quinta-feira, 13 de agosto de 2009

FORO DA TRINCHEIRA

Eujácio Souza Prates –BH – “Flávio, quando o Ortigoza fez o gol, haviam 3 jogadores do Galo à sua frente. Ou seja: eles marcam a bola e nunca o jogador. Foram o goleiro e os defensores para o primeiro pau. Nossos modernos e sapientes técnicos, que arrumam desculpas pra tudo, nunca mudam esse fator”.

“Acho a maior bobagem esse negócio de time misto na Sul-americana. Jogador não gosta de treinar e sim de jogar. O Cruzeiro e outros times usaram times mistos e não ganharam nada. Aliás, como no caso do zagueiro Anderson: no dia que precisaram dele estava fora de forma. Com este plantel, dificilmente o Galo vai ser campeão brasileiro. Chega no final do ano, os dirigentes usam este torneio para conformar a torcida”.

Resposta: Concordo contigo, em gênero, e os graus todos.

Marco Antônio Matos – Brasília: “Só faltava esta: parceiro do Paulinho Pedra Azul. Eu e o Paceli já pretendíamos pedir um tempo, agora vamos ter que ouvir o Mestre cantando músicas de sua autoria. Vá com calma senão o Agnaldo Timóteo fica com ciúmes. Sou cruzeirense.Meu sangue é azul”.

Resposta: Na verdade, surpreso está este filho do Sodico. Paceli e você ainda juntos em Brasília; sangue bem diferente, e ninguém matou ninguém. O Agnaldo negou-se a gravar música minha.

WWW.flavioanselmodepeitoaberto.blogspot.com: que tal transformá-lo no Foro de Debates. Lá poderão todos vocês brigarem à vontade.

Marta Dias – B.Santa Tereza – BH: “O PÊNALTI ERA DE KALIL: Ah, deixa o menino bater sempre. Até aprender, ter experiência. Vamos amar. Se fosse o Adilson, ele não deixaria. Técnicos como ele sabem que nessas horas o importante é contar com experiência e não com juventude! Não é hora de fazer estrelas e sim pontos e gols! Se o experiente errar, tem crédito; já o imaturo, fica marcado. As verônicas estão desesperadas. BH dormiu tranquila...tranquila...que bom!”

Resposta: Marta, você provocou: agora aguenta! Cumé que é mesmo: “deixa o menino bater sempre, até aprender”. Os maldosos poderiam responder: “isso menino já nasce sabendo...”

Rênio Carlos Garcia – Uberlândia: “Vai entender a cabeça das autoridades ! O jogo do Uberlândia EC e Araguaia, válido pela segunda fase da série D será com portões fechados”.

“Nesse jogo que iriam no máximo 10 mil pessoas; no estádio cabem 50 mil. Tudo por causa da GRIPE A. Acho que em BH é outro país! Aí não deve ter nenhum caso dessa danada. Fazer o que né ? Mais de 100 mil reais de prejuízo para o Verdão”.

Resposta: meu amigo e colega Lélio Gustavo disse que determinado atleta do Cruzeiro tinha QI de alface; levou processo na Justiça, mas, parece-me, que ganhou. Vou arriscar respondê-lo, se for processo jogo a culpa em você. O QI desses cartolas é de m. Na verdade, tem gente ganhando um bom troco nessa história de gripe suína. Ou você duvida?

Leonardo IG – BH: “Sem dúvida, também que Junior era o mais indicado. Inês é morta. A mesma que nem foi vista que quando o Renan Oliveira fez a paradinha e o São Marcos já tinha dados 3 passos. Mas isto é choro de atleticano. Jornalistas isentos não notariam isto nunca”.

“A bem da verdade, o Palmeiras não tirou pontos do Galo. Para quem já estava rebaixado antes do início da competição já está de bom tamanho acabar a primeira fase no G4. Que engulam as línguas os que disseram o contrário, os mesmos que compraram passagens para Dubai e contavam com um time mineiro campeão do mundo este ano”.

“As verdades no futebol duram menos que a própria frase. Não se assuste se o Kleber for vendido por valor inferior aos 10 m. Diego Tardeli com vaga permanente na seleção? Teria que fazer chover canivete (aberto). Alessandro desfalque? Ah, sim o banco vai ficar desfalcado, pode ser. Igual ao desfalque no ataque do Cruzeiro. Temos 3 opções: um está suspenso, outro está sem condições. Pense Adilson, pense, quem será a solução?”

Resposta: Visto que sou bobo lá do Caratinga, ainda não entendi seu raciocínio: você é contra ou favor de quem?

Em razão de viagem neste final de semana à Santa Terrinha a fim de conversar com o prefeito João Bosco, improvisei a coluna deste sábado. Mas ficou gostosa, não?

Viajo em companhia do Edson Nunes, superintendente geral do Sistema Divina Providência. A idéia é implantar um Centro de Formação Profissional na minha cidade. Mais crédito com a Terrinha. Mais detalhes, depois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.