho, Vitor Júnior, Émerson, Adoniran e André Belezinha, no Santos.
Roque Júnior é o grande exemplo de como Luxemburgo já teve indicações brilhantes, muito mais do que as atuais. Em 1996, quando ninguém conhecia o zagueiro contratado do São José por sua observação, Luxemburgo costumava dizer: "Este vai ser zagueiro de seleção brasileira". Tinha razão.
O mesmo vale para o volante Rogério, campeão da Libertadores de 99, para o atacante Everton, do Corinthians e de tanto sucesso na Europa na década que está acabando, para Ronaldinho Gaúcho, a quem, afinal, foi Luxemburgo quem primeiro convocou para a seleção brasileira.
No Galo, além de Muriqui, sua primeira indicação é o zagueiro Campos, da LDU. Bom zagueiro. O sucesso ou o fracasso de suas indicações pode ser o primeiro indício para saber se Luxemburgo, em 2010, voltará a ser que foi. (Paulo Vinicius Coelho / Folha de São Paulo. Cad. de Esportes pág. D3 21/12/09)

Caro Mestre, sei como é difícil a vida dos cronistas esportivos nestas épocas de "vacas magras" - falta de notícias - para cumprir o compromisso de colocar nos jornais, rádio e na televisão suas crônicas diárias. Daí eu gosto de enviar-lhe algumas coisas que me chegam às mãos. Espero que possa aproveitá-las no seu cotidiano!
Na oportunidade, quero desejar que você, caro Mestre, tenha o melhor de todos os Natais e que o Ano Novo possa chegar trazendo-lhe muita PAZ, SAÚDE, "DINDINS" E MIL FELICIDADES ! Atenciosamente!Um abraço fraternal do seu fã nº 1. Altamiro Fernandes da Cruz =2º Ten PM=

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

PODE ENTRAR AREIA NO NEGÓCIO DO MURIQUI?

ESPERO QUE NÃO. O Galo comprou 50% dos direitos do atleta e propos um contrato de quatro anos. Muriqui, 23 anos, no entanto, não apareceu pra fazer os exames médicos conforme combinado. Mandou informar à Imprensa que pequeno problema de acerto salarial não permitiu, ainda, que botasse seu xamegão no documento. Agora, as partes vão esperar a volta do presidente Kalil da Europa pra bater o esperado martelo. Espero que não haja zebra neste caso, também...

SEM NOVIDADES NA ELEIÇÃO dos melhores do mundo promovida pela Fifa: deu o esperado no masculino com a escolha do argentino Lionel Messi; e o inevitável no feminino. Pela quarta vez consecutiva, Marta levou o prêmio de melhor jogadora de futebol do mundo. A compatriota Cristiane desta vez passou perto.

O NOVO PRESIDENTE do Santos, Luís Álvaro de Oliveira, chamou a Imprensa pra dizer que encontrou o clube da Vila Belmiro como terra arrasada. O rombo financeiro, segundo ele, é bem maior que o esperado e torna inviável a contratação de qualquer reforço. Os salários dos últimos meses estão atrasados.

E O EFEITO WANDERLEY LUXEMBURGO no qual os irmãos Perrelas apoiaram os motivos de desavença com o treinador em 2004. Segundo Zezé disse na época, Luxa levaria o Cruzeiro à bancarrota.

FALTA DE ASSUNTO nesse período gera especulação assim: Mancini, mal das pernas na Internazionale de Milão, não descarta a possibilidade de voltar ao Galo em 2010. Mas quem pagaria as contas?

PERRELA SEM PRESSA FECHA A PORTA DA TOCA

NO ESTICA e encolhe das contratações no Cruzeiro, o presidente Zezé Perrela encolheu na história de contratar Kleber Pereira, do Santos, e voltou a esticar o papo ao saber que, na moita, Wanderley Luxemburgo trabalha pra levar o goleador, com quem trabalhou na Vila Belmiro, para a Cidade do Galo.

ZEZÉ chegou a negar qualquer interesse por Kleber Pereira. Aí alguém cochichou no ouvido direito dele que o matador viria reforçar, então, o Galo de Luxemburgo. E que 2010 é ano de eleições; então, o presidente celeste deu outra declaração: conversou com Daniel Pereira, irmão e procurador de Kleber e abriu negociações.

A COISA, por enquanto, tá nesse pé. Pode ser que, no momento em que você, leitor do peito, estiver de olho na Trincheira, Kleber Pereira já seja azul. Pode ser que não. Afinal, Luxemburgo tem mais fichas que Perrela junto de Kleber Pereira.

DANIEL Pereira informou que o irmão, de férias, iria estudar a proposta cruzeirense e faria a dele. Aos 33 anos, Kleber Pereira é o tipo de jogador que só gera retorno de investimento ao clube; os parceiros do Cruzeiro querem gente nova que no final dê dinheiro de volta.

PENSO ser difícil o Cruzeiro bancar a contratação de Kleber Pereira sozinho. Os cofres, como sempre, estão vazios. Não é a choradeira de costume dos Perrelas em final de temporada?

MACNELLY Torres, 25 anos, colombiano do Colo-Colo, armador, pode ser o nome a substituir Jóbson, flagrado duas vezes em antidoping, na parceria com os desconhecidos investidores amigos de Perrela.

KLEBER Pereira marcou 30 gols com a camisa do Santos em 56 confrontos. Nada excepcional se comparado, por exemplo, com Wellington Paulista. No Brasileiro, ambos tiveram uma performance bem semelhante como goleadores: 14 gols cada.

XINGU, professor do Colégio Santo Agostinho, cruzeirense de dar cambalhotas, me manda um pitaco: “boa pedida o Kleber Pereira no Cruzeiro. Creio que essa seria uma ótima pedida ao Cruzeiro. Kleber viveu um grande momento no Palmeiras ao lado de Alex Mineiro jogador com características semelhantes ao jogador ex-Santos”.

“MESMO assim vejo mais qualidades nesse jogador. Dessa forma o verdadeiro estilo de Kleber "garçon" fica mais valorizado e eficiente.Outro pitaco diz respeito a urgência na renovação de Claudio Caçapa. Realmente caiu como uma luva nessa zaga com o ótimo Leonardo Silva”

PIMENTA só dói mesmo nos olhos alheios. O Internacional reclama do São Paulo por aliciar o excelente Guiñazu cujo contrato acaba em julho/2010. Mas aliciou Eliandro, 19 anos, que ficaria sem contrato com o Cruzeiro em 31 de março. Eliandro reformou por mais cinco anos.

CHUMBO trocado o Inter levou, também, do Galo, de olho em Andrézinho. Os colorados vão ter dificuldades em renovar, em bases bem superiores, o vínculo do armador que termina no final do ano. Caso contrário, o jogador procura outro destino.

OUTRAS mensagens dos amigos leitores. Antônio Aguiar de Resende, Ribeirão das Neves, o meu amigo doutor Julinho, da Cidade dos Meninos, disse: Reli, hoje "Natal de um Papai Noel, do Jornal Solidariedade - linda, muito linda mesmo e meditativa. Por entender ser um assunto de época, aproveitei para meditar sobre quantos "Papais Noel e Mamães Noel" estão, nesta época passando pelo mesmo conflito que aquele Papai Noel encontrado por Jurandir”.

“PENA que não exista tantos Jurandir por ai. Claro, que não tenho uma solução para o problema, mas isso me faz deprimido e só o encontro de um Natal festivo rodeado dos entes queridos, principalmente minhas netas e meu neto me chama a realidade...”

“COMO cristão, o fato mais importante nesta data, é o nascimento do Menino Jesus, com certeza não esqueço deste aniversariante e acredito piamente que a solução da humanidade está na fraternidade que deve existi entre todos os povos”.

“‘MEU CARO, é só um desabafo e uma forma de dizer ao nobre e impoluto amigo que gosto muito de ler o que ele escreve. Julinho, que não é o Botelho”.

RESPOSTA: Não é o saudoso Julinho Botelho, mas jogou na várzea e agora fora dos gramados, tanto quanto ele. O ex-ponteiro da Lusa, do Palmeiras, da Fiorentina e da Seleção Brasileira só não foi campeão mundial em 58 por ser excessivamente ético. Não aceitou integrar à delegação rumo à Suécia porque jogava fora do Brasil na época.

OUTRO leitor, o ex-goleiro Aranha, revelado pelo Cruzeiro e que jogou em vários times daqui, comunica que foi trabalhar como auxiliar do técnico Alemão na Caldense. São dois profissionais que respeito muito e torço pelo sucesso deles.

GALINHO e Grêmio vão jogar a final do Campeonato Brasileiro Sub-20 que se disputa no Rio Grande do Sul. Os atleticanos buscam o bicampeonato. Pra chegarem à decisão, o Galinho tirou o Fluminense ( 1 a 1 no tempo normal e 5 a 4 nos pênaltis), enquanto os gremistas bateram o arquirrival Internacional ( 0 a 0 no tempo normal e 5 a 4 nos pênaltis).

A RAINHA Marta encantou o Pacaembu outra vez e comandou a Seleção Brasileira Feminina na goieada ( 5 a 2) sobre o México e na conquista do Torneio Cidade de São Paulo. Um grande público foi ver Marta, Cristiane e Cia; só os investidores nacionais fingem que não veem e o futebol feminino, às duras penas, vai trazendo títulos para o Brasil. Aí acontece como no tênis e pugilismo; param os heróis e o esporte morre.

domingo, 20 de dezembro de 2009

CIELO SERÁ HOMENAGEADO SEGUNDA

POSTADO ÀS 9 horas e 26 minutos da noite.

O TROFÉU OPEN disputado no Clube Pinheiros, em São Paulo, foi encerrado na manhã deste domingo, e teve César Cielo seu grande herói. Garantiu dois prêmios individuais, como o atleta que mais marcou pontos para o seu clube (359) e o maior índice técnico entre todos os competidores.

CONVÉM LEMBRAR que Cielo quebrou o recorde mundial dos 50m livre (20s91) na última sexta-feira. Nesta segunda-feira, será homenageado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) no Prêmio Brasil Olímpico, no Rio de Janeiro.

BRASIL CAMPEÃO

POSTADO ÀS 9 horas e 20 minutos da noite.

A RAINHA Marta encantou o Pacaembu outra vez e comandou a Seleção Brasileira Feminina na goieada ( 5 a 2) sobre o México e na conquista do Torneio Cidade de São Paulo. Um grande público foi ver Marta, Cristiane e Cia; só os investidores nacionais fingem que não veem e o futebol feminino, às duras penas, vai trazendo títulos para o Brasil. Aí acontece como no tênis e pugilismo; param os heróis e o esporte morre.

GALO X GRÊMIO NA FINAL DO SUB-20

POSTADO ÀS 8 HORAS E 56 MINUTOS DA NOITE...

COM UMA GRANDE atuação de seu goleiro Buzato,que pegou três pênaltis - um no tempo normal e dois nas cobranças finais - o Grêmio assegurou sua vaga na final do Campeonato Brasileiro Sub-20 ao eliminar o arquirrival Internacional ( 0 a 0 no tempo normal e 5 a 4 nos pênaltis). Vai enfrentar o Galo que na preliminar eliminou o Fluminense, também nos pênaltis, por 5 a 4, apos l a 1 no tempo normal.

POSTADO ÀS 6 e 20 da noite....

GALINHO TÁ FINAL DO BRASILEIRO JUNIOR

O Galinho acabou de vencer o Fluminense por 5 a 4 nas cobranças de pênaltis – 1 a 1 no tempo normal – e com justiça está na final do Campeonato Brasileiro Sub-20 no Rio Grande do Sul.

Agora jogam Grêmio e Internacional e o vencedor será o adversário do Galo na final.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

JÓBSON É FEIJÃO BICHADO – Postado às 6 horas e 42 minutos da noite

NA LINGUAGEM futebolista, quem é feijão sem bicho tem futuro, é craque,vai virar dinheiro alto para o clube. Jóbson começou o ano assim, por causa dos jogos que fez no Botafogo. Em dois deles estava dopado de cocaína e foi pego: contra o Coritiba e Palmeiras.

No primeiro caso, o Cruzeiro que investia no tal feijão sem bicho ainda esperou a contraprova antes de desistir do negócio. Devia ter alguma informação privilegiada. Logo depois Jóbson foi pego em novo sorteio, após enfrentar o Palmeiras.

O feijão sem bicho estava podre. Teve uma suspensão de 30 dias, preventiva, por causa do primeiro caso. Agora, está sob ameaça, por reincidência, de banimento do desporto

Cheguei a pedir uma nova chance pra ele, por se tratar de um garoto. Diante da reincidência, vejo que precisa de psicólogo, tratamento demorado e de um bom advogado. Triste sina do Botafogo, que já teve Josimar num caso semelhante.

Nenhuma surpresa na desistência do Atlético em contratar o goleiro Renê. Antecipei ontem que seria dinheiro jogado fora. O cara assinou contrato antes com a Portuguesa. Qual é o caráter desse moço de 33 anos?

