segunda-feira, 28 de setembro de 2009

MESMO SEM ROMAN VERDÃO VENCE E DISPARA

No fechamento da 26ª rodada, três coisas me parecem quase definidas: a mídia paulista, seguida da carioca do Sportv, irmãs siameses, escolheu o Palmeiras após este abrir cinco pontos sobre o vice líder, como o Campeão Brasileiro de plantão na semana. E desta vez acertou; a diferença, também, de cinco pontos que o Galo pôs sobre o Grêmio, sexto colocado, reduz ao próprio Palmeiras, Goiás, São Paulo, Internacional e Galo a briga das quatro vagas da Libertadores; e que lá embaixo, mesmo com Sport e Fluminense vencendo, a briga do descenso ficou só entre estes dois, mais Botafogo, Santo André e Náutico. Qualquer mudança nesses quadros será obra dos deuses do futebol.

Outra coisa que me pareceu mais clara: apesar de não contar com a ajuda o juiz paranaense Evandro Rogério Roman, seu melhor companheiro de campanha, o Palmeiras venceu em casa o Atlético Paranaense graças a forças externas. Pagou ao Furacão R$ 100 mil reais pra poder escalar o beque Danilo e a coisa funcionou: ele marcou um gol e salvou outro em cima da linha.

O excelente Marcos fez defesas de puro milagre. Ao final, instado pelo repórter puxa-saco por que se agiganta quando o time mais precisa dele, ainda foi humilde e respondeu: “Não é bem assim; o time precisou de mim contra o Vitória e neguei fogo.” Grande Marcão.

Faltam 11 rodadas, ou 33 pontos. Assim, parece arriscado qualquer prognóstico. Não sou bom de projeção e já mostrei várias vezes ser ruim, muito ruim, de números. Nesse caso, é pura intuição que a experiência me permite. Tirar a diferença de cinco pontos do Palmeiras será bem complicado.

A falta de pontaria foi, de novo, foi a grande falha do Cruzeiro contra o Grêmio Barueri. Em que pese a choradeira do treinador deles, Diego Cerri, por um possível pênalti, toque de mão de Gil. Reclamou mais: a expulsão de Fernandinho, aos 47m do segundo tempo, quando infernizava a vida da defesa celeste.

Cerri reclamou, também, que o gol de Gilberto foi em impedimento. Será?

O jogo antecipava-se tão ruim que nem no pagar-pra-ver passou e nem o Albertinho Rodrigues quis transmitir. Tentei acompanhar na Internet, também, sem sucesso.

Artur Morais, da Itatiaia, fez uma pergunta pra Kleber, no final da partida, e ficou de microfone no ar, sem resposta. Aí veio a justificativa: o Gladiador não quer mais falar com a Imprensa mineira.

PITACO: Melhor assim. Às vezes, o silêncio diz por mil palavras.

Na enquete que fiz no meu blog e que se encerrou domingo deu Ricardinho com 83% dos votos, contra 17% de Gilberto, como o 10 que irá estourar em Minas Gerais. Vamos iniciar outra agora: acesse www.flavioanselmodepeitoaberto.blogspot.com e participe.

Nesta terça-feira o Tigre terá de mostrar dentes e garras no Castelão contra o desesperado Fortaleza. Fora dos gramados, enfrenta outra batalha dura: o ex-técnico dele, Marcelo Oliveira, entrou na Justiça do Trabalho e pede pequena fortuna. Só não entendi porque o processo corre em Coronel Fabriciano. Ipatinga não tem Justiça do Trabalho?

O menino bom de bola do América, Moisés, 21 anos, foi emprestado ao Coritiba. Segundo soube, volta em dezembro pra disputar o Campeonato Mineiro e a Segunda Divisão pelo América. Pelo que sei, também, dependerá do seu novo clube em 2010.

Lembra-se do Lincoln, o meia revelado pelo Atlético e negociado com o futebol alemão onde foi ídolo por vários anos? Pois é, tá na praça sem clube. Rico, mas sem time pra jogar. Depois do futebol alemão, Lincoln foi ganhar mais euros na Turquia. Creio que não deixou seu talento pra trás.

