terça-feira, 18 de agosto de 2009

DOIDEIRA POR DOIDEIRA...

Se Adilson Batista botou o beque goiano Gil em campo dois dias após chegar a Beagá, não duvido que Joffre Guerrón, o equatoriano, estreie diante do Flamengo amanhã, no Rio. Seria outra doideira do técnico. Mas, do jeito que a boiada vai é preferível levar coice de Guerrón que chifrada do Soares.

Outra coisa, já deu pra sentir que Diego Renan pode ser o camisa 10 sem essa necessidade constante de três volantes e de Marquinhos Paraná, na realidade, ser o lateral esquerdo.

Soluções: Henrique volta no lugar de Fabrício, que vai pro banco; Fabinho fica e Paraná vira, em definitivo lateral; Guerrón, em princípio, ao lado de Kleber, até ser atacado de klebernite. Sai o Paulista, enquanto aprende de novo a fazer gol.

Sonho alto: Diego Renan e Dudu nas meias. Aos menos uns dois joguinhos; só pra ver, Adilson...

Boa matéria de Bruno Furtado no Portal Uai. Vá lá conferir. Os números dele mostram que o Cruzeiro tem o pior ataque do Brasileiro – 18 gols em 18 jogos – e o pior na história do clube na disputa de pontos corridos.

Te cuida, Capitão América!

Luxa, Luxa, Luxemburgo, nunca imaginei que Wanderlei Luxemburgo, ainda, tivesse tantas “viúvas” em Beagá. O jogo foi Cruzeiro x Santos mas as carpideiras choram apenas o Luxa. É Luxa, nas fotos, nas manchetes, nas rádios, nos programas de tevê. Cruzes!

Que balança louca um campeonato de pontos corridos! O Goiás arrancou lá de baixo e é vice-líder com 35 pontos. Bem, o Internacional tem 33 e apenas 17 jogos. Faltam dois pra passar a régua no turno.

Arrancada maior que o Avaí, no entanto, não houve. Saiu da lanterna e hoje tá em sexto, dois pontos atrás do Galo, o quinto: 32 a 30. Tudo bem, minha gente. Eu sei que o Galo tem uma partida – Internacional –a menos. Isso, porém, não tira os méritos dos barrigas verdes.

O confronto de amanhã, no Mineirão, tem esse tempero importante, sem falar que o Galo pode estrear o colombiano Renteria no lugar do suspenso Tardelli. Coisa nova: Galo e Avaí jogam a famosa partida de seis pontos.

Celso Roth não tem muito que pensar não: se der pro Bruno tem de jogar ele; sem Tardelli, a parceria com Eder Luis é de Renteria. E pronto: goleada nos simpáticos barrigas verdes.

Ô loco, presidente Adão: o Villa Nova ficou rico de repente? Contratou 14 jogadores pra disputar a Taça Minas Gerais. Como confio e gosto do trabalho do técnico Moacir Júnior penso que o Leão agiu com acerto.

“Visitei seu blog, mas não soube opinar diretamente lá...” O blog que Marta Dias, BH, visitou é o www.flavioanselmodepeitoaberto.blogspot.com

Nem eu saberia, Marta. Quem sabe é o Flavinho. No entanto, gostei do seu pitaco: “Eu, também, estou com klebernite. Com ele a bola não rola; para nele por causa das faltas adversárias ou porque ele a prende em demasia.”

“E, este não é o jogo do Cruzeiro, conhecido pela técnica e rapidez. Kleber, também,fala demais; tá parecendo o Rôni em 2008. Quer aparecer mais do que os outros e acaba criando clima ruim”.

PITACO: “Melhor é vender mesmo o Kleber. Sem ele, ganhamos lá em Curitiba. Com ele, sei não viu. Viva o São Fabio”, de Maria Dias- BH

A volta do Coelho à Segunda Divisão mexeu com Beagá: Salum e Alencarzinho, os nomes da hora, sumiram. Igualmente, Toninho Gamaliel, da Orca, que tá com o meu Corsa há mais de 10 dias.

Até Silvino Batista, meu fisioterapeuta, andou com a mão macia nesta segunda-feira. E se voltar então pra Primeira, hein doutor Eduardo Azeredo?

Meu primo Mauro Molinari, americano como o saudoso pai Zezito, queimou a língua: previa Wilson de Souza Mendonça no apito por ordem da CBF e da Globo pra proteger o Brasil. Protegeu mal, né primo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.