Não foi uma vingança total, mas teve sabor disso: o Galinho está nas semifinais do Campeonato Brasileiro Sub-20 após eliminar o Flamengo de virada por 2 a 1.

O tempo das cortesias dos clubes voltou? Recebi do Galo uma bela lembrança de Natal: numa sacola chique veio o panetone da Kopenhagen, com cobertura de chocolate. Junto, a camisa do Galo, novo lançamento, e um belo cartão assinado por Alexandre Kalil.

Como não sou dado às hipocrisias, aceito a cortesia. Até porque, como diabético, não poderei saborear a guloseima; vou entregá-la à reunião da família, dia 24.

Quanto a camisa, farei uma rifa e o dinheiro será doado à Cidade dos Meninos, onde estarei neste sábado de manhã como paraninfo uma turma de 2.500 formandos do Centro de Formação Profissional, nos diversos cursos.

Fiquei honrado com a atenção do presidente alvinegro e de sua assessoria. No entanto, bastava-me o cartão, iluminado por uma frase do meu saudoso amigo Elias Kalil: “o importante não é ser, ter ou parecer; o importante é fazer, construir e desenvolver”. E ele soube fazer isso como ninguém...

“DIVINAS MARIAS” CHEGOU RUMO AO INCINERADOR

AH, MEU POETA Maxs Portes, proseador e editor, velho companheiro dos grupos escolares Princesa Isabel e Sinfrônio Fernandes, em Caratinga, que saudade tenho de ti! Você me largou na mão aqui nesta Capital desenfreada, esburacada e perigosa, levou sua inteligência e competência, juntos com a Glória, pra Santa Terrinha e meus livros ficaram órfãos. Depois de “Marias Chuteiras”, no qual mereci elogios de sua lavra e eu fiz inúmeros à Edições Cuatiara pela beleza da programação gráfica, contando aí a capa, contracapa, o miolo, tão bem diagramado e ilustrado.

MEU POETA, seu abandono me causou duas enormes tristezas. Primeiro, porque não tive a crítica de um vencedor de prêmios literários sobre a ousadia de meu avanço sobre o segmento dos poemas. Talvez até me vetasse. Segundo, porque, bem ou mal, editei o livro no Rio de Janeiro, por indicação de amigos de Beagá, na Câmara Brasileira do Jovem Escritor – CBJE- e o custo/benefício que busquei, somado a incompetência e falta de boa vontade os editores resultou num estrago sem precedentes.

BEM FEITO pra mim. O que fui fazer numa casa editora de escritores jovens aos 67 anos de idade?

CARO MAXS, eu que já havia atirado na lata de lixo os originais de um livro chamado “Centenário do Galo, crônica de uma frustração anunciada”, penso em dar a este sonhado e trabalhado há anos livros de poemas, “Divinas Marias”, destino quase semelhante, só tocarei álcool e fogo depois.

E OLHA que o livro prometia: na capa um grafite de Giancarlo Laghi, quadro que embeleza meu quarto de dormir. Seria, como no “Marias Chuteiras”, uma capa em policromia e me mandaram uma em PB. No interior, outra obra de Giancarlo, também presente dele quando fui homenageado pelo Rotary de Caratinga nos meus 40 anos de jornalismo, excelente pra ilustração, ganhou apenas um inexpressivo espaço numa das páginas, sem nenhum texto a completá-la. Em várias páginas, mal diagramadas, sem texto ficaram em branco. Ou tiveram apenas um caquinho de texto, sem ilustração abaixo.

E PRIMEIRA orelha, caro Maxs, talvez a mais importante do livro? Em branco. Lá dentro tinha uma orientação pra que fosse colocado ali um resumo da obra do autor. Na segunda orelha, no entanto, espremeram um texto do Potoca, dos meus 60 anos, comemorados em Lagoa Santa. Lindo texto.

VOCÊ, MEU POETA, ficou me devendo esta. Claro que o tempo agora é restrito nas funções culturais que a Prefeitura da Terrinha exige e que você tão bem tem executado junto com o Secretário Juarez. Mas, um dia, o Prefeito João Bosco terá de liberá-lo uns dias pra atender-me, antes que eu tenha ânsia de queimar outro livro meu, depois de pronto.

VOCÊ CONCORDARIA com uma troca entre Kleber Gladiador e Diego Souza, o craque do Brasileiro? A vantagem seria de quem? A informação surgiu em São Paulo, nessa fase de especulação, sem citação de fonte. Não creio que tenha sido coisa do Perrela ou do Perrelinha; afinal, Zezé garantiu que o Gladiador só sai negociado por R$ 10 milhões.

NO ASPECTO tático diria que, se concordar com tal negócio, Adilson Batista vestiria um santo e deixaria o outro peladinho da silva. Diego é armador dos bons, ou meia atacante na preferência de outros. Kleber é segundo atacante no duro, aquele que troca de posição com o centroavante nos quebra-canelas com os becões.

E FICOU comprovado no último jogo, contra o Santos, na Vila Belmiro, que a carência de um segundo finalizador pra atuar ao lado de Wellington Paulista, apesar de Adilson apostar todas as fichas em Soares, lesionado, e Thiago Ribeiro, moço bom e determinado. Por isso, de férias numa das praias do Paraná, Adilson já avisou: Diego pode vir, sem o Gladiador ir.

NÃO DÁ PRA comentar: o Galo vai liberar Aranha e pegar Renê, 33 anos, pra reserva de Carini. Renê jogou o Brasileiro no Barueri e se destacou; o que não o recomenda, entretanto, é o histórico com uns 300 times, todos pequenos. Ou seja, deve ser excelente goleiro de time pequeno; que nem o Aranha.

ANTES PORÉM, Renê terá que desmentir o documento apresentado pela Lusa. Na verdade, um pré-contrato que o clube do Canindé quer usar como direito de pedir uma indenização ao Galo pra liberar o caminheiro Renê. Vale a pena?

MARCUS SALUM forma aquele trio de dirigentes da linha de frente no futebol mineiro. Não pisem nos pés (da sorte) do Coelho se não quiserem levar troco de imediato. Kalil – parente de Salum – e Perrela goela larga queriam passar merrecas no troco que a Poderosa dá aos clubes em troca do Campeonato Mineiro. Por enquanto, o América tá fora da telinha. Manda bala, Salum!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

GALO ANUNCIA OS REFORÇOS E RAPOSA AS DESISTÊNCIAS

O FUTEBOL em Belo Horizonte mudou de foco: enquanto o Galo e o Coelho anunciam contratações, a Raposa só fala em desistência. O pior, ainda, é que o Cruzeiro dos três é o que tem o compromisso mais complicado no início do ano, pois em janeiro já disputa a pré-Libertadores. Sem falar, que é, também, o mais visado pelo futebol estrangeiro de olho em Jonathan, Fabrício, Henrique e Kleber. O Galo corre risco com dois: Tardelli e Eder Luís. Em contrapartida, o clube tem contratado bastante; o Coelho não corre nenhum risco, exceto com Bruno Mineiro, e trouxe vários reforços.

NO FINAL do ano passado, Zezé Perrela anunciou as vindas de Muriqui e Rafael Coelho, este artilheiro da Série B, mas Adilson Batista os vetou este ano, após renovar o seu próprio contrato. Risco dele. Os celestes, também, desistiram de Jóbson, cuja contraprova confirmou o doping por cocaína e do volante Leandro Guerreiro, 31 anos, que não foi liberado pelo Botafogo.

O ATLÉTICO confirmou contratação até pelo twitter. De Portugal, Alexandre Kalil avisou que Muriqui virá pra Cidade do Galo, indicado por Luxemburgo. Muriqui, 23 anos, fez 9 gols no Brasileiro. Já Rafael Coelho, 21, marcou 17 vezes na Série B e deve assinar com o Vasco. Que os deuses ajudem Adilson Batista caso esses meninos arrebentem lá fora.

O MEQUINHA contratou o técnico Marco Aurélio, o atacante Laércio, que, ainda, não foi apresentado. Ontem, foram apresentados o beque Thiago Couto e o volante Ramos, e o América deve fechar hoje com o goleiro Gléguer.

GLÉGUER, 33 anos, jogava no Vitória de Salvador, na reserva do Viáfara. No seu currículo tem Cruzeiro, Guarani, Corinthians, Portuguesa, Vila Nova-GO, Náutico e América de Natal. Mas vem compor o grupo, pois Flávio, campeão da Terceirona este ano, renovou contrato por mais um ano com o Coelho.

O GALINHO tá vivo no Campeonato Brasileiro Sub-20 ao vencer o seu xará paranaense (2 a 0), em Santa Maria. O resultado colocou o Galo diante de um adversário eterno, o Flamengo, na busca de uma das vagas na semifinal. Mais que o título, espero que o Galinho traga alguém pra Wanderley Luxemburgo. Este sim, acredita muito no futebol de base, ao contrário de Adilson Batista.

BOM, LEVANTEI outro problema. Mas os fatos não me deixam sem fundamentos: Adilson vetou os jovens Muriqui e Rafael Coelho, e pediu a contratação de Leandro Guerreiro, de 31 anos.

E PRA COMPLICAR, o garoto Eliandro, o único júnior que encheu os olhos de Adilson Batista, além de Diego Renan, pode trocar de clube em março quando se encerra seu compromisso com o Cruzeiro. O Internacional já entrou na parada e pode tirar Eliandro da Toca da Raposa.

AS MENINAS do Brasil continuam encantando. Fizeram 3 a 0 na China, com dois gols da Rainha Marta, no Pacaembu e vão enfrentar o México, no domingo, na final do torneio internacional de futebol feminino disputado em São Paulo.

PITACO:- “A discussão é algo normal, eu via o meu lado, o Flamengo via o dele. O importante é que tudo deu certo no final; a situação trouxe um pequeno desgaste, mas eu nunca seria ingrato com a pessoa que me deu esta oportunidade", de Andrade, contrato renovado com o Flamengo e salário de R$ 150 mil.

CONTRA A opinião de 66% de brasileiros existem algumas pessoas que cismam em desancar o presidente Lula. A ida de Lulinha, 24 anos, para o Corinthians como auxiliar de preparação física já virou especulação de ajuda do governo ao time do coração presidencial. Que bobagem!

LULINHA foi auxiliar de Wanderley Luxemburgo no Palmeiras e no Santos, mas preferiu deixar o treinador quando este veio para o Galo. Preferiu continuar morando em São Paulo e aceitou a proposta do Timão pra trabalhar ao lado dos preparadores definitivos do clube.

ENTRE BARCELONA de Lionel Messi e Estudiantes de Veron na final da Copa do Mundo inter clubes neste sábado à tarde, estarei na torcida dos argentinos. Meu motivo é simples: se conquistar o título mundial, o Estudiantes valoriza o vice do Cruzeiro na Libertadores, coisa que muitos cruzeirenses não conseguem ver.

DIVINAS MARIAS é o título de meu novo livro. O primeiro livro que escrevo exclusivo de poemas. A edição é limitada e não farei mais que uma noite de autógrafos: uma em Beagá e outra em Caratinga. Ambas sem datas em razão das festas de final do ano. Por enquanto, quem quiser o livro basta mandar nome, endereço e mais R$ 35,00, em depósito bancário que será passado tão logo receba o pedido.

ÓTIMA sugestão de presente de Natal pra namorada, noiva, esposa ou amante. São 20 poemas que mexem bastante com a emoção dos abandonados ou dos enamorados. Claro, isso vale, também, para as mulheres apaixonadas.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

COXA PAGA PELA SELVAGERIA DAS ORGANIZADAS

TUDO BEM que punição de perda de mando por 30 jogos oficiais aplicada no Coritiba por conta da selvageria de suas torcidas organizadas no jogo contra o Fluminense é recorrível, visto que foi dada em Primeira Instância. Mas a mancha ficou indelével. As imagens correram o mundo e sujaram o histórico do simpático clube curitibano. Com certeza, haverá recurso que garanto ineficaz. A maioria dos auditores do julgamento de agora estará “na sentada”- como afirmam os doutos – do próximo.

O LENDÁRIO Estádio Couto Pereira, palco de grandes conquistas dos Coxas Brancas, inclusive um título nacional, foi abraçado por torcedores autênticos, que nada tiveram com as arruaças e depredações do encerramento do Brasileiro deste ano. A cena foi bonita e confirmou que, muitas vezes, os justos pagam pelos pecados. Que se há de fazer?

NUNCA TIVE motivo algum pra duvidar de Marcus Salum a quem reputo um dos grandes sobreviventes do futebol mineiro. Poderia até receber o Troféu Guará deste ano, mas o sistema de administração do América distribui funções entre 10 presidentes. A conquista da Série C, então, na parte que cabe ao dirigente, teria de ser dividida em, aos menos, três partes iguais: Alencarzinho, Afonsinho e Salum. Pelo que sei, claro.

MAS RETORNANDO a vaca fria, se Salum diz que o América montou um time de Série B pra conquistar a Série C e que vai fazer um de Série A pra ganhar a Série B esta Trincheira não tem motivo pra duvidar.