O Galo brincou de gato e rato com o Peixe de Wanderlei Luxemburgo. Bateu a hora que quis e como quis. Celso Roth, como é o costume de todo treinador mandão, que não respeita a torcida, apesar dos quase 40 mil torcedores que foram ao Mineirão ver a estréia de Ricardinho só o colocou aos 30 minutos do segundo tempo. Então o time já estava relaxado e desconcentrado.

Os méritos todos da vitória são do Atlético; soube botar o time de Luxemburgo, um dos mais fracos que já vi no Mineirão, em seu devido lugar. Aliás o placar (3 a 1) não refletiu a superioridade atleticana. Ao contrário, o time relaxou tanto que permitiu ao Santos marcar seu único gol com Kleber Pereira, livre,livre. Até deitou pra cabecear e a defesa do Galo só olhando.

Tudo bem, o jogo estava pra lá de definido. Porém, a atenção tem que perdurar até o apito final. Corrêa, de novo, foi o melhor em campo. No terceiro gol, de Tardelli, outra bela jogada de Corrêa que deixou o artilheiro pronto pra finalizar. Corrêa confirmou que se trata de excelente reforço que Kalil buscou na Europa.

Quanto ao Ricardinho, nada a declarar. Não houve tempo, nem clima. Outra excelente atuação foi de Eder Luis pra acabar com essa história de que ele é bom só pra entrar no segundo tempo. Ainda penso que Coelho daria mais consistência- não sei bem o que esse verbete quer dizer, mas é tão usado pelos repórteres e comentaristas que copiei - ao lado direito da defesa e que Carini impôs mais respeito à defesa. Não foi exigido o suficiente pra melhor avaliação.

Diego Tardelli se apresentará à Seleção de Dunga de bem com a vida outra vez: voltou a marcar gols importantes. Com os dois diante do Peixe assumiu a artilharia do Brasileiro ao lado de outras feras – Adriano, do Flamengo, e Jonas, do Grêmio – com 13 gols. Esta é outra briga da competição que chama a atenção de todos. Mesmo porque, como na briga dos pontos, tá pra lá de embolada.

Esse estranho Goiás é caso de análise especial. O time leva de goleada no meio da semana do Cerro Portenho, em Assunção, volta pra casa com o rabo entre as pernas e faz notável jogo contra o Grêmio, no Serra Dourada. Virou uma partida perdida e tornou-se vice líder do Brasileiro. Seu pai-de-santo merece a atenção dos times sem rumo na competição.

Outro caso, mas que aí envolvem todos os santos e terreiros da Boa Terra, é o Vitória. Desandou, outra vez, a ganhar e chega aos 39 pontos na sétima colocação. Tá na briga do G-4? Claro que tá, com chances menores que os que se encontram mais acima porém vivo na luta. Sabe lá o que é bater no Palmeiras e no Internacional e agora empurrar o Botafogo, no Engenhão, mais pro buraco?

A dor-de-cotovelo dos cruzeirenses aumentou neste jogo: Leandro Domingues, dispensado por Adilson Batista, voltou a comandar o time baiano e fez um gol – o segundo do Vitória que venceu por 3 a 1 – pura obra de arte. Naquele seu estilo, driblou vários adversários, na velocidade, desde a própria intermediária.


Sobre Adilson Batista
. Estava laite depois da vitória (1 a 0) sobre o Barueri. Até brincou sobre Kleber. Viu com naturalidade o silêncio do Gladiador, como, também, eu vi. Troçou com os repórteres, claro, paulistas: “Kleber é um bom jogador e vamos resguardá-lo. Deixa ele calmo aí. Falei pra ele não visitar ninguém neste final de semana”.

