terça-feira, 20 de outubro de 2009

O NEGÓCIO É MEXER COM A CUCA DE TARDELLI

Não há nenhuma chance de Diego Tardelli ir embora agora. O presidente Kalil já reafirmou isso centenas de vezes e não há porquê duvidar dele. Além do que a janela internacional de transferências se encerrou há tempos. Transações então só em janeiro. Bem, aí a conversa será outra e, dificilmente, o Atlético terá como evitar a saída do goleador. O Manchester City não faz segredo que tem 145 milhões de euros nos cofres pra aplicar em contratações. Deve entrar mais qualquer merreca caso Robinho insista na criancice de se mandar, por não aceitar a reserva. Iria pro Barcelona. Será?

Bem o assunto é outro; por favor, não me deixe desviar dele. A imprensa londrina já especulou sobre Ramires no City, junto com Maycon, ambos ex-cruzeirenses. Volta-se agora, também, pra Tardelli, apesar de suas duas fracassadas passagens pela Europa, no PSV Eindhoven e no Real Bétis, de Sevilha. Pesa em favor de Tardelli, contudo, sua convocação pra Seleção, 24 anos de idade e a chance de ir à África no Mundial.

Até aí, não comentei nada de novo. Matéria requentada.

Esta informação me chegou bem antes do que na sagaz mídia mineira. Veio-me via doutor Julinho, da Cidade e do Lar dos Meninos, competente advogado, atleticano e pesquisador de Internet. Não tive pressa em comentá-la, até porque a considerei tremendo chute de empresários que não têm nada pra fazer. Tardelli não precisa disso. Está em evidência como um dos artilheiros do Brasileiro, convocado por Dunga e com ótimas chances de seguir em frente na Seleção.

Então, se não precisa, por que foi plantada tal informação? Se não é fogo amigo, é fogo inimigo. Coisas usuais! O time que ameaça passa, de repente, por desmanche sem saber. Se o atleta entra no jogo deles, perde o foco e deixa de ser perigoso para os adversários. Desestabiliza o time.

Kalil sabe de tudo isso, pois tem mais de uma centena de sacos de laranjas chupadas nos vestiários. Expressão dele. Não chega agora ao circo do futebol.

Tenho outra confiança, além da vigilância do Urso Pardo. Diego Tardelli passa por momentos iluminados. Não tem jeito, não, pessoal. Bem, só se ele repetir a besteira que fez no Rio de Janeiro, pela qual pediu desculpas e foi perdoado pela Massa e por Dunga.

Pitaco Histórico: “Decadente é o Maradona que deixou de ser comparado com o Pelé para ser comparado com o Dunga” de autoria desconhecida.

Com o Corinthians fora da disputa do título de 2009 e sem razão pra disputar vaga na Libertadores que já conseguiu como campeão da Copa do Brasil, a Rede Globo entrou em parafuso e investiu de sola contra a fórmula de pontos corridos. A CBF resiste, até quando não sei. E o medo de Ricardo Teixeira de tornar-se vidraça outra vez no Jornal Nacional!

Luvanor de Castro, amigo da Trincheira, leitor assíduo em Governador Valadares, levantou-me a bola ao perguntar: “como ficam os outros grandes paulistas nesta inacreditável história sua?” Epa, isso não é coisa minha, não. Só comento as versões. A verdade é mantida na escuridão dos bastidores. Os outros clubes que disputam o título brasileiro, no entanto, servem tão-somente de alento. Ainda que tenham pesos, como São Paulo e Palmeiras.

Porém, na ótica global, com Ronaldo Fenômeno, parceiro de luta contra a investida da Record e de outros interesses, o charme do Corinthians é pra lá de espetacular. Por isso, não quer correr risco mais de ver o Timão longe das decisões.

Pra não se dizer que o ano foi perdido, alguns bons fluidos voltam com o crescimento do Flamengo. Lá está o Imperador Adriano, artilheiro do campeonato e quase Rei do Rio. Charme por charme, garanto que o Flamengo tem mais que o Timão. E o Rio de Janeiro, nem é preciso que eu diga nada, com relação à Paulicéia Desvairada.

É forte o apelo do Imperador no target nacional. Tão forte quanto o de Ronaldo Fenômeno por causa das circunstâncias mais atuais que o repatriaram. Ambos são, ainda, sucesso na Europa e deixaram saudade. Some-se a tudo isso, os dotes individuais da Cidade Maravilhosa, incomparáveis. Berço da Rede Globo, geradora de cultura e moda neste País.