NO ENTANTO, afora a vinda de Marco Aurélio, treinador da prateleira do meio, bom de serviço, os primeiros reforços não levantam o entusiasmo da gente. Também não aumentam as desconfianças. Tá 50%.

SEGUNDO informa o Portal Uai , “o reforço mais conhecido é o atacante Laércio”. Este é o famoso quem? Não duvido das qualidades do moço, mas fiquemos por aqui, antes de vê-lo com a bola rolando.

ALIÁS, AINDA no campo dos reforços me assusta esta comoção inexplicável do Galo por jogadores lá das altitudes. Está mais que comprovado que eles são craques atuando a mais de 2.500 metros; cá embaixo, são simples mortais.

O GRUPO de investidores – nome pra tentar esconder a sigla BMG e o papel de manager de Wanderley Luxemburgo na história (bobagem pura) - anunciou o beque equatoriano Jairo Campos, da LDU, como segundo reforço pra 2010. O primeiro – lembra-se – é o lateral Leandro, ex-Cruzeiro.

OUTRO NOME falado é o do colombiano Bustos, lateral da direita, 28 anos. Seria o quinto estrangeiro e apenas três podem jogar ou ser relacionados na súmula de uma partida. Lá já estão o uruguaio Carini, o paraguaio Benitez, o colombiano Renteria, e agora o equatoriano Campos. Uma seleção das Américas...

CAMPOS, 25 anos, tem uma bagagem respeitável: campeão da Libertadores, da Recopa e da Copa Sul Americana. Tem passagens – aí está o detalhe – pela Seleção Equatoriana. Ou seja, não foi titular absoluto do time do Equador.

O PRIMEIRO reforço do Cruzeiro pra 2010 pode ser que nem venha mais. Não creio mesmo que venha, por causa daquela queda no exame antidoping que o pegou por uso de cocaína. No futebol, a segunda chance depende da punição do Tribunal e coisas tantas. Nenhum cartola investe na recuperação de atleta que não seja, realmente, do clube. Jóbson ainda não é cruzeirense em definitivo.


O SEGUNDO reforço é o garoto Anderson Lessa, 20 anos, que apareceu bem no Náutico, infernizou o Cruzeiro no Recife, mas tem histórico sério de sérias contusões musculares. Tenho cá minhas dúvidas se virá como reforço de elenco ou de caixa. Parece mais com aqueles casos do início do ano passado.

NENHUM dos jovens agradou Adilson Batista e todos foram brilhar fora da Toca e, também, não voltarão este ano. Leandro Domingues, por exemplo, com quem Adilson brigou, foi emprestado de graça ao futebol japonês.

PITACO, como diria o grande Max Nunes: “Opinião é uma coisa que a gente dá e, às vezes, apanha”. Por isso, esperemos a de Adilson Batista.

EM RESPEITO ao espírito democrático da Trincheira tomem lá este pitaco: “Só acho que dois homens, cada um com o ego maior que o outro – Luxa e Kalil – vão acabar de empurrar o Galo para baixo, se é que tem como”. Demétrius, de Diamantina, cruzeirense.

FRANCISCO Moreira, sobre reforços no Cruzeiro:” Conca e Diego Souza são opções que estão no país. Estes times logicamente não vão liberar de graça, assim, como o Alex, que também é caro.Só acho que vale a pena investir uma grana para sermos campeões e não apenas ficar esperando jogadores baratos”.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Entre maus torcedores e censura o Brasil se atola

O PORTAL Press FC revela que uma pesquisa feita pela TNS Sport Brasil mostra o tamanho da ojeriza que os brasileiros têm pelas tais torcidas organizadas. Uma revelação óbvia demais, posto que onde esse pessoal tá sob as rédeas das autoridades as famílias se arriscam a comparecer nos estádios. O problema atual é no entorno dos estádios, ou nos acessos; aí, a polícia tem levado um baile dos vândalos, bandidos e maus elementos que assaltam, agridem e fazem arrastões.Mas, que Deus me perdoe se cometo heresia, sem o aval das torcidas organizadas.

O ASSUNTO é recorrente. Tivemos lotação completa em vários confrontos do Atlético e do Cruzeiro, neste último Brasileiro e na Libertadores, aparentemente sem confusão dentro do Mineirão. Só que o pau cantou fora: ônibus depredados, carros destruídos, pessoas agredidas e muita gente presa. Nada igual, entretanto, àquela batalha campal de Curitiba.

A PESQUISA da TNS Sport Brasil pergunta: Se as torcidas organizadas fossem banidas, o senhor iria assistir aos jogos no Estádio?” Seis em cada 10 brasileiros que se afastaram dos campos de futebol afirmaram que voltariam com o banimento das torcidas. Boa notícia. Isso representa 60%.

FAZ DE CONTA que sou um torcedor, caminhando pela Praça Sete, e aí vem o repórter e me faz a mesma pergunta. Minha resposta seria curta e grossa: “Tá louco, moço?” Não voltaria nem se me pagassem.

O PRESIDENTE do Atlético, Alexandre Kalil, viajou calado para Portugal, mas poderá ter muita coisa pra contar na volta. Como, por exemplo, a negociação definitiva de Eder Luís com o Benfica e no negócio trazer pra Cidade do Galo, o atacante Keirrison, o K9, ex-Coritiba e ex-Palmeiras, considerado na época a maior revelação do futebol brasileiro.

O EX-VASCAÍNO, atacante Alan Kardec, contratado esses dias pelo Benfica, pode colocar o atacante Keirrison no Galo, por indicação de Wanderley Luxemburgo que foi seu treinador no Palmeiras. K9, como é conhecido em Curitiba, deve perder sua vaga no time lisboeta, porque não se adaptou ao futebol europeu. o Barcelona, dono de seus direitos, também não o quer por aqueles lados. Alguns clubes paulistas já se colocaram em prontidão.

VAI DAÍ, por orientação de Luxa, que manteve os primeiros contatos com o jogador, segundo informa um sítio português, o presidente Alexandre Kalil não está em Portugal apenas pra revitalizar os laços de amizade com a diretoria do Porto, tomando o lugar que era do Cruzeiro e de Zezé Perrela. Sua viagem passa por um encontro com os dirigentes do Benfica na tentativa de conseguir Keirrison emprestado por um ano, antes de ser devolvido ao Barça.

ENQUANTO ISSO, mais por perto, Perrela tenta impedir que Cleber Pereira, o goleador santista que fica sem contrato no final do ano, aceite os acenos de Luxemburgo pra jogar no Galo. Perrela já teria feito há mais tempo, antes das eleições santistas, contatos com o artilheiro.

A MINHA turma do cartão de pontos pede espaço e eu dou. Eujácio Souza Prates, de BH, fala que “achei uma boa a vinda do Luxa para o Galo. Só acho estranho é que: quando times paulistas o contratam a Folha não solta algo tipo aquela matéria. Assim como você, também não gosto desse exagerado uso da 1ª pessoa: “eu ganhei... eu venci”. Humildade nos esportes faz bem! Não a humildade do Roth! Vamos esperar pra ver. Também não gosto das apostas do Luxa para 2010: Fabiano, Marcelo Nicácio, Rafael Miranda...”

OUTRO assíduo pitaqueiro, já tão famoso quanto este filho de Caratinga, Gegê Angelino faz questão de ressaltar que “Luxemburgo terá à disposição, dois dos maiores armadores que poderia ter em toda sua vida como técnico: Ricardinho e Márcio Araujo. Deverá ter calma, temperança e muito juízo, pois os dois não podem ficar fora do novo Galo 2010”. Essa foi na canela, Gegê!

PITACA mais: “dispensar Thiago Feltri seria uma inenarrável burrice, falta de visão. O rapaz (concordo contigo bravo jornalista e escriba inteligente) é bom, tem habilidades e Luxemburgo poderá burilar esta pedra original. Kalma Kalil, muita kalma nesta hora”.

FRANCISCO Moreira, cruzeirense, alerta e faz sugestões à diretoria celeste. Diz que “não entendo porque o Cruzeiro tem aberto mão de ter um bom cobrador de faltas há anos. Um jogador como esse faz a diferença contra retrancas, em momentos que o time não esteja bem, seja fazendo gols, seja proporcionando ataques perigosos (rebotes, assistências, escanteios)”.

“EXEMPLO recente disso, foram os meias Pet e Conca, na recuperação do Flamengo e do Fluminense; em 2007 e 2008 Jorge Wagner e Hernanes, nos titulos do São Paulo. Entre outros exemplos que poderia enumerar citar o próprio Alex, no ano em que o Cruzeiro ganhou o Brasileiro”.

ENTÃO Francisco Moreira toca lenha na fogueira: “não podemos ficar dependendo de Gilberto ou Pedro Ken se quisermos ser campeões. Nesse sentido, vale gastar um pouco mais para se montar um grande time em 2010. Na cesta de opções atuais, temos ainda no futebol brasileiro Conca e Diego Souza, já que Tcheco (no Corinthians) e Marcelinho Paraíba (no SP) que estavam livres foram negociados”.

CURIOSIDADE: E as opções da cesta – Conca e Diego Souza – Fluminense e Palmeiras liberam?

O STF – Supremo Tribunal Federal – nossa mais alta Corte, ridicularizou-se de novo, numa boa parcela de seus membros, ao institucionalizar outra vez a censura no País. Nunca imaginei que pudesse ver uma coisa dessas acontecer mais uma vez depois da ditadura militar. Uma vergonha. Por favor, leiam a íntegra no meu blog: www.flavioanselmodepeitoaberto.blogspot.com e fique indignado, também.

ENQUETE do meu blog revela algo bem interessante. Perguntei se o leitor era a favor ou contra a vinda de Wanderley Luxemburgo. Dei três opções: a) sim; b) não: c) pouco importa. A primeira (sim) teve 86% dos votos, com certeza de atleticanos; a opção B( não) passou em branco, sem voto. A opção C teve 13% dos votantes.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

K9 PODE VOLTAR COM KALIL E EDER LUIS JOGAR NO BENFICA

POSTADO ÀS 9 HORAS DA NOITE.,

O PRESIDENTE DO ATLETICO, ALEXANDRE KALIL, viajou calado para Portugal, mas poderá ter muita coisa pra contar na volta. Como, por exemplo, a negociação definitiva de Eder Luís com o Benfica e no negócio trazer pra Cidade do Galo, o atacante Keirrison, o K9, ex-Coritiba e ex-Palmeiras, considerado na época a maior revelação do futebol brasileiro.
O EX-VASCAÍNO ALAN KARDEK, contratado esses dias pelo Benfica, pode colocar o atacante Keirrison no Galo, por indicação de Wanderley Luxemburgo que foi seu treinador no Palmeiras. K9, como é conhecido em Curitiba, deve perder sua vaga no time lisboeta, porque não se adaptou ao futebol europeu. o Barcelona, dono de seus direitos, também não o quer por aqueles lados. Alguns clubes paulistas já se colocaram em prontidão.

VAI DAÍ, por orientação de Luxa, que manteve os primeiros contatos com o jogador, segundo informa um sítio português, o presidente Alexandre Kalil não está em Portugal apenas pra revitalizar os laços de amizade com a diretoria do Porto, tomando o lugar que era do Cruzeiro e de Zezé Perrela. Sua viagem passa por um encontro com os dirigentes do Benfica na tentativa de conseguir Keirrison emprestado por um ano, antes de ser devolvido ao Barça.

ENQUANTO ISSO, mais por perto, Perrela tenta impedir que Cleber Pereira, o goleador santista que fica sem contrato no final do ano, aceite os acenos de Luxemburgo pra jogar no Galo. Perrela já teria feito há mais tempo, antes das eleições santistas, contatos com o artilheiro.

STF APROVA VOLTA DA CENSURA

RECEBO a mensagem, que espero corra pela Internet, em alta velocidade, um artigo escrito por Lúcia Hippólito- imagino que seja alguma articulista, não a conheço - no site de o Globo. Peço permissão pra republicar, porque é matéria relevante. Socorro, Jesus...

“É INACREDITÁVEL ! É estarrecedor! O Supremo Tribunal Federal, a Suprema Corte do nosso país, o guardião da Constituição brasileira e dos direitos dos cidadãos, acaba de legitimar um dos atos mais odientos e repugnantes na vida de povos que se pretendem civilizados.
Declara textualmente o § 2º do Art. 220 da Constituição brasileira: “É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.” De novo, para a gente não esquecer: “É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.”

“POIS os “Supremos” sapatearam sobre a Constituição brasileira e legitimaram a censura à imprensa. Por seis votos a três, os meritíssimos mantiveram a censura ao jornal “O Estado de São Paulo”. Não se trata aqui de defender este ou aquele jornal. Como dizia Thomas Jefferson, um dos pais fundadores da democracia americana e terceiro presidente dos Estados Unidos, “a lei determina que a imprensa deve ser livre, não que deva ser boa”.

“QUEM decide se é boa ou não é o cidadão. Thomas Jefferson é autor, também, de outra reflexão crucial para a democracia. Disse ele: “se eu tiver que escolher entre um governo sem jornais e jornais sem um governo, eu não hesitaria em escolher a última fórmula, isto é, jornais sem um governo”.