3 comentários:

  1. Bom dia amigos.
    aproveitando o espaço desse blog que é dirigido pelo independente jornalista flávio anselmo, eu peço a todos que mandem mensagens p/ itatiaia@itatiaia.com.br e façam seus protestos contra as atitudes dos jornalistas dessa emissora que tem o prazer de divulgar assuntos do Atlético que só tratam de dívidas e ações trabalhistas. Ontem no programa Bastidores, um tal de samuel venâncio divulgou uma mensagem de um torcedor cruzeirense, dizendo que mesmo sendo cruzeirense, ele estava preocupado com a situação do clube pois o Kalil está contratando muitos jogadores caros. O apresentador João vitor Xavier, concordou e disse que uma hora a coisa vai Estourar! Ora, ficou claro que o torcedor cruzeirense está com inveja.E esses repórteres aproveitou a oportunidade para quere desestabilizar o Galo, certamente a mando de alguém! Porque eles não falam das dívidas do cruzeiro? o zezé disse va´rias vezes que tem que vender dois jogadores por ano para pagar dívidas. Pra onde vai todo o dinheiro? e as dívidas com os jogadores : Fred, Moisés, Séregio manoel etc....?

    Meus amigos, O Atlético foi novamente garfado pela arbitragem e dessa vez o beneficiado foi o Santos e ninguém da imprensa não comentou. Ao contrário nos jogos do cruzeiro, toda imprensa detona com as arbitragens. Pasmem os srs. que o comentarista Júnior Brasil disse ontem que o Cruzeiro foi prejudicado contra o barueri! Ele disse que o Kleber foi caçado o tempo todo e o juíz não marcava nada. Disse também que aquele lance em que o zagueiro azul cortou a trajetória da bola com a mão , não foi pênalti. Foi Bola na mão. O pior é o próprio Maluf afirmou que foi pênalti!
    Dizem que grande parte da imprensa é controlada pelo zezé perrela. Ele quem determina o que deve ser comentsado ou não na imprensa. Se o emanuel carneiro disse que não foi pênalti etc... os seus empregados certamente seguem o mesmo raciocínio do chefe!Meu Deus, estamos a pé de jornalistas independentes aqui em MG! Sabemos que o zezé perrella monitora é quem dita as regras no futebol mineiro. Todos o temem!
    O Téc. Adilson Batista vive detonando com a imprensa. Ele mandou um recado para o comentarista Júnior Brasil, dizendo que não adianta ele ficar dando "gritinhos" que não iria resolver nada.Pois ele é o técnico do Cruzeiro até Dezembro!
    O pres. zezé perrella entrou no ar , programa Bastidores, para detonar com o repórter artur morais, acusado pelo perrella de querer desestabilizar o time, porque ele, Artur não gosta do téc. Adilson Batista!
    A gente que gosta do futebol, fica preocupado e desanimado com essa falta de profissionalismo por parte desses elementos da
    imprensa
    Sei que ainda existem poucos profissionais sérios, honestos e corretos na imprensa. Ex: José Augusto toscano, Orlando Augusto, Flávio Anselmo, Alexandre Simões e... quem mais? sinceramente não vejo mais ninguém. Pode até ter mais alguns!
    Cadê o conselho de ética? cadê o Sindicato dos jornalistas? cadê a AMCE?
    Alguém tem que dar um basta nessa podridão !

    ResponderExcluir
  2. CRISTIANO
    Nossa oq klebe gladiador ta fazendo COM o cruzeiro e´ imcrivel pois pra mim ele ta jogando bosta na cara dos cruzeirense ou seja cuspindo no prato q ta comendo como q time póde ficar com jogador numa má vontade dessa no cruzeiro me diz ai flavio anselmo defenso do klebe do cruzeiro e da burguesia milionaria em belo horizonte.....

    ResponderExcluir
  3. FLAVIO ANSELMO alguns comentarios seu e do seu xará carvalho inuteis pois ta na cara q vc´s dois trabalham ou ja trabalharam no time do barro preto, quanto ao seu cometario sobre mim indigeno !!!! so tem q la menta pois é melho vc trabalhar com qualque coisa de menos cometarista!!!!!
    vai baba ovo do aecio neves pra ver se ele tem um vaguinha pra vc no governo dele ta bom!!!!!
    ok...........

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.