domingo, 21 de fevereiro de 2010

CRUZEIRO FOI MELHOR NOS DETALHES

O BOM DO clássico, como a Trincheira já mostrou, é que ele não começa e nem se encerra no período regular e acréscimos. O esconde-esconde de antes, o jogo de xadrez durante e a choradeira depois tornam Atlético x Cruzeiro qualquer coisa além de mero confronto de futebol.

PREVER o vencedor antes é exercício perigoso de futurologia; buscar culpados depois desmente o que todos dizem: o jogão é decidido nos detalhes.

E NÃO FOI assim este? O Galo teve volume de jogo, perdeu gols incríveis, Fábio salvou outros impossíveis, o excelente assistente Jair Albano Felix errou ao ver impedimento no gol de Tardelli, mas o time que acertou mais nos detalhes foi o de Adilson Batista. Daí fazer 3 a 1.

AINDA QUE não houvesse o erro da arbitragem – o juiz central, Renato Conceição, também teve culpa no lance ao aceitar a marcação do assistente – não acredito que o Cruzeiro viesse a perder a partida. Com certeza faria seus outros dois gols, e o Galo continuaria desperdiçando as chances claras que teve. No máximo, 3 a 2.

ADILSON fez segredo e surpreendeu Luxemburgo com o time principal. Arriscou e comemorou, sabendo que poderia perder alguém pro jogo contra o Colo-Colo nesta quarta-feira. Luxa fez mistério entre Renan Oliveira e Obina e optou mal: Obina fez falta nos lances capitais.

DURANTE o jogo, Adilson viu a insistência com sucesso de Luxemburgo ao jogar pelo lado direito do ataque com Muriqui sempre batendo Diego Renan que atravessa fase ruim. Agiu no segundo tempo: botou Pedro Ken e puxou Marquinhos Paraná para o lado.

O MEIO-CAMPO do Atlético jogou bem com Correa, mas Henrique e Elicarlos, às vezes alternando com Jonathan, foram melhores. A defesa do Galo falhou demais nos contra-ataques do Cruzeiro e a do Cruzeiro segurou bem os do Galo.

FÁBIO fez a diferença a favor e Carini, adiantado, fez contra.

POR ENQUANTO, Adilson Batista tem vantagem enorme nos clássicos: em 12, venceu 10 e empatou DOIS. Tem 85% de aproveitamento desde 2008.

ROGER estreou como qualquer craque fora de forma física. Mas se jogar toda vez 60% do que mostrou nos 20m em que esteve em campo no clássico será novo dodói da China Azul, depois de Fábio e Kleber.

CONFESSO que não vi a “banana” que Wanderley Luxemburgo teria mandado pra torcida. Se houve, só posso afirmar que não lhe adianta conhecer tudo de futebol, vestir-se como técnico europeu, se não tiver uma coisa que se chama “educação de berço”.

DE QUALQUER maneira não gostei de suas manifestações com gestos e palavras depois do jogo. Seu problema é com Zezé Perrela e não com o Cruzeiro e sua torcida, duas instituições perenes que o técnico tem que respeitar.

A TORCIDA, no julgamento da imprensa, gritou o nome de Luxemburgo por ironia. Pode ser que seja verdade. Mas pode ser, também, que parte da torcida celeste que tem dívida de gratidão com ele, tenha gritado seu nome em sinal de respeito.

TWITTER DO ANSELMO: Luxemburgo conhece futebol. Porém não sabe tudo. Principalmente sobre as reações da alma humana. Não tem lugar definido no Olimpo do futebol.

A TORCIDA azul nunca perdoou Perrela por brigar com Luxemburgo; então foi um despropósito a declaração óbvia de que agora é Galo e que depois de sua saída o time não ganhou mais nada.

GANHOU SIM: titulares estaduais, duas vezes vagas na Libertadores e um vice-campeonato na competição mais importante do continente. Não custa lembrar que antes de Luxemburgo o Cruzeiro foi bicampeão sul-americano, titulo que o treinador não tem.

NO MAIS, entendo que lhe foi dado mais espaço na mídia do que o merecido. A provinciana imprensa mineira caiu no golpe de marketing de Luxemburgo e deixou de exaltar Adilson Batista, dono do clássico e que deu um nó tático no professor.

VITORIOSO, comedido, reconhecendo a grande atuação do Galo que valorizou a vitória do seu time, Adilson Batista subiu mais, ainda, no conceito daqueles que vêem o futebol por prazer e preocupado com os arroubos que incitam a torcida à violência.