‘ É IRRELEVANTE julgar os atores desse processo. O jornal “O Estado de São Paulo” foi censurado porque um juiz amigo da famiglia Sarney proibiu a publicação daqueles áudios deliciosos em que o filho de Sarney contava como a família exerce seu poder privatizando todos os espaços públicos ao seu alcance, desde um bem do Patrimônio Histórico, como o Convento das Mercês, transformado em mausoléu do patriarca, José Sarney, passando pelo Senado Federal, onde foram empregados aliados, cabos eleitorais, apaniguados, asseclas, netos, cunhadas, agregados da família, namorados de netas, filhos fora do casamento, amantes et caterva”.

“AINDA não mencionamos áreas estratégicas para o país, como por exemplo, a área de Minas e Energia, feudo privado, quase quintal da famiglia Sarney. Mas há ainda verbas repassadas pela Petrobrás, pelo Ministério da Cultura, passagens da Câmara utilizadas por assessores do primeiro-filho, que se quer é parlamentar. Enfim, um sem-número de ilegalidades, que o jornal está proibido de divulgar.

“MAS NÃO é disso que se trata aqui. Não se está julgando o jornal nem a famiglia Sarney.
Aqui se trata do perigosíssimo golpe contra a democracia. Golpe perpetrado por aqueles que têm como única função defender a Constituição brasileira. Durante a ditadura militar (1964-1985) existiu censura. Pesada, tenebrosa, assustadora. Mas a aplicação da censura era prerrogativa do Poder Executivo, através dos hediondos Atos Institucionais”.
“NÃO SE tem notícia de que ministros do Supremo Tribunal Federal tenham coonestado a censura.Ao contrário, temos exemplos de ministros heróicos, que resistiram e perderam a toga por ato da ditadura. Os nomes de Victor Nunes Leal, Hermes Lima e Evandro Lins e Silva permanecem vivos na nossa memória. Mas mesmo aqueles que concordaram com o golpe de 64 – e depois se arrependeram –, como o ministro Aliomar Baleeiro, que tirou a toga e a pisoteou quando soube da destituição dos três, jamais legitimou a censura da ditadura”.

“TIVEMOS que viver mais de 24 anos de democracia para assistir à cena : seis ministros da Suprema Corte do país apoiando a censura.É importante registrar aqui os votos dos ministros do Supremo. A favor da liberdade de imprensa, dos cidadãos, da democracia e da Constituição brasileira, votaram os ministros Carlos Ayres Britto, Celso de Mello e Carmen Lúcia.
A favor da censura, contra os direitos dos cidadãos, contra a democracia e pelo desprezo à Constituição de 88 votaram os ministros Gilmar Mendes, Cezar Peluso, Eros Grau, Ellen Gracie, Ricardo Lewandowski e José Dias Toffoli. A morte da liberdade sempre começa com a censura à imprensa.”.

ALGUNS dos que votaram a favor me decepcionaram. Não é o caso de Gilmar Mendes, por exemplo. Bem feito pra nós. Já, já, outra quadrilha exigirá que tapem a boca de todos nós

domingo, 13 de dezembro de 2009

MELHOR SERIA JOGAR A PRIMEIRA AQUI

INÚMERAS vezes, este filho do Sodico tem revelado a sua preferência por fazer o primeiro jogo em casa em qualquer mata-mata. Nas disputas, então, contra times que tiram vantagens da altitude, como é o caso do Real nos 3.900 metros de Potesi, nada melhor do que eliminar tal vantagem ao jogar como mandante a primeira partida.

O CRUZEIRO terá pela frente o problema recente do Fluminense, na Copa Sul Americana quando estrear na Libertadores, dia 27 de janeiro, na Bolívia. O tricolor carioca levou 5 a 1 da LDU em Quito, a 2.890 metros, e só conseguiu fazer 3 a 0 no Maracanã, com muita luta.

NEM VOU citar os acontecimentos da primeira Libertadores de Adilson Batista como técnico do Cruzeiro. Na fase de grupos, fez 3 a 0 aqui e no último jogo, já classificado, foi goleado por 5 a 1 em Potesi. Esse jogo não tem nada a ver com o mata-mata de agora.

NAQUELA ÉPOCA, os celestes estavam classificados e brigavam apenas pelo primeiro lugar geral que o tiraria da rota de colisão com o Boca Juniors. A goleada em Potesi foi danosa porque provocou exatamente o que o time mineiro não queria; e com razão.

ACABOU por enfrentar os argentinos e deu-se mal. História que todos conhecem. Agora, além dos pontos em disputa, existe a questão do saldo de gols e dos gols marcados na casa do adversário. Ser goleado, outra vez, em Potesi, significa novo fim prematuro do sonho na Libertadores.

UMA MATADA no peito, dentro da área, revelou a velha categoria do “Capitão América”. A barriga saliente, no entanto, estabelecia que o beque Adilson, de passagens pelo Cruzeiro, Atlético, Grêmio e tantos outros clubes famosos e pela Seleção é, atualmente, apenas uma foto na parede.

MAS VALEU a pena ver na festa de despedida de Danrlei tantos ex-craques famosos, com barriguinhas e cabeças brancas, pernas duras, mas a categoria viva. Num contra-ataque rápido, Nunes e Jardel reviveram os grandes momentos gremistas. Jardel, de peixinho, marcou e a torcida foi à loucura. Como na matada no peito de Adilson “Capitão América”.

O SUB 20 azul nem se classificou na primeira fase do Campeonato Brasileiro da categoria em Erexim, no Rio Grande do Sul. E olha que tinha Neguete, Uchoa, Dudu, Eliandro, Fidel e outros nomes já conhecidos pela torcida.

POR FIM, Renato Gaúcho deixará de ser um treinador apenas carioca. Sem Paulo Bonamigo, contratado pelo futebol árabe, o Bahia resolveu apostar em Gaúcho pra voltar à divisão de elite. Como fui admirador de Renato futebolista, torço pelo Renato técnico.

LEANDRO SILVA vem acertar com o Galo esta semana. É uma boa contratação, mas necessariamente não devia provocar a saída de Thiago Feltri. A torcida tem arrepios ao ouvir seu nome nas escalações, porém é um jogador de grande utilidade.

POR OUTRO lado, a vinda de Carini e sua consolidação como titular levou Aranha ao ostracismo. O contrato termina dia 31 e seu nome só aparece na relação daqueles que não interessam mais ao clube. Será?

sábado, 12 de dezembro de 2009

ATESTADO DE BURRICE

EU ASSUMIRIA, por meio de uma confissão escrita, que a única coisa que me sobrou depois de tantos anos de jornalismo foi uma deslumbrante burrice de uma total falta de critério. Como poderia escrever numa coluna que vejo Wanderley Luxemburgo como o maior treinador do Brasil, um gênio à beira do gramado durante os jogos, e desmentir tudo logo em baixo?

RESPEITO qualquer opinião alheia sobre minhas colunas, porém algumas me deixam irritados porque os caras lêem o que lhes interessa e não o que escrevo. Sobre a vinda do Wanderley disse que foi uma grande sacada do Kalil. Sobre a coluna do jornal Folha registrei como fato jornalístico. Faz parte da minha obrigação.

PORÉM, TAMBÉM, disse que se verdadeiro o fato não desmerecia Luxemburgo, pelo contrário, justificativa seu imenso conceito e capacidade pelo salário pago; que fora nova grande sacada de Kalil, pois descobriu como trazer Luxemburgo sem onerar o Atlético. E à FOLHA cabe os méritos do furo jornalístico.

CONTINUO vendo LUXEMBURGO como arrogante, soberdo e egoista, porque as conjugações de vitória dele são "Eu venci, em ganhei, eu conquistei, eu vencerei". E Quanto aquele percentual de 80% contra 20% de seu meritório currículo só pedi que distribuisse alguma coisa para os jogadores, comissão e cartolas e que não se esquecesse que dentre os 20% haviam derrotas escrachantes e nos 80% conquistas pífias.

ALGUÉM SE OFENDEU por causa disso? Tire as calças e pise nelas. Eu dou a opinião que entender nesse blog, como aceito, também, a opinião de vocês. Só espero que elas sejam pertinentes ao assunto e não como cobranças sobre meu comportamento. Outra coisa, posso torcer para o time que quiser. Aqueles que me detonam não têm, tb, tal direito? Durmam em paz, neste sábado, meus críticos e tenham vários pesadelos...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

FOLHA CUTUCA DUAS ONÇAS AO MESMO TEMPO

A COLUNA PAINEL FC, assinada pelo jornalista Eduardo Arruda, na Folha de São Paulo, anda às turras com Wanderley Luxemburgo. A bancada do Jogada de Classe, comandada por Orlando Augusto, na TV Horizonte – Marcos Guiotti, Paulinho Azeredo, Orlando e este locutor que vos escreve – comentou o assunto com a costumeira serenidade.

PENSO QUE a coluna usou vara bem curta pra cutucar duas perigosas onças: Luxemburgo e Kalil.

À NOITE, EM CASA, ao abrir meu micro encontro a mensagem do leitor/amigo, tenente PM Altamiro Fernandes da Cruz, sempre atento às coisas alvinegras, encaminhando-me a referida nota da Folha. Altamiro começa com o carinho de sempre: “Salve, filho de Sodico e dona Geralda”. E reproduz o que escreveu Eduardo Arruda:

PELO PROJETO. O sonho de Wanderley Luxemburgo em se tornar manager está próximo de ser concretizado. (Até aqui nenhuma novidade, porque a Trincheira antecipou isso há uns três dias). O acerto com o Atlético-MG inclui, também, a prestação de serviços para o Banco BMG, que patrocinará o time mineiro”.

CONTINUA: “Luxemburgo receberá R$ 500 mil de salário, além de luvas de R$ 1 milhão para ajudar a comandar um fundo de investimento para a contratação de jogadores que será lançado pelo BMG, do banqueiro Ricardo Guimarães. A ideia do BMG é concorrer com a Traffic que deve se associar ao Cruzeiro em Minas”. Esta parceira, Zezé Perrela já desmentiu.

EDUARDO Arruda bate logo na canela de Luxa: em outra nota, sob o título “Aqui não”, o jornalista afirma que “os cartolas do Inter contam que Luxemburgo, além de ter pedido R$ 2 milhões de luvas, exigiu ter participação em jogadores do clube gaúcho. Quem acompanhou as negociações conta que o técnico ouviu um palavrão de Fernando Carvalho”.

PITACO: “Aquilo que ninguém está querendo, o Galo está pegando!” do 2º tenente da nossa gloriosa Polícia Militar, Altamiro Fernandes da Cruz. Saravá irmão.

NÃO POSSO deixar de registrar, também, a mensagem seguinte do tenente Altamiro, que nesta me chama de “Velho Guerreiro”. Diz ele:

AO LER a sua crônica do último dia 10/12/09, tive ímpetos de subir no caixote e dar inúmeros gritos de vivas, vivas - e mais vivas - para você! Na sua relação de insucessos do Wandeco (Uia!) ficou faltando ao jovem filho do Sodico e Dona Geralda, lembrar a funesta passagem pelo Time dos Galácticos”

"QUE QUI o home ganhou lá, ilustre filho de Sodico e da Dona Geralda? Nada, a não ser o fato de ter sido mandado embora, repetindo os insucessos por onde ele passou, e que fora muito bem citada na sua sapiente crônica. Fica no ar uma pergunta - dentre as tantas: O Atlético vai montar um time melhor que os Galácticos do Real Madri? Nossa! Com a palavra o Sr.Kalil!”.

VAMOS esclarecer o seguinte: tenho repetido várias vezes que esta Trincheira é uma tribuna democrática. O leitor manda ver e, em várias ocasiões, pega de jeito até o titular dela. Faz parte do jogo da Democracia. Não vejo nada de anormal na nota da Folha, pelo contrário é bem jornalística. O redator cumpriu seu papel de repórter.

EM NADA a informação denigre a imagem do técnico, ou da instituição bancária e muito menos ao Atlético. Não entendo o motivo de tantos desmentidos bravos por parte do presidente Kalil e do técnico Luxemburgo.

VEJO a coisa por outro ângulo: a inteligência do Urso Bravo em criar uma situação de parceria que permitisse a contratação do melhor treinador brasileiro. E do outro lado, maior valorização, ainda, de Luxemburgo, tornando-se manager de um importante grupo mineiro disposto a investir em jovens atletas, negócio que o técnico domina bem.

SÓ NÃO AGRADOU o segmento dos funcionários públicos e aposentados estaduais – como foi meu caso – pendurados nos empréstimos consignados do BMG dão suporte financeiro aos investimentos da instituição, mas que não são nada respeitados por ela.

A POSSÍVEL SOLUÇÃO anunciada pelo Cruzeiro e a Traffic no caso do doping por cocaína do jovem atacante Jóbson não me parece a melhor. Desistir do negócio caso a contraprova confirme a dopagem e negar uma segunda chance ao garoto de 20 anos. O Cruzeiro já cometeu semelhante erro com Zé Roberto, campeão brasileiro com o Flamengo, em sua passagem pela base celeste e devia ter aprendido alguma coisa na história passada.

