sábado, 7 de novembro de 2009

COM O DEVIDO RESPEITO...

MAS QUEM PLANTOU na imprensa mineira a informação de que Joel Santana é o nome mais cotado pra substituir Adilson Batista ou é muito amigo do treinador carioca, ou tem participação no negócio, ou é inimigo do Cruzeiro.

SE TAL FATO ACONTECER, haverá uma mudança radical na Toca da Raposa: sai um técnico sério, novo, sem vícios, estudioso, e entra um treinador boleiro, cheios de vícios da profissão, nada estudioso e intuitivo.

NÃO VOU DISCUTIR a competência de um e de outro. Adilson é o presente e o futuro. Joel é o passado recente. Em Beagá estará fora do seu habitat que é o Rio de Janeiro e os clubes cariocas.

AINDA COM O DEVIDO respeito, mas achei horrorosa esta camisa de número 355 que outra fornecedora do clube lançou. Este negócio de relembrar o Palestra Itália, bordado do lado direito, não acrescenta nada na história moderna do clube.

O CRUZEIRO TORNOU-SE um time de projeção nacional e um clube internacional depois do Mineirão, na administração de Felício Brandi. Quando se fala em Palestra Itália com o pessoal nascido nesse período, formadores da China Azul, ele imagina logo o Palmeiras.

NÃO SEI COMO os “inteligentes” não imitaram o Palmeiras com um uniforme azul. E o Claret teve a ousadia de afirmar que esse arremedo de camisa é um ótimo presente de Natal. Quem se arrisca?

QUEM SABE O CRUZEIRO não dorme esta noite no G-4, se vencer o Sport? Se acontecer, é torcer amanhã pelas quedas do Flamengo e do Internacional.

SE EU SOU DIRETOR do Rio Branco de Andradas teria assinado rapidamente o convênio com a Funorte de Montes Claros Manteria a vaga na Primeira Divisão e recebia a grana da tevê que o ajudaria na construção de um novo estádio.

MANTENDO A DECISÃO de afastar do Campeonato Mineiro perderá a vaga para o América de Teófilo Otoni, não disputará a Copa do Brasil e quando voltar será na terceira divisão. Não foi inteligente a decisão do pessoal de Andradas.

O TIGRE TIROU UM ponto importante no ABC ao empatar (0 a 0) com o São Caetano. Chegou a 42 pontos e subiu uma posição, na frente do Brasiliense, que foi derrotado na rodada por 2 a 0 pela Ponte Preta.

O BAHIA EMPATOU em casa com o Fortaleza (2 a 2) e ambos continuam a sina do desespero. Os baianos na boca do buraco e os cearenses atolados nele. O Tigre só perde a posição alcançada se o Juventude bater no Vasco, líder absoluto da Segunda Divisão, hoje à tarde no Rio. Se vencer, o Vasco matematicamente garante sua volta à elite.

O FIGUEIRENSE entrou no G-4, pelo menos até o final da rodada, com 57 pontos ao vencer o Campinense (3 a 1) em Floripa. O herói do jogo foi Rafael Coelho, artilheiro da competição e já contratado pelo Cruzeiro. Segundo Perrela, viu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.