TAMBÉM daria o prêmio de melhor em campo ao Leonardo Silva, mesmo com seu descuido no gol de Jairo Campos. Mas ele evitou o de Tardelli, de cobertura sobre Fábio.

SERIA UM gol digno de Mineirão com 100 mil pessoas. Gol de placa, genial.

QUE SITUAÇÃO essa do América: definitivamente não tem o Mineirão como sua casa. Terceira derrota seguida. A virada do Leão (2 a 1) coloca o time de Nova Lima em outra posição.

DO RISCO de cair, o Villa, com três vitórias seguidas, sobe pro quinto lugar, na frente do Galo. Democrata Pantera ainda é líder.

QUANDO técnico como Joel Santana, homem simples, educado, bom papo, não destrata ninguém da Imprensa, ganha título, faço festa. Sou fã do trabalho dele, apesar de ser rotulado de boleiro.

PITACO: Nenhum profissional necessita ser mal-educado, grosseiro, mandar banana pra torcida e ser arrogante pra ser vencedor.

PRECONCEITO puro. Coisa de falsos intelectuais. O Botafogo, campeão da Taça Guanabara, renasceu com Joel após a goleada vergonhosa que levou do Vasco.

VENCEU AGORA os carrascos ( 2 a 0) e Joel leva pra casa mais um título carioca. Dizem que só ganha título no Rio; e daí? É o Rei do Rio.

18 comentários:

  1. o luxa tambem nao ganhou nada depois que saiu do cruzeiro.so campeonato estaduais,isso o cruzeiro tambem ganhou.

    ResponderExcluir
  2. Flavio boa noite! no seu comentário observei um detalhe importante em que você foi o único da imprensa que percebeu que o Adilson Batista estava no banco e teve seus méritos, mas este comportamento de nossa imprensa já é normal infelizmente.
    abraços

    ResponderExcluir
  3. O imbecil do primeiro anônimo não se lembra do título brasileiro do Luxa, em 2004, pelo Santos?

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Flávio, que coluna boa de ler...vejo que está mais "calmo"...No tocante ao clássico, foi realmente uma bela partida. Pena que a Globo marcou pra sábado, impedindo muitos de irem, como eu, que tinha compromissos. Tardelli resolveu jogar, um belo jogador, Muriqui também é perigoso, falta pontaria. Agora, a diferença entre Obina e Roger é gritante! E, time que tem meio de campo forte, técnico e determinado, faz mesmo a diferença. Só nao concordei com a parte que tu falas que a torcida celeste nao perdoa o Perrela por ter brigado com o Luxa, se ele brigou, boa razao deve ter tido. Luxa se esquece que aquele time de 2003 era bom demais, que os méritos nao sao somente dele pelas conquistas. E a "descompostura" dele (habitual) foi ridícula. Ele nao é torcedor, deve agir como treinador, mesmo sendo chamado de "luxemburro" e nao Luxemburgo, como andam dizendo. Se eu fosse ele, prestava mais atencao na tabela do campeonato e menos, bem menos no Cruzeiro. aushaushaushaush...

    ResponderExcluir
  5. Vergonha absurda, é imprescionante como os juizes só acham de "errar" contra o GALO, isto tá foda demais, o impedimento do Tardelli foi absurdo, o bandeirinha no minimo estava dormindo, o penalti no Muriqui também ninguem fala...

    ResponderExcluir
  6. Boa Tarde, caro Flavio. Concordo em termos com sua opiniao, mas de acordo com o quadro em que se desenhava a partida, apos a nao marcacao do gol legitimo do Galo, a partida terminaria 3x2 para o Cruzeiro? O Galo perdeu muitas chances claras de gol, que mesmo com o reves, mostra a evolucao do time treinado por Luxemburgo, mas de qualquer forma a arbitragem teve papel preponderante na vitoria azul.

    ResponderExcluir
  7. Caro Flavio, grandes "titulos" vices, campeonatos "rurais". E o Luxemburgo nao tinha razao?

    ResponderExcluir
  8. No primeiro gol do galo, Tardelli estava impedido, o juiz nao deu penalty apos o zagueiro do galo ter dado um coice no kleber, Quem foi beneficiado? O cruzeiro jogou conforme seu mascote, a raposa deu o bote na hora certa, com muita competencia!!!
    E agora?? o Galo tá segurando a flanela pra quem??? Olhem a tabela genteeeeeeee...rsrsrs

    ResponderExcluir
  9. Não se esqueçam que o Palestra tem só 6 pontos. Os 12 são pura enganação. o Flávio já falou sobre isso aqui.