NESTE CAMPEONATO mesmo o Cruzeiro correu atrás de Zé Roberto, em litígio com o Flamengo, e chegou a oferecer o artilheiro Wellington Paulista em troca. O negócio só não se concretizou porque o atacante azul não quis enfrentar a barra rubra. Deixou de ser campeão, mas continuou com o pagamento em dia.

LEANDRO SILVA fez um bom Brasileiro com o Vitória e, certamente, será da maior importância no esquema de Wanderley Luxemburgo que usa dois alas bem ofensivos; um armador líbero e volantes marcadores que cubram os lados, mas tenham fôlego pra chegar na frente juntos dos dois atacantes.

NO ELENCO atual, Luxa encontrará todo material que precisa pra fazer funcionar seu esquema ousado.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O PERSONAGEM LUXEMBURGO JÁ NÃO É SURPRESA

O TIPO canastrão de John Wayne nos velhos faroestes de Wanderley Luxemburgo já não surpreende mais ninguém. Deixou de ser o técnico elegante, modelo de competência, ao assumir a postura de ser o único responsável por seus sucessos. O discurso não mudou: “eu ganhei, eu venci, eu derrotei, eu fui campeão”. Há controvérsias naquela história de que seu currículo é de 80% de vitórias e 20% de derrotas.

PODIA ser menos falastrão, menos arrogante e dizer que o percentual certo é de 40% dele e de sua equipe de trabalho; 40% dos jogadores e 20% da cartolagem que investe alto nele.

ATÉ PORQUE contra as conquistas de Wanderley batem fracassos superiores como os das Seleções Brasileira e Olímpica; no Flamengo, e as últimas no Palmeiras e no Santos. Foi mandado embora em todos eles. Ah, no Cruzeiro, também, apesar de super campeão.

WANDERLEY dispensa até os elogios que nós, admiradores de seu trabalho como treinador e da sua ousadia à beira do gramado, posto que ele se basta a si próprio. Não diz cinco palavras sem se elogiar. E não especulem nada sobre ele. O pobre do repórter anônimo na primeira coletiva fez isso e tomou um sabão de conforme.

SOBRE O ASSUNTO, Wandeco tem o aval deste filho de dona Geralda: quanto ele vai ganhar por mês e de onde virá a pequena fortuna são problemas dele, da diretoria atleticana e do Imposto de Renda, com quem o cidadão Wanderley Luxemburgo tem péssima relação.

REPORTANDO, de novo, ao meu livro “Profetas do Acontecido”, onde monto um diário de opiniões sobre Luxemburgo no Cruzeiro, ressalvo que ele não é um cidadão que deixe o mundo passar por perto dele calmo e sereno sem tomar uma providência que o vire de ponta a cabeça.

RAZÃO pela qual acredito que teremos muita coisa do que falar sobre o Galo nos próximos dois anos, se, realmente, durar tudo isso o projeto do treinador.

PITACO DOS BICUDOS: Então, a Trincheira retoma o tema que colocou em discussão por ocasião da vinda de Emerson Leão, trazido por Alexandre Kalil: dois bicudos se beijam?

VOU ABRIR espaço aos leitores pra se manifestarem sobre a volta de Wanderley Luxemburgo. Claro que escolhi as melhores opiniões:

PROFESSOR Haydn Pimenta – BH :

“Caro Flávio, esta questão dos técnicos brasileiros a peso de ouro é coisa que, para gente que pensa, reta, honesta, não dá para entender. Nossos técnicos não são almejados no exterior, via de regra; vide o caso de Luxemburgo, que parece ter voltado com o rabo entre as pernas. O Felipão está descendo as escadas do prestígio lá fora: Portugal, de onde não deveria ter saído, Inglaterra, de onde parece ter definitivamente caído do galho por lá, e agora Grécia; depois Ucrânia, Tajiqstão, Afeganistão, quem sabe? Quer dizer, era para eles ganharem muito menos!”

“Técnicos influem sim (em geral, negativamente!), mas quem decide mesmo são os jogadores, não é isto? Por outro lado, o Luxemburgo (que eu acho discutível! Dono do time, interferente, sei não...) quem vai pagar os R$600 mil (ou mais...). Deve ser o Guimarães...e o Galo cada vez mais em sua mão! Será, daqui a pouco, o Berlusconi do Galo! É parece que esta fórmula, pelo menos lá fora, tem dado certo: na Itália, Inglaterra, até na Rússia! Será? Nunca imaginei! Cheira mal!”

GEGÊ ANGELINO – BH:

“Condeno Roth (dentadura) pela sua falta de objetividade, de agressividade e com seu temor estratégico, acabou detonando a real possibilidade de o Galo estar na Libertadores, quiçá campeão nacional.Tinha tudo para isto.Mas no momento que anulou a criatividade, o arranque e o dinamismo do motor do time, Márcio Araujo, único jogador que joga com a visão à frente, matou o time Com Luxemburgo, sabemos que isto não acontecerá, pois ele sabe que o motor do time, este grande garoto Marcio Araujo, não pode ser sacado hora alguma da equipe.
Os outros, Ricardinho, Correa e Evandro, devem se moldar a ele e nunca o contrário”.

MAURO LUCIO - PATOS DE MINAS

“Prezado Flávio, mais uma vez estou aqui tomando o seu tempo e achando que posso ser útil de alguma maneira ao esporte e ao meu Galo.Embora não tenha me manifestado nos últimos tempos, não tenho deixado de ler sua coluna, invariavelmente, todos os dias.Embora discordemos em muitos pontos, a começar pela paixão clubística, concordamos em muito, principalmente no que diz respeito à ética no esporte”.

“Como você, não vou fazer nenhum juízo de caráter do nosso novo treinador, embora julgue importante a qualidade do caráter num bom comandante.Mas no que eu gostaria de me manifestar, e não o fiz antes prá não botar mais lenha no caldeirão do Galo que já estava fervendo nas últimas rodadas, e dando uma de Profeta do Acontecido, tem a ver com o caráter dos profissionais. Diz um velho ditado que "Se queres conhecer Carlito,dá-lhe um carguito", ou seja, dê-lhe poder”.

“E foi exatamente o que aconteceu com o Celso Roth. Foi só prorrogar o seu contrato que o mesmo já se sentiu isentado, pelo presidente, de continuar com o trabalho sério, humilde e correto que vinha até então executando, em parceria com o elenco. Aí se sentiu no direito de tirar e colocar quem quisesse no time sem maiores explicações, proibiu a imprensa nos treinos, ou seja, botou os pés pelas mãos. Deixou de ser o comandante e assumiu o papel de Chefe”.

“Deu no que deu, não ganhou mais nenhuma”.

“Nós já assistimos a isso inúmeras vezes envolvendo grandes profissionais. Como o mestre Telê Santana que toda vez que chegava num clube ou na seleção brasileira, cheio de moral, botava os pés pelas mãos como quando dispensou o Reinaldo para levar o Serginho Chulapa na Copa de 82 e o Toninho Cerezo na Copa de 86, neste caso coadjuvado pelo médico Lídio Toledo que afirmou que o nosso craque, contundido em um treino, não se recuperaria a tempo do início da copa. (no fim de semana seguinte olha lá o Cerezo disputando o campeonato italiano pela Sampdoria). Isto só prá ficar em dois exemplos exemplares, se me permite a liberdade literária”.

Enfim, vida que segue e a gente sempre aprendendo mais um pouquinho. E aí vai outro ditado adaptado; Humildade e canja de galinha nunca fez mal a ninguém”.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

LUXA TÁ DE VOLTA, MAS DO OUTRO LADO DA LAGOA

ALEXANDRE KALIL fritou Celso Roth desde a derrota para o Palmeiras. Teve ímpeto de defenestrá-lo naquele dia. Lá em São Paulo mesmo pra evitar mais conversa fiada. Segurou a barra e ligou pra Wanderlei Luxemburgo; soube, então, da questão das eleições no Santos (se Marcelo Teixeira vencesse, Luxemburgo continuaria) e da proposta do Internacional.

SEM PERDER o apetite no almoço entre eles, já acompanhado de Ricardo Guimarães, o presidente do Galo prometeu cobrir qualquer proposta, ao final do Campeonato Brasileiro. Ricardo balançou a cabeça concordando.

KALIL FECHOU-SE em segredo absoluto e fugiu até dos vestiários após as partidas pra evitar Celso Roth. Só apareceu depois da goleada diante do Corinthians pra dispensar o treinador. Aí foi esperar os acontecimentos.

MARCELO TEIXEIRA, como todos sabem, caiu no Santos e Vandeco foi atrás. No Internacional, o manda-chuva Fernando Carvalho vetou a ida do famoso técnico acompanhado de sua turma, inclusive o preparador físico e fiel escudeiro Melo.

SEM ACORDO, o Inter encerrou a discussão ontem à tarde e Kalil agiu rápido. Entrou no circuito e acertou com Wanderlei Luxemburgo.

FOI SALVO o ano atleticano! Há mais de cinco anos, o torcedor alvinegro pede Wanderlei Luxemburgo na Cidade do Galo e espera que, com seu espírito de manager, consiga fazer um grande time de competição.

LUXEMBURGO, EM 2004, foi personagem central do meu livro “Profetas do Acontecido”. Não mudei nada na minha maneira de pensar sobre ele. Não faço nenhum juízo de caráter. Nunca fiz de ninguém, por entender que devo ficar apenas no segmento que finjo conhecer alguma coisa: o futebol.

E NESSA ÁREA, qualquer outro juízo que eu faça sob pretexto de contestar sua competência, ousadia, coragem e conhecimento, serei bobo da corte. Eventualmente, claro, irei discordar de Wanderlei em escalações ou planejamento tático. Faz parte do jogo.

DISCORDEI de mestres como Telê Santana, Zezé Moreira,Enio de Andrade, Martin Francisco, Elba Tim de Pádua Lima, Fleitas Solich só pra citar alguns que passaram por aqui. Tivemos brigas famosas de ideias, como aquela no Minas Esporte com Levir Culpi. Todos me respeitaram, como eu os respeitei.

NO MEU LIVRO, Profetas do Acontecido, o leitor encontrará inúmeras passagens sobre tais discordâncias. Mas isso não interessa agora. O importante é que o Atlético trouxe um treinador à altura de grandeza histórica do clube. O melhor do Brasil.

DARÁ CERTO no Atlético? Não me cabe responder: não tenho bola de cristal. A tendência é positiva, depende do próprio clube seguir as orientações de Wanderlei nas contratações. Acreditar nele. Realmente, Vandeco faz milagres, como provou ao levar Obina pro Palmeiras e, em 2003, ao trazer Alex Mágico pra Toca.
OUTRA COISA: é preciso acabar com esta história de que Wanderlei Luxemburgo é treinador caro e que só trabalha com estrelas. Vejam o patrimônio que deixou na Vila Belmiro. Tem material jovem suficiente pra Marcelo Teixeira vender e tirar o dinheiro que botou no clube durante suas gestões. Algo em torno de R$ 50 milhões.

UM AMIGO BEM especial resolveu mandar-me uma mensagem sobre o futebol. Uma grande surpresa. Por isso, vou reproduzi-la nesta Trincheira. Trata-se do meu mestre em jornalismo, com quem aprendi a dar os passos iniciais da inesgotável profissão: o professor Augusto Ferreira Neto:

Muito gostosa e atraente a leitura do Blog do Flávio Anselmo, com
atualização quase que diária. Para quem gosta de futebol paga a pena
conferir. Os clubes brasileiros continuam endividados, sem recursos para
cumprir em dia seus compromissos, mas continuam pagando salários
altíssimos aos técnicos e aos jogadores. Um técnico de ponta (?) está
pedindo entre 300 a 600 mil por mês. Mas o técnico Andrade. campeão do
brasileiro pelo Flamengo, ganhava 30 mil e foi reajustado para 60 mil
durante o final do campeonato. Ele ganha apenas 1/8 do que recebe o
Murici do Palmeiras e dizem que 1/10 do que ganhava o Luxemburgo no
Santos. É uma aberração. Quase dez vezes mais que o salário de um
ministro de estado ou do presidente da República. O Clube dos 13 ainda
não percebeu que eles são os donos do mercado e que podem fazer um
pacto para limitar o teto dos salários dos jogadores e técnicos em
defesa dos interesses dos clubes... Seria medida de maior justiça e
equidade no tratamento desta questão...Isto só não será possível se
algum dirigente estiver recebendo algo "por fora"... prática
abominável e costumeira na realidade brasileira. (Vide caso Arruda em
Brasília)”.


DESPEDIDA DE craque foi a que teve Willy Fritz Gonser no programa Jogada de Classe na última terça-feira. Como participo do programa do Orlando Augusto, às terças e quintas-feiras, na TV Horizonte, tive o prazer ( ou desprazer?) de participar da despedida do Alemão que vai morar numa praia do sul da Bahia.

