domingo, 15 de novembro de 2009

DE FRUSTRAÇÃO EM FRUSTRAÇÃO

O QUE O TIME do Cruzeiro tem feito com a sua torcida no Mineirão é maldade pura. Vou ficar apenas no Mineirão pra não encher a Trincheira de lembranças ruins, viradas, derrotas vergonhosas e gols, uma quantidade infinita de gols, nos instantes finais. O sofrimento é tanto que quando o juiz estabelece os acréscimos, o torcedor se esconde pois sabe que terá outra frustração. Nada foi diferente contra o Grêmio.

O CRUZEIRO ficou no G-4 por alguns minutos vencendo por 1 a 0 e o Galo perdendo do Coritiba. O Sobrenatural de Almeida de Nelson Rodrigues que não é nada amigo de Adilson Batista arrumou o empate gremista aos 46m, numa bobeada geral da defesa. Diego Renan, Fábio, Leonardo Silva, Fabinho e quem mais devia cobrir o miolo entregaram a vaga do G-4 de volta ao Galo.

VEJA COMO a coisa tem funcionado contra. O Adilson precisa de um banho urgente de cachoeira, ou mudar seu pai-de-santo. Se vence e entra no G-4, como sucedeu na rodada anterior, apenas dorme lá. Se empata, mesmo com a derrota do concorrente – no caso o Atlético – não permanece lá dentro. Os deuses não querem o Cruzeiro na Libertadores de 2010. E quando não querem, não adiantar insistir.

O SÃO PAULO passou fácil pelo Vitória (2 a 0) , fez 62 pontos. Botou seis pontos na frente do Galo e nem assim faz Celso Roth desistir do discurso: acredita no título mesmo com a derrota (2 a 1) no Couto Pereira. Flamengo (57) e Inter (53) jogam neste domingo contra Náutico, em Recife, e Santos, na Beira Rio, e os celestes podem cair pra sexto lugar se os gaúchos vencerem. O Galo permanecerá em quarto, com 56, mesmo que empate em pontos com o Inter, porque tem maior número de vitórias.

NA SÉRIE B, uma surpresa agradável: o Ipatinga deu ao futebol mineiro a única alegria do final de semana: derrotou o Atlético Goianiense no Vale do Aço (1 a 0) e respirou aliviado, ultrapassando Brasiliense, América de Natal e Juventude, com 45 pontos. Com esta pontuação, segundo os matemáticos, não cai mais.

AH, OS INGLESES estavam desfalcados! E o Brasil não estava, né Galvão Bueno? A vitória (1 a 0) foi legal. Também é bom ganhar da Inglaterra até em cuspe à distância. Pena que o Luis Fabiano tenha batido tão mal aquele pênalti!

AS ÚLTIMAS CHANCES dos mineiros terão o sabor de sorvete de boldo com cobertura de jiló: Atlético Paranaense recebe o Cruzeiro na Arena da Baixada; e o Galo pega o Internacional, na briga pelo G-4, no Mineirão.

Um comentário:

  1. Flávio o problema não é o cruzeiro empatar ou perder e sim da forma que esta sendo,
    abraços

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.