Todavia, o Rio é pobre. Poluído. A bandidagem o emporcalhou, roubou tudo dele, inclusive aquele espírito carioca de ser. O dinheiro que sobra no Rio de Janeiro é o da droga e desse a Rede Globo quer muita distância.

Pitaco da grana: Quem produz, inclusive um bom samba estilizado, que tem o maior PIB tupiniquim, gera dinheiro aos montes é Sampa. É um pequeno país dentro dessa terra de Santa Cruz. Você pode até ver: lá tem enchente pacas, trânsito horrível, mas não tem violência exacerbada como o Rio.

Pelo menos no noticiário da maior rede de comunicação deste Brasil...

Daí o interesse pelo Corinthians, pelo mata-mata, por elitizar o futebol nacional e transformar o Brasileiro num macro Campeonato Paulista. A ideia é esta: se no Paulistão o dinheiro já rola, imaginem este torneio grande, reforçado por dois times mineiros, dois gaúchos e quatro cariocas?

Os demais vão disputar a Segunda Divisão, regiamente pagos, mas sem chance de regressar à elite, pois os maiorais estão blindados. Não pense que devaneio, que sonhei tudo isso. Trata-se de uma mera soma que tenho feito há anos sobre as manobras de bastidores.

Por que a coisa é vista desta maneira? Por causa da fragilidade financeira, técnica e moral do futebol nordestino. Exemplo: o Moto Clube que até já disputou a Primeira Divisão brasileira tá na Segundona do Maranhão. Lutava pra voltar à elite estadual, quando foi vítima de maracutaia desavergonhada.

Na última rodada do returno, goleou o Santa Quitéria por 5 a 1 e tinha excelente saldo de gols pra ser campeão da fase e disputar a volta com o Viana, campeão do primeiro turno. Então, o Chapadinha, adversário do Viana, botou ventilador na farofa do Moto Clube. Perdeu de 11 a 0. O Viana marcou nove gols nos últimos 10 minutos da partida, após saber o resultado do Moto Clube.

Na terra dos Sarney você vai duvidar de quê?

A aflição que atacou a Toca da Raposa na divulgação da cirurgia de Soares e que o afastará do futebol este ano, não tem motivo. É areia demais pro caminhãozinho de Adilson Batista que mandou os centroavantes, antes existentes, todos embora.

Se ousar inventa o menino Bernardo, marrento ou mascarado, como Marco Aurélio fez com Geovani. Bernardo é bom de bola, bom atacante. Ou, então, se define pelo garoto Eliandro que mandou vir dos juniores.

É assim que a meninada costuma aproveitar o burrico que passa arriado na vida de cada um deles.

5 comentários:

  1. tiago:so queria dizer que o seu blog e o melhor e que todos os dia eu entro no seu blog e ouso voce na alvorada,quando e a hora do seu comentario o coraçao bate ate mais rapido,e so queria dizer para aquele Perdao quer entrou no seu blog so para fala bobagens,se ele quer ver homem bonito ele no site de gays,e se ele quer saber noticia ele entra no site da rede globo(rede esgoto)...e eu nao sei se voce vai mandar mais eu vou ti perdi um abraço para mim(tiago de igarape)

    ResponderExcluir
  2. Em tempo, não temos campeonato brasileiro de futebol, temos sim, campeonato rede globo de futebol.
    Marcelo Andrade

    ResponderExcluir
  3. Isso Tiago ( ou anônimo?) de Ibirité. Tô contigo e não abro. Te mandei um abraço ontem no meu comentário da Alvorada/FM conforme pedido. Siga em frente e pau nos periféricos mal intencionados. Abs Flávio Anselmo

    ResponderExcluir
  4. Mauro Lúcio da Fonseca22 de outubro de 2009 11:47

    Prezado Flávio Anselmo,

    Na sua coluna de ontem você coloca como opção no meio de campo do Vitória o volante Magal.
    Se for aquelo negro tinto que jogou pelo Guaratinguetá contra o Galo na copa Brasil, que o Galo abra o ôlho pois vai ter trabalho

    ResponderExcluir
  5. Wé Rodrigues

    Gostaria de deixar aqui minha completa indgnação sobre essa possivel reviravolta da Rede Globo em voltar o campeonato brasileiro em sistema de mata-mata.
    Se isso realmente acontecer conclamo aqui todos os amantes do futebol a literalmente boicotar o campeonato, nao indo aos estadio e muito menos assistir pela tv, vamos prestigiar o velho e inigualavel radio mineiro com exelentes narradores e comentaristas de prestigio como esse grande camarada Flavio Anselmo.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.