GONSER prometeu que não vai vestir mais calças compridas. Apenas bermuda. Mas instalou uma sky na sua bela casa a 200 metros da praia e continuará acompanhando o futebol do mundo todo. O programa foi emocionante, com depoimento ao vivo de Marques, e Paulo Azeredo, jovem narrador da Inconfidência, escondendo as lágrimas.

O PROGRAMA homenageou Willy Gonser por seus oito anos na bancada com uma placa de prata. Também, o presidente Alexandre Kalil lembrou-se de Willy e mandou outra placa, entregue por nosso produtor Marcelo Machado.

MAIS UMA FASE importante do rádio mineiro, do qual participo há 45 anos, se encerra com a ida de Willy Gonser para o merecido descanso dos guerreiros. Só não lhe será justo o benefício da aposentadoria que receberá do INSS.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

NO FIM A VERGONHA DO VANDALISMO

O FIM DO MAIS empolgante campeonato brasileiro de todos os tempos não merecia os vergonhosos espetáculos como os do Rio de Janeiro, Curitiba e São Paulo. O Flamengo foi um grande campeão porque teve uma reação espetacular com o humilde Andrade e consagrou este rapaz que, como jogador, foi de uma elegância e de um futebol exuberante, mas como treinador na Gávea nunca mereceu o respeito além de um interino quebra galho.

O MARACANÃ esteve festivo e colorido com 80 mil torcedores; o time reserva do Grêmio assustou os rubro-negros e exigiu até uma ajudazinha do Heber Roberto Lopes no gol de empate – falta de Adriano no zagueiro gaúcho – e só foi ceder a derrota no meio do segundo tempo. Enquanto isso, o Internacional goleava o Santo André, no Beira-Rio, e chegou até a ser campeão brasileiro por um bom tempo enquanto o Grêmio vencia e depois segurava 1 a 1 no Maracanã.

O FEIO VEIO na festa do título: flamenguista brigando com flamenguista, guerra de gangues, numa violência, mostrada pela televisão, de envergonhar qualquer torcedor e de afastar os bons dos estádios e das ruas no entorno.

VERGONHA MAIOR pra torcida do Coritiba. Revoltada pelo empate contra o Fluminense (1 a 1) que salvou o tricolor carioca da degola e fechou com sucesso sua espetacular reação, a torcida local invadiu o gramado pra agredir todo mundo. Bateu e apanhou da PM, dos seguranças, dos atletas, e destruiu o estádio.

OS IMBECIS não calculam o mal que causaram ao Coritiba, bem maior que a queda pra Segundona. O espírito ordeiro dos paranaenses ficou maculado. Como o Botafogo, com o Engenhão lotado, safou-se do descenso, e tirou o Palmeiras do G-4, a torcida palmeirense revidou no Palestra Itália e coloca em risco os atletas do clube.

NO MEIO DA semana três torcedores já haviam agredido covardemente Wagner Love. Agora, é maior o risco que correm todos do elenco. Não era bem isso que a gente imaginava para o último dia de Campeonato Brasileiro. Seria festa do time campeão e das torcidas dos outros três do G-4 e daqueles que se livraram do G-4 do Mal, casos específicos do Botafogo e Fluminense.

AH VOCÊ JÁ TÁ angustiado à espera do que vou falar sobre o vexame do Galo e a final eletrizante do Cruzeiro, vencedor na Vila Belmiro e ajudado pela derrota do Palmeiras, diante do Botafogo, ocupante final da quarta vaga do G-4?

QUEREM QUE eu tire um sarro naqueles que exerceram o direito de acreditar no tabu de Wanderley Luxemburgo contra o Cruzeiro e se irritaram quando afirmei que isso só serve pra história, porque no tempo real o Peixe não tinha nenhum objetivo e o Cruzeiro via o jogo como a salvação de seu ano ingrato?

MELHOR AINDA: ganhou por 2 a 1 após fazer l a 0 e sofrer o empate que o tiraria da Libertadores; ter um jogador expulso e fazer o segundo gol, com 10 homens em campo, através do Gladiador. Entrou pra confirmar sua estrela e recuperar parte do que estragou após a perda da Libertadores e de sua briga com a torcida celeste.

PARA ADILSON Batista teve a força da conquista de um título. Lembra-se de que lugar o Cruzeiro arrancou no segundo turno, mais ainda se fizer um quadro comparativo com a situação do arquirrival Galo?

A DERROTA DO GALO no sábado, realmente, teve o efeito de um coice de burro no peito. Não foi uma derrota comum, de um grande time diante de outro grande time. Foi um fiasco, a entrega de um pretenso grande time diante dos reservas de um verdadeiro grande time.

O ESTRAGO tão grande não permitiu qualquer reparo por parte da diretoria a não ser dispensar o treinador logo após o vexame, no vestiário mesmo. Por parte desta Trincheira não existe a menor restrição a fazer no procedimento de Alexandre Kalil.

TOMOU A DECISÃO da dispensa que qualquer um de nós tomaria, apesar de apalavrado com Celso Roth pra 2010. Como mantê-lo, depois de tudo que ele fez de errado e levou o time pra fora e bem longe do G-4?

A INFORMAÇÃO QUE repercuti no meu blog sobre o possível acerto com Wanderley Luxemburgo, Traffic, num projeto que não teve final feliz no Palmeiras, tá perto de ser implantado na Cidade do Galo. Tem apoio de todos e, principalmente, do dono das chaves do cofre: Ricardo Guimarães.

domingo, 6 de dezembro de 2009

LUXA DERRUBOU ROTH

A GOLEADA para o Corinthians no Mineirão, vazio, com cinco mil pagantes; a pressão dos torcedores e conselheiros; as derrotas seguidas e a perda da vaga no G-4, além da costumeira queda no final da temporada, característica dos times de Celso Roth,nada disso pesou tanto na dispensa do treinador como o sonho de Alexandre Kalil de entregar o comando do Departamento de Futebol a Wanderlei Luxemburgo.

FALTAVA um detalhe: a derrota da situação nas eleições santistas, o que, fatalmente, tiraria Luxemburgo da Vila Belmiro. A oposição ganhou e agora Luxa estuda sem destino: ou o Galo ou o Internacional. Treinar o Atlético, com carta branca, é um velho sonho de Vandeco. A melhor chance de dar um troco nos Perrelas.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

GALO E TORCIDA PRECISAM SELAR NOVA PAZ

CELSO ROTH bem que podia permanecer de boca fechada quando o assunto fosse torcida x jogadores. Qualquer coisa que ele disser sobre essa relação bota mais lenha na fogueira. Por exemplo: ao afirmar que o sentimento dos atletas é maior que o dos torcedores faz uma comparação infeliz. Claro que o do torcedor é passional e vive um momento de raiva. A única compensação que esperava do time era, ao menos, uma vaga na Libertadores. Já o atleta, óbvio que tem que enfrentar tudo, pois são pagos pra isso, mas o sentimento deles não vem da alma, mas dos bolsos vazios, sem os prêmios da conquista.

EXCETO a infeliz declaração do treinador, o resto tá no devido lugar. O torcedor com a sua frustração de apaixonado; os atletas amolados pela perda da chance de disputar um torneio continental importante, que o coloca na vitrine internacional e dos prêmios financeiros que, certamente, deixarão de ganhar. Faz parte da vida deles, andarilhos da profissão, se envolver na paixão da competição apenas enquanto esta dure.

CONTRA o Timão neste sábado no Mineirão a trégua final poderá ser assinada, dependendo do comportamento do time. No ar, respira-se o terror da massa alvinegra de que após a perda do título e da vaga no G-4 venha a humilhação de ficar atrás do arqui-rival. Ainda mais se a Raposa conquistar a última vaga do G-4.

PITACO DECISIVO: “Não estamos interessados em Eder Luís” do diretor do Porto, Antero Henrique. Quem plantou esta informação ficou de cara grande.

PASSAREI A borracha no “quem plantou a informação”. Afinal, o anúncio partiu do próprio presidente Kalil que teria sido procurado por alguém em nome do clube português. De qualquer fora, foi bola fora de Kalil. Precipitação e falta de checagem.

OUTRA COISA que precisa ser explicada com rapidez: Diego Tardelli diz que não quer sair do Galo, porque acha que aqui terá mais chance de ir à Seleção. Segundo o craque, já se cansou de falar isso com o presidente, mas lhe parece que a disposição de Kalil é outra mesmo: aproveitar a janela de janeiro e passar o artilheiro nos cobres.

SE VOCÊ reclamou a saída de Júnior da equipe titular e sentia saudade dele pode matá-la neste sábado. Saiba, porém, que o tom da partida de Júnior será de despedida. Sem Thiago Feltri, suspenso, e Wellington Saci, impedido por contrato, Júnior joga na lateral e diz adeus no final à torcida.

NÃO EXISTE um cara mais vetado pelos médicos na Toca da Raposa que o Athirson. Mal tira os chinelinhos e lá vai ele, de novo, pra enfermaria. Dinheiro jogado fora esse. O custo/benefício de Athirson, nesta segunda passagem pela Toca, é zero.

JUSTO AGORA que o Cruzeiro precisa dele na Vila Belmiro sem Gilberto, suspenso. O outro armador seria Fernandinho, que brigaria pela vaga com o nervoso Leandro Lima. Isso claro se não sofrer nova contusão no aquecimento de vestiário. Fernandinho acompanha os passos de Athirson.

SE VALE ALGUMA coisa, caro Adilson Batista, você tem todo apoio deste filho do Sodico caso resolva escalar três atacantes contra o Peixe na Vila Belmiro. Entre Eliandro e Guerrón, no entanto, eu ficaria com o equatoriano, pela experiência.

EU TINHA até me esquecido do Gustavo. Xerifão que o Cruzeiro buscou no Palmeiras, mas que se contundiu no joelho e foi para o estaleiro. A Traffic, dona de seus direitos, diz que o destino de Gustavo, depois do dia 31 de dezembro, será o Vasco.

GUSTAVO gostou tanto da Toca que não quer ir embora. Penso que ele tem lugar no meio daquela bequeira ruim do Cruzeiro. Melhor ficar com ele e dispensar outros cinco que não jogam nada e estão no come-dorme.

O DIFÍCIL é acreditar tratando-se do ex-senador Luiz Estevão, dono do Brasiliense. Se for verdade, o Cruzeiro terá feito excelente contratação ao trazer Jóbson, 21 anos, emprestado ao Botafogo. Foi grande sensação do Campeonato apesar da pífia campanha do alvinegro carioca.

BOA NOTÍCIA para os americanos que vivem a expectativa da contratação do técnico que substitua Givanildo Oliveira. O queridinho de alguns presidentes do clube, Flávio Lopes, renovou contrato com o Ipatinga e não vem mais.

SE QUISEREM abrir uma bolsa de apostas sobre o juiz que fará mais besteiras nos jogos decisivos do título do Brasileiro botem Heber Roberto Lopes como primeiro da fila. Juiz caseiro, foi premiado com Flamengo x Grêmio no Maracanã.

GACIBA apita Botafogo x Palmeiras, no Engenhão, jogo também sujeito a chuvas e trovoadas. Mas o perigo quase igual ao do Maracanã estará em Internacional x Santo André com o desconhecido baiano Jailson Macedo de Freitas. O apitador do Morumbi, onde jogam São Paulo x Sport, é o melhor de todos: Sandro Meira Ricci..

NO JOGO que interessa apenas a parte de baixo, entre Coritiba e Fluminense, será apitado pelo gaúcho revolucionário Leandro Pedro Vuaden. Os companheiros de Imprensa nem se preocuparam em informar o juiz de Santos x Cruzeiro. Será que este jogo não vale nada?

BEM QUE AVISEI: desconfie sempre de Wanderley Luxemburgo. Cada dia ele falava uma coisa sobre o time que escalaria domingo na Vila Belmiro. Vai de força máxima.

QUERO LEMBRAR que esta partida fará parte de uma marca importante para o clube santista: é seu milésimo jogo no Brasileiro

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

FLEUMA DE FRED É SÓ NA CARA DO GOL

A FLEUMA que Fred teve diante do goleiro Dominguez ao marcar o segundo gol do Fluminense contra a LDU, na decisão da Copa Sul Americana, ele não teve ao contestar a marcação do paraguaio Amarilla. Fred fez-lhe uma testa-a-testa e levou o vermelho, quando o time perseguia o quarto gol aos 25 minutos do segundo tempo.

PODE-SE DIZER que Fred tem crédito, que estava de cabeça quente, mas nada justifica seu ato impensado. Sem seu jogador referência, capitão e líder do time, o Fluminense perdeu o pique e parou nos 3 a 0.

O FLUMINENSE ganhou, mas não levou nada. A LDU fez festa de novo, em cima do Fluminense, em pleno Maracanã, como no ano passado, desta vez conquistando a Copa Sul Americano. Domingo, o Flu enfrenta outra guerra: safar-se do descenso, contra o Coxa, em Curitiba. Se conseguir, empurra pra Segundona o time de Ney Franco.

