domingo, 23 de agosto de 2009

E SE FOSSE NA COPA DO MUNDO?

Aquele acende/apaga dos refletores, que me perdoem o trocadilho, tirou o brilho da goleada do Cruzeiro sobre o Náutico (4 a 2). Quando a partida pegava no tranco, a energia falhava. Voltou, engrenou o jogo, fugiu a energia. Que diabo, gente! Pra prevenir contra futuros vexames no Mundial do Brasil não seria melhor jogar, então, com a luz natural dos domingos, como sempre foi a regra geral do esporte? Perguntem pra dona Globo e o senhor Sportv (donos do pagar-pra-ver) que conseguem irritar os usuários da Net, compradores incautos dos absurdos pacotes e que conseguem até encher o saco de quem vai ao Mineirão, obrigados por esse horário estapafúrdio das seis e meia. E querem que eu volte...

A melhor resposta que dou aos críticos das críticas que fiz a Adilson Batista por insistir com a dupla Kleber e Thiago Ribeiro esteve nessa partida. Wellington Paulista, sempre preterido por Adilson, esteve presente na área e fez 3 gols. Em dois deles, como legítimo centroavante aproveitando de cabeça as jogadas de Gilberto e Guerrón.

A ausência de Kleber soltou o time. Os contra-ataques não foram retidos tanto naquela insistência dele em prender a bola e provocar os beques. Thiago Ribeiro azucrinou a vida da torcida celeste que foi a campo ver o prometido Guerrón. De birra, Adilson botou Thiago como já fizera em anos anteriores, com outros atletas, pra provocar.

A zaga melhorou demais com Leonardo Silva e Gil; Fabrício, também, sem Kleber pela frente, cresceu e voltou a fazer outro gol de perna esquerda. Diego Renan tá que cresce, mas não me faz, ainda, esquecer Sorin. Nem fará. Gilberto, conforme previ na coluna anterior, esbanja categoria e em forma porá o Cruzeiro nas cabeças.

Entre o vai-e-vem da energia, Joffre Guerrón entrou e fez sua parte no ataque: botou a bola na cabeça de Wellington Paulista pra marcar o quarto gol. Mas o professor cobrou mais. Quer o equatoriano combatendo, marcando e atacando. Que nem, arre!, Thiago Ribeiro. Poupa-nos, meu bom Adilson...

O Flamengo levou um passeio (3 a 0) do Avaí, na Ressacada e os pitaqueiros daquele programa pós-jogo do Sportv não falaram de outra coisa: o time não presta, o treinador não presta, Adriano tá lascado, o time é júnior, e tal e coisa. Não sobrou nada pro trabalho de Silas no Avaí, novo quarto colocado do Brasileiro.

Pra falar da goleada ( 4 a 1) do Grêmio sobre o Galo não se pode usar a técnica jornalística da irrealidade acima citada. Os gaúchos são melhores, foram melhores e golearam com mérito. O Atlético de Roth chegou ao limite; é esperar pra ver se melhora com os reforços definitivos de Coelho, Renteria, Aranha, Márcio Araújo e outros.

Nesta quarta-feira, o Galo muda o foco: estréia na Sul Americana, recebendo o Goiás; deve encarar esta competição, ao contrário da maioria dos outros participantes com seriedade. Sem essa de vê-la tão-somente como caça-níquel. O presidente Kalil não disse que no momento o Galo não precisa de dinheiro, mas de moral e respeito?

O primeiro objetivo já foi alcançado: o América tá de volta à Série B. Se Givanildo criou outra meta – a do título da Terceira – atletas e torcedores não devem, em princípio, preocupar-se com a derrota (2 a 1) em Guaratinguetá.

A exemplo da Copa do Brasil e da primeira fase da Taça Libertadores, gol anotado fora de casa tem peso dobrado nas questões de desempate. Aquele bendito golzinho que o Coelho fez no finalzinho pode colocá-lo nas finais caso vença por 1 a 0 apenas o bravo time paulista no Independência.