E O TAL DE Mendes, craque da LDU, hein? Craque nas alturas, claro. No nível do mar, a bola dele é tão igual como qualquer outro brasileiro meia atacante.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

HISTÓRIA MOSTRA QUE O FREGUÊS MESMO É O LUXA

JÁ QUE querem trocar chumbo grosso, o companheiro Marcelo Bechler.competente produtor e repórter do programa Jogada de Classe, do Produtor/repórter do qual participo às terças e quintas-feiras, sob o comando de Orlando Augusto, na TV Horizonte, às 12h30m, ao lado Paulinho Azevedo, narrador Rádio Inconfidência; Willi Gonser e Ramon Salgado, deu-nos munição suficiente pra gente comprar a briga sobre quem é freguês de quem: O Cruzeiro de Luxemburgo, ou Luxemburgo do Cruzeiro?

VOU PERMITIR que a jovem revelação da crônica esportiva mineira destrinche os dados que levantou. Diz ele: antes de dirigir o Cruzeiro, Luxemburgo era o freguês. Depois que Vanderlei Luxemburgo deixou o Cruzeiro, o time mineiro perdeu sete jogos, empatou três e venceu um. Freguês de carteirinha do técnico que levou o clube à Tríplice Coroa”.

“MAS ANTES de 2002, o desempenho de Luxa é desfavorável”.

“APENAS QUATRO vitórias em 17 jogos. O primeiro jogo aconteceu no campeonato mineiro de 1985, vitória celeste por 2 a 0 em Valadares, quando o ex-treinador do Real Madrid comandava o Democrata. São 11 jogos pós-Cruzeiro com uma vitória mineira”.

“Nos 11 jogos pré-Raposa, o treinador carioca perdeu quatro vezes, aconteceram seis empates e Luxemburgo só venceu um jogo: a decisão do Brasileiro de 1998”.

“UM DOS EMPATES foi na última rodada do Brasileirão de 1997, quando Vanderlei comandava o Peixe: 2 a 2 na Vila Belmiro – mesmo se perdesse, o Cruzeiro se manteria na Série A. No total, foram seis vitórias do Cruzeiro, sete empates e quatro vitórias de equipes treinadas por Luxemburgo”.

MARCELO BECHLER mata a cobra e mostra o pau ( o que usou pra matar a víbora, claro!). Confira o histórico do treinador contra o Cruzeiro até de 2004.
1985 no Democrata-GV: Cruzeiro 2 x 0; 1990 no Bragantino: Cruzeiro 3 x 0: 1991 no Guarani de Campinas: Cruzeiro 3 x 0: 1995 no Flamengo: 1 x 1 e Cruzeiro 1 x 0:
1995: no Paraná Clube: Cruzeiro 2 x 1; 1996 no Palmeiras: empates 1 a 1 e 0 x 0 e Cruzeiro 2 x 1; 1997 no Santos: empate por 2 a 2; 1998 no Corinthians: empates por 1 x 1, 2 x 2 e 1 a 1; vitórias do Cruzeiro: 3 x 1, 2 x 1 e 2 x 0: 2001 no Corinthians: Cruzeiro 1 x 0.

VOCÊ, CARO LEITOR, encontra tudo isso e muito mais no blog do Marcelo Bechler, diariamente. É só acessar www.blogdemarcelomachado.blogspot.com Este menino vai longe, volto afirmar.

SE LEMBRA da Trincheira recomendar cautela com relação as ameaças de Luxemburgo de dar férias antecipadas aos principais jogadores santistas e colocar uma equipe mista domingo em campo?

POIS É, o papo de Luxa hoje mudou. O Peixe joga completo pra evitar comentários maldosos de que o técnico estaria vingando-se de Luiz Gonzaga Beluzzo, presidente palmeirense que o demitiu no meio da competição.

FALASTRÃO, Luxemburgo afirmou que se estivesse no comando do Palmeiras o time já seria campeão com duas rodadas de antecipação. Aí, lembrou-se de livrar a cara de Murici Ramalho: “Murici é um grande treinador; se não tivesse saído do São Paulo, a briga do título estaria entre nós, lá atrás”. É um artista este Wanderley Luxemburgo!

ATLETA profissional de futebol tem que aprender, mesmo à força, que existem severas leis vigiando a conduta dele dentro de campo. O goleiro Felipe, do Corinthians, será denunciado no STJD em dois artigos pesados: 252 (ofender moralmente o árbitro, cuja pena varia de dois a seis jogos de suspensão).

E MAIS o 258 (assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva, com suspensão de uma a 10 partidas, porque não fez nenhum gesto para defender o pênalti cobrado pelo Flamengo).

PITACO: Felipe corre risco de tomar um gancho de 16 jogos, a serem cumpridos no ano que vem. Sua sorte é ser profissional do Corinthians.

E PENSAR QUE Kleber falou em sair do Cruzeiro porque a torcida o vaiou! A torcida do seu amado Palmeiras teve outra atitude com o repatriado Wagner Love: deu-lhe uns bofetões por causa da situação do time que esteve perto do título e despencou.

OS MARGINAIS foram presos e identificados como membros da torcida organizada Mancha Alviverde. O goleiro Marcos, ídolo da torcida, estacionava o carro no momento em que Love apanhava. Quando correu pra socorrer o companheiro, a Polícia já havia chegado aplicando o “teje preso” nos covardes.

ESTE TIPO de procedimento tem origem, sem dúvida, nos arroubos do próprio presidente palmeirense, Belluzzo, que outro dia, num inflamado discurso no aniversário da Mancha Verde, aos berros, disse: “Vamô matá os bambi”, referindo-se ao time são-paulino. E pensar que o homem é consagrado professor de Economia.

VISTO ESTARMOS no perigoso campo da galhofa, prevejo algum desconforto diplomático entre o governo brasileiro e aqueles imbecis norte-americanos, por causa da piada chula que o ator Robin Williams destemperou no Late Show de David Letterman.

NÃO SABE o que aconteceu? Referindo-se à disputa entre Chicago e o Rio de Janeiro pela sede das Olimpíadas de 2016, Robin disse que os americanos mandaram ao Comitê Olímpico, no dia da escolha, uma comissão com Oprah Winfrey e Michelle Obama. “Já o Brasil mandou 50 strippers e meio quilo de pó. Não foi uma competição justa”.

AS AUTORIDADES tupiniquins prometem levar a questão à Justiça americana e deve, realmente, agir com rapidez pra piada de mau-gosto não cair no esquecimento. Aliás, é próprio do cinema e dos artistas americanos se referirem ao Brasil como um paraíso fiscal de ladrões, sonegadores e corruptos. Também, damos motivos de sobra...

A FIFA DESCARTOU a possibilidade da Copa da África do Sul, em 2010, ser disputada com 33 seleções pra atender a reivindicação da Irlanda roubada pela arbitragem sueca na briga de uma vaga contra a França. A história todos já sabem.

O SECRETÁRIO GERAL da entidade, Jerome Valcke, que recebe cotidianamente esta impávida Trincheira e a lê na hora do café da manhã antes de ir para seu luxuoso gabinete na sede da Fifa, repetiu o que este filho do Sodico disse: se a Irlanda entra, dezenas de outras Seleções se julgariam e teriam este direito. Só alegarem erros de arbitragem.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

POSTADO ÀS 5 HORAS E 10 MINUTOS DA TARDE

EUJÁCIO SOUZA PRATES


"Flávio, sempre fui adepto dos pontos corridos, mas nas últimas rodadas tivemos alguns jogos suspeitos e com certeza definidos pela cartolagem, como será também Santos x cruzeiro. Por outro lado, percebe-se claramente a influência da Globo para que nenhum time se distancie e o campeonato perca a graça e consequentemente, o Ibope. É erros primários de juízes pra todo canto. A competição tem que ser repensada.
Esta idéia de 2 juízes, um pra cada meio-campo é muito boa. Assim diminuirá os erros. Para os lances de linha de fundo, que se invente algum dispositivo eletrônico. O que não pode é continuar do jeito que está. É muito capital investido e ao final uma competição ser definida através de erros de arbitragens".

WAGNER MARTINS - SABARÁ


"Meu caro Flávio.Creio, em minha ignorância desmedida, que, o campeonato brasileiro desse ano, tenha servido para sepultar de vez, a expectativa dos que sonhavam com a improcedêcia e com a falta de propósitos da fórmula pontos corridos. Gostaria que essa trincheira comentasse que razões a que os campeonatos regionais não sigam a mesma fórmula".

LUXA É UMA PEDRA NO CAMINHO DE ADILSON

O CRUZEIRO não vence uma equipe comandada por Wanderlei Luxemburgo há nove jogos. Sofreu seis derrotas e conseguiu três empates. A praga atirada por Luxa no desafeto Zezé Perrela não cessa aí: seus times fizeram 21 gols contra nove dos celestes. Quer mais? Luxa tem aproveitamento 100% quando mandante e Adilson Batista ainda não o derrotou como treinador do Cruzeiro, claro. São três derrotas e um empate.

ESTES NÚMEROS levantados e mostrados no Portal Uai pelo repórter Bruno Furtado me leva à seguinte conclusão: o que o Cruzeiro vai fazer então na Vila Belmiro domingo? Gastar dinheiro de passagens aéreas praquê? O melhor é jogar a toalha é dar férias aos seus valorosos rapazes.

AINDA BEM que no futebol as coisas não acontecem assim, em cima de números e estatísticas. Vamos primeiro ao velho chavão: tabus existem pra serem quebrados! Após esta extraordinária descoberta da Trincheira, entremos no campo prático.

O CRUZEIRO tem uma campanha no segundo turno que o credencia a ferrar o Peixe nas águas dele. Por mais ódio que Luxa tenha de Zezé; por maior que seja sua competência como treinador e por melhor que seja seu elenco, seus propósitos e objetivos são inferiores aos do Cruzeiro.

MOTIVAÇÃO conta bastante nessa hora. Jogador profissional não se motiva apenas porque o seu técnico não gosta do presidente do time adversário. O Santos é um perigoso franco-atirador, tudo bem, mas só terá motivação em campo se o Cruzeiro mostrar medroso, inofensivo.

LEANDRO LIMA será mandado embora que dia? O Adilson, realmente, não dá sorte com os Leandros que passam pela Toca da Raposa.

CARLOS LOPES, cruzeirense de Sete Lagoas, manda mensagem: “Só de passar o Galo merece festa”. Só que o Atlético, ainda, tem chances de superar de novo a Raposa, meu amigo. Tem que vencer sábado o Corinthians, no Mineirão, com bom saldo de gols. Hoje o Cruzeiro tem 4 a 2.

SE VENCER o Timão e o Cruzeiro for derrotado, haverá empate em 59 pontos e em número de vitórias – 17 pra cada lado. O saldo de gols decidirá quem fica na frente de quem.

RIVALIDADE regional que pega fogo, realmente, é a de Porto Alegre. A torcida gremista insiste que o tricolor gaúcho tem que ignorar a dignidade esportiva e mandar uma equipe fraca do Maracanã enfrentar o Flamengo.

A DIRETORIA do Inter aposta na dignidade gremista, mas duvido que coloque a mão na churrasqueira pra tal ato dos rivais. Teria os dedos torrados.

SEM PROGRAMA pra sábado à noite? Anote aí: a CBF antecipou Galo x Coringão para as sete e meia. Não faça, contudo, grandes planos. Ronaldo Fenômeno não virá, e a única atração é ajudar Diego Tardelli chegar à artilharia da competição na briga com Adriano.

FALANDO de Ronaldo Fenômeno, uma pesquisa encomendada em São Paulo garante que a torcida brasileira quer o craque na Seleção de Dunga. Também quero. Desde que ele perca até lá pelo menos uns 15 quilos.

PITACO ESTRANHO: Alexandre Kalil me enganou! Ele não disse outro dia que este era apenas o ano da reconstrução? Como é que agora diz que “jogamos no lixo um ano de trabalho”. Não entendi bulhufas...

OS VELHINHOS da Fifa querem consertar a lambança do juiz sueco que apitou França x Irlanda e não viu a mão de Thierry Henry no lance do gol francês com outra lambança maior. Promover a Copa da África com 33 Seleções.

E COMO FICAM as Seleções que durante as eliminatórias em todo mundo foram prejudicadas, também, pela arbitragem? Tipo de solução que nem a Federação Mineira arruma mais, gente! O juiz errou? Manda ele apitar cuspe à distância e dane-se a seleção prejudicada. Faz parte do jogo.

A FEDERAÇÃO Irlandesa de Futebol fez a sugestão de ser esse "país extra" no Mundial. Joseph Blatter, vaselina como sempre, ficou de estudar o assunto e levá-lo ao Comitê Executivo. Seria o fim do mundo se os velhinhos do Comitê aceitarem tal pedido.

MAIS PROVÁVEL é que a Fifa decida usar quatro árbitros nas partidas da Copa da África. Os dois assistentes e mais dois apitadores, cada um correndo num lado do gramado. E nas jogadas de fundo? A bola entrou ou não? Saiu pela linha de fundo ou não? Só com olho eletrônico.

COMO SEMPRE este filho do Sodico afirma, a Trincheira é um democrático foro de discussões dos problemas nacionais e, em especial, do futebol. Meu amigo Langlebert Drumond, de Gevê, ex-presidente do Democrata Pantera ficou tá revoltado com a competição de pontos corridos.

DIZ ELE : “Meu amigo, eu que ERA um dos grandes entusiastas pelo campeonato de pontos corridos, a despeito dos últimos acontecimentos, Sport x Fluminense, (rebaixamento do Náutico); Corinthians x Flamengo, quando jogador do clube paulista deu entrevista na véspera do jogo, dizendo que lá, vários jogadores torciam para o Flamengo ser campeão; e, ontem, torcedores do Grêmio torcendo pelo Flamengo, para o Inter não ser campeão, o que podemos esperar para o próximo domingo? Abro uma campanha, para voltarmos ao mata-mata dos oito primeiros”.


POR OUTRO LADO, o não menos amigo, Haroldo Machado, defende os pontos corridos: “ainda defendo os pontos corridos, mas no futebol como no resto do nosso País, precisamos é de punição para os pilantras. Quando provado, e às vezes é fácil provar. Lembra quando o cruzeiro estava jogando contra um time e o Galo estava para ser rebaixado e foi flagrado um componente da comissão técnica do Cruzeiro gritando com o Jefferson (hoje no botafogo) "deixa passar" ? Todos nós sabemos que existe esta rivalidade mas o pessoal confunde com desonestidade. Lamentável, mas o Grêmio vai deixar o Fla ganhar para prejudicar o Inter.. Vamos ver alguns bons jogos como Flu x Coritiba; Bota x Palmeiras, mas a Poderosa vai passar o pastelão Fla campeão x Grêmio .

VOCÊ TAMBÉM pode entrar na discussão desse grande foro e mandar sua colaboração. Ou acessando meu blog ou aqui para o email. Se não vamos conseguir desentortar o mundo, pelo menos limparemos o nosso pedaço. Eta ferro!

EM CIMA DA HORA: quem saiu ganhando com a negativa do técnico Lula Pereira em treinar o América? O treinador ou o próprio clube? Só espero que um novo filme
não esteja a caminho: Flávio Lopes, o retorno?

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

PONTOS CORRIDOS NA BERLINDA

QUANDO A REDE GLOBO sugeriu o fim da competição por pontos corridos e a volta do mata-mata fui contra. Agora, tenho lá minhas dúvidas por conta das rivalidades regionais. Exemplo: a torcida do Grêmio exigindo que o time perca do Flamengo pra não ajudar o Internacional. Isso é coisa grave. Meu amigo Langlebert Drumond, ex-presidente do Democrata Pantera de Governador Valadares, alertou-me para o fato. Leiam sua mensagem abaixo:

"Meu amigo,Eu que ERA um dos grandes entusiastas a despeito dos últimos acontecimetos,Sport x Fluminense, (rebaixamento do Náutico);Corinthians x Flamengo, quando jogador do clube paulista deu entrevista na véspera do jogo, dizendo que lá, vários jogadores torciam para o Flamengo ser campeão; e, ontem,torcedores do Grêmio torcendo pelo Flamengo,para o Inter não ser campeão, o que podemos esperar para o próximo domingo? Abro uma campanha, para voltarmos ao mata-mata dos oito primeiros.
O meu abraço Langlebert".



O que vocês pensam do assunto? Vamos discutí-lo. Mande seus pitacos importantes.

domingo, 29 de novembro de 2009

RESTA A RAPOSA DESDE QUE OUTROS AJUDEM

MÁRIO HENRIQUE E LÉLIO GUSTAVO garantiam que o Galo jogava bem e que perdia sem merecer, após empatar a partida contra o Palmeiras. Paulo Anselmo e eu voltávamos de Caratinga enfrentando violentas tempestades e as estradas perigosas que o marketing do doutor Aécio chamam de maravilhosas e bem cuidadas. Não sei o nome da daneira da estrada que a gente enfrenta pra chegar a Caratinga, passando por Ouro Preto, Ponte Nova, Rio Casca, Raul Soares, Bom Jesus do Galho. Só sei que é uma merda! Gostaria de ver o doutor Aécio enfrentá-la num volante de um carro no dia de chuva.

MAS ACREDITAMOS NOS BONS MENINOS DA ITATIAIA até aos 35m do segundo tempo, quando Lélio entregou os pontos. O Galo aceitou a derrota por 3 a 1 e toca a bola em ritmo de treino. Na verdade, o Galo se despedia da vaga no G-4, depois de conviver bom tempo com a ilusão de ser campeão nacional de novo. Coisa de torcedor, claro! Quem acreditou desde o início em Celso Roth e no presidente Alexandre Kalil sabe que a equipe chegou bem longe do que eles imaginávamos. Aquele história de Roth, em certo momento, afirmar que o Galo seria campeão foi calor demais que afetou sua imaginação.

O CRUZEIRO FEZ PÉSSIMO primeiro tempo, mas Adilson Batista foi ousado. Sacou Leandro Lima que substituia mal o meia Gilberto e lançou outro centroavante, Eliandro, antes dos 30 minutos e ao ver o Coritiba fazer 1 a 0. Saiu pra reação que aconteceu no segundo tempo.O segundo tempo celeste foi impecável e a goleada de 4 a 1 manteve vivas as esperanças de uma vaga no G-4.

A GRANDE VIRADA ACONTECEU com a vitória espetacular do Goiás sobre o São Paulo por 4 a 2 o que proporciou ao Flamengo assumir o primeiro lugar ao vencer o Corinthians em Campinas por 2 a 0. Quase aconteceu o empate lá no REcife, que seria ótimo para o Cruzeiro, em função da vitória do Palmeiras (3 a 1) sobre o Galo. Mas o Inter virou pra 2 a 1 sobre o Sport e tem chances de chegar ao título, como vice líder.

O FLAMENGO, NOVO LÍDER COM 64 pontos, botou a mão direita toda na taça. Enfrenta o Grêmio, domingo, no Maracanã, sabendo que os tricolores gaúchos não aceitam a vitória, porque dariam o título, com certeza, ao arquirival Internacional que tem 62 pontos e joga em casa contra o quase rebaixado Santo André. A parte gremista da crônica gaúcha exige que o time use um misto de relegados e juniores contra o rubro negro. Se vencer, a diretoria está ameaçada de cair. Jesus Amado!

BOM NO G-4 ESTÃO GARANTIDOS Flamengo e Inter na Libertadores. O São Paulo que enfrenta o Sport, no Morumbi, deverá ficar com a terceira vaga. O Cruzeiro tem que vencer o Santos, domingo, na Vila Belmiro e torcer para o Botafogo derrotar o Palmeiras, no Engenhão. Se isso acontecer, a quarta vaga é sua. É bom lembrar que, se o Botafogo perder, cai pra Segundona, face a reação do Fluminense.

O FOGÃO TEM 44 PONTOS e é o primeiro do buraco negro. O Coritiba também com 44 pontos está acima porque tem duas vitórias a mais. Porém pega o Fluminense, na bela Curitiba. Vida ou morte pra ambos. O Tricolor carioca joga pelo empate porque tem 45 pontos. Ou seja, apesar de sua espetacular reação, o Fluminense tem duas pedreiras esta semana: na quarta enfrenta a LDU, na decisão da Copa Sul Americana e precisa de quatro gols pra levar a decisão pra prorrogação. E no domingo, joga sua vida no Brasileiro. O Palmeiras e o São Paulo, grandes favoritos até esta rodada, têm de vencer seus adversários e torcerem pelos insucessos do Fla e do Inter. Eta competição dos diabos!

sábado, 28 de novembro de 2009

TIGRE SE SAFOU....

APESAR DO VASCO usar time misto e o jogo ser no Vale do Aço, eu não acreditava na salvação do Ipatinga. Os demais resultados ajudaram, como a derrota do Juventude para o Guarani, en Campinas, o que enpurrou o time gaúcho pra serie C, o Tigre se salvou porque fez a sua parte. Bateu no Vasco - campeão da Série B - por 2 a 0 debaixo de um calor infernal. Vamos ter que tolerar o Itair Machado mais uns tempos.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

RICARDINHO FORA E GLADIADOR DENTRO? (Flávio Anselmo - 28/11/09)

Nem um, nem outro. Nem Ricardinho precisa ser sacado do time para o Galo jogar bem contra o Palmeiras, no Palestra Itália, nem o Gladiador Kleber deveria ser escalado, desde o início, contra o Coritiba de Ney Franco, no Mineirão, sob pretexto de fortalecer o ataque do Cruzeiro.

Aqueles que responsabilizam Ricardinho pela perda de velocidade de contra-ataque do Galo e o querem no banco cometem perigoso engano. Respeito tal opinião, a mesma do gente-boa José Garcia de Aguiar, diretor Comercial da Seculus Empreendimentos e Participações S/A, atleticano roxo.

Celso Roth, caso decida afastar Ricardinho em busca de outras alternativas de contra-ataque surpreenderá todo mundo, inclusive o palmeirense Murici Ramalho. O técnico alvinegro garante que pregará uma peça terrível em Murici. Vamos esperar.

No caso do Cruzeiro, o maior perigo que Adilson Batista enfrentará, além do certo desespero do Coxa pra sair de perto do descenso, vem do banco dos Coritiba: o capaz Ney Franco.

Estudioso e inventivo como Adilson, o caratinguense Ney Franco, com certeza, preparou mil esquemas pra levar pelo menos o empate, o que seria bom para os curitibanos e horrível para os mineiros.

Não vejo condições no aproveitamento de Kleber desde o início. Seria temerário. Ele próprio confessou que pretende jogar uns 25 minutos se Adilson quiser. Como, então, escalar o Gladiador logo de cara?

Tem mais: não sei porquê essa má vontade dos cruzeirenses de redação com o artilheiro Wellington Paulista. É centroavante nato, tem feito seus golzinhos e tornou-se importante no esquema de dois atacantes. Deixem o moço quieto.

O Gladiador ao afirmar que não espera ser recebido de braços abertos pela China Azul desconhece ou finge desconhecer que no futebol as verdades não duram mais 90 minutos e que se vai do inferno ao céu em 10 segundos.

PITACO DIDÁTICO: Kleber fez pré-julgamento perigoso; se guarda rancor do entrevero com a torcida devia saber que, necessariamente, ela pode não ter mantido o mesmo sentimento. A não ser que o Gladiador queira restabelecer a pendenga já pensando no fim da temporada e a chance de se mandar.

Entretanto, praquê não digam que a Trincheira cometeu injustiça, Kléber esclareceu que apenas uma pequena parte da China Azul ficou com raiva dele e deve vaiá-lo. Esta minoria incomoda, visto que é barulhenta, eu sei disso. E digo que esta minoria, também, é de simpatizante.

O Gladiador fez, politicamente, média o resto: “a torcida cruzeirense é mais que 5 mil, ou 10 mil; são 7 milhões e a maioria gosta de mim”. Pronto, Gladiador, assunto liquidado. Resta jogar.


O Tigre primeiro tem que pensar em vencer o Vasco neste sábado à tarde, no Ipatingão. Depois sim, cair na doce ilusão de que pode golear sem sofrer gols. Bobagem, também, é convocar a torcida do Vale do Aço pra apoiar. Só se forem torcedores atleticanos e cruzeirenses.

A maioria, no entanto, no estádio será vascaína, a fim de comemorar a conquista da Segundona.

Na última Trincheira contei uma historinha sobre o Elói Restóris. Pra evitar que meus sábios leitores pensem em ficção publico a mensagem que me chegou do Pedro Vieira, o Tatu na Turma do Pererê.

“Flávio Anselmo, o Elói Restóris foi meu colega de futebol e no Tiro de Guerra. Galileu, Ziraldo e Alan fizeram o Tiro de Guerra no mesmo ano. Elói ficava intrigado porque o Sargento Cetime, dava a maior folga para Ziraldo, Pedro, Alan e Galileu. Nós éramos os homens de confiança e cherifes. O Exército Brasileiro teve cherife porque o Ziraldo inventou. Naquela época, já era bom ser amigo do Ziraldo. Abraço caratinguense (vale por cem)”.

O professor Haydn Pimenta, outro ilustre leitor desta destemperada Trincheira, dá seu pitaco quanto à última coluna: “Caro Flávio, ótimos conselhos ao Celso Roth, os seus! Quando jogava minhas peladas, cansei de ver que o bom time e o bom jogador se destacavam por uma única característica, além da condição física é claro: variação de jogadas, especialmente aquelas que surpreendem. Esquemas rígidos ou característicos matam o time ou o jogador. Isto é, burrice não resiste à inteligência e observação!”

Resposta: As opiniões acima estarão registradas, também, no meu blog: www.flavioanselmodepeitoaberto.blogspot.com Acesse e opine, também, e dê seu voto na enquete.

Sensacional o resultado da última enquete: Você gostaria de que Celso Roth continuasse em 2010? Empate: 50% a favor e 50% contra. Agora testamos o prestígio de Ricardinho. Vote.