PITACO: Este filho do Sodico marcará presença no Independência e levará o primo Mauro Molinari, americano dos chatos, com ele.

Pitaco do leitor William Tito Soares – BH: “Curioso como de repente o Cruzeiro vem sendo metralhado por vocês. Não basta ter sido metralhado pelas arbitragens em alguns jogos? Interessante como a perda da Libertadores mexeu com a cabeça das pessoas. O mesmo Adilson que você pedia que tivesse seu contrato renovado por 5 anos, hoje não presta. (Nota do autor: eu escrevi isso, William?). O Kléber, que foi fundamental na campanha da Libertadores, hoje é vítima de constantes marteladas. (N.A: é porque tem martelado demais e não consegue nem andar em campo”.

Se não me engano, os números do Kléber, no ano, são melhores que os do que Diego Tardelli, mas não parece. Porque ninguém elogiou o profissionalismo deste rapaz que após a perda da Libertadores; se casou 2 dias depois, recusou a licença (até prevista
na CLT), pediu para jogar. No domingo estava em campo contra o Corinthians (um dos jogos em que o Cruzeiro foi garfado).

Aliás, ninguém se lembra mais do rigor das arbitragens em algumas expulsões e que não fossem os muitos erros de arbitragem, o Cruzeiro poderia estar muito melhor na tabela. Respeito muito a tua opinião Flávio, mas acho que você tem exagerado....”

Resposta: caro William, se você gosta do futebol do Cruzeiro no momento e aceita a falta de interesse do Kleber, doido pra ser vendido e p. da vida porque o Cruzeiro não aceitou, uma possível a proposta de menos de 10 milhões de euros, tudo bem. Respeito.

Eu exijo que o Cruzeiro e o Atlético, times grandes, briguem como tal. Pela cabeça do Brasileiro. Não é isso que se ouve em toda parte, entre seus torcedores? Esse papo de abatimento pela perda da Libertadores é página virada. Encheu o saco”.

No meu caso, estaria arrasado se o Coelho não subisse à Série B. Por isso, me realizei em 2009. Na questão de arbitragens concordo em parte. No caso específico do juiz Rodrigo Cintra, entendo que ele é soprador de apito. Ruim de doer!”

Vamos ao Adilson. Essa de exigir demissão acabou. Minha época passou, amigo. Quando podia, exigia e tirava mesmo. Agora, quem pode exigir não tem peito; só existem amizade e babação – além de coisitas más - com a cartolagem.

Adilson merece contrato de 20 anos: sério, competente e bom de serviço. Seu maior defeito é igual ao nosso: ser simples mortal.

Adilson tem projetado mal a formação da equipe. Os Thiagos te agradam? Se a resposta for sim, me desculpe, mas você tá na contramão da torcida celeste.

2 comentários:

  1. Wilson Diniz BH - fiquei mais tranquilo ao ler este comentario deste exelente profissional Sr. Flavio, este ano fui em todos os jogos do Cruzeiro a muito tempo não fazia isto nos ultimos jogos tenho tentado me controlar porque não adianta xingar nas arquibancadas eles não escutam. Quando digo que fico feliz porque é o primeiro que mencionou aquilo que estou sentindo nas arquibancas e as viuvas deste Kleber ficam aplaudindo um jogador que nos ultimos jogos só vem travando o ataque do Cruzeiro, não estou aqui discuntindo a qualidade o Kleber, mas é incrivel o que este jogador vem fazendo nada!!!! obrigado Flavio Anselmo, você disse tudo por isso vou dormir mais tranquilo alguem teve coragem de dizer que este jogdor vem travando o time do cruzeiro.

    ResponderExcluir
  2. flavio de oliveira25 de agosto de 2009 22:34

    caro flavio anselmo, gostaria de saber onde posso adquirir seu novo livro, pois gosto muito de seus comentarios e gostaria de te-lo na minha coleção.
    um abraço flavio de oliveira

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.