    ResponderExcluir
  10. Ana,

    Tudo bem foram vários erros no jogo (pros dois lados), Mas sem dúvida o Atletico foi o mais prejudicado, os erros capitais então nem se fala. Lembrem-se além dos impedimentos,vc não mencionou que no 1º gol do Cruzeiro nem eescanteio foi!!! Veja o VT do jogo. E os cartões então nem critério ele teve? 1 para o cruzeiro (Kléber) e 4 para o Atlético incrível não??? num clássico onde Leonardo Silva e Paraná fizeram muitas faltas e nem se quer foi advertido.São desse detalhes sutis que uma arbitrgaem minam um time. Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Reginaldo...hahaha proce...as faltas do cruzeiro foram normais. Os atletas do galo deram foi coice mesmo...acompanhe noticiarios nacionais e vai ver o que mostram e falam. Time do luxa foi covarde e retranqueiro. Na hora que resolveu atacar, encarar o zero, levou o bote. Nao fique so nessa rocinha aqui nao, que 90% é alvinegra. Alem disso, já reparou que o preparo fisico do zero é bem melhor? Isso é tática tbm meu filho. Adilson manda rolar a bola pra turma de la se cansá. Depois, no segundo tempo, a estória é outra. Por isso, o galo so joga bem no primeiro tempo. Nem dosar as energias, esse timim sabe fazer!

    ResponderExcluir
  12. Ana, parei no covarde e retranqueiro...
    Aprenda a analisar futebol.

    ResponderExcluir
  13. Marcelo, o fim do campeonato dirá quem sabe ou nao analisar futebol. Voces, machistas, nao suportam ver uma mulher entender de "futebol". Ano passado, alertei muitos amigos atleticanos que pensavam que iam ser campeoes. Avisei, nem libertas pega. O tempo disse quem estava certo.
    Se o galo jogasse todas as partidas com o mesmo empenho que joga contra o Cruzeiro, estaria melhor colocado, com certeza. Já o Cruzeiro joga pro "gasto". Se tivesse apertado, seria de 4, 5, ou mais...Se voces continuarem preocupados somente com o Cruzeiro, nem classificar vao...Se continuarem com esses goleirinhos, vao levar gols de todas as maneiras possiveis. Se continuarem a depender de Tardelli e Muriqui, já era. Time pra ser campeao tem que ter elenco, peças pra eventuais reposicoes. Se continuarem a manter um técnico caríssimo, prepotente, arrogante, que esconde as falhas do time na arbitragem já era tambem...etc..etc..etc..

    ResponderExcluir
  14. Ana, parei no machistas...
    Aprenda a interpretar um texto.

    ResponderExcluir
  15. MARCELO, DUVIDO QUE VOCE PAROU EM ALGUM LUGAR NO MEU TEXTO. APOSTO QUE LEU TUDINHO E NO FUNDO NO FUNDO CONCORDOU COMIGO. MENINO, SOU FORMADA NA UFMG E TENHO PÓS-GRADUAÇAO NAS AREAS HUMANAS. BEM SEI QUE UM TEXTO, APÓS ESCRITO, ESTÁ SUJEITO A VÁRIAS INTERPRETACOES. PORTANTO, FIQUE A VONTADE...É TEU DIREITO...EU COMPREENDO...NAO SE PREOCUPE...CONTINUE LENDO...FAZ BEM...TAMBÉM CONTINUAREI. QUEM SABE, UM DIA, EU CHEGO NO SEU NÍVEL...DOUTOR!

    ResponderExcluir
  16. Você é muito fraco e sempre foi, seu filho é bem melhor. Conserte este papo de botequim que pelo pouco que passei os olhos vi 2 erros.
    O Juventus é do Acre (perto do Pará , mas não é Pará) e o outro à respeito do confronto entre Adilson e Galo vc disse 10 vit e 2 empates. Esqueceu da vitória por 3 x 0 no 1º turno do Brasileirão do ano passado?? Você é muito fraco mesmo e coloca informações erradas e/ou tendenciosas neste espaço. Coloca aí também que a vantagem de 51 vitórias a mais do Galo nos clássicos de outrora agora caiu para 34, mas ainda são 34 (TRINTA E QUATRO), SÓ 34. Chorem Marias porque nesta vida não vai dar tempo de tirar esta diferença única em clássicos do mundo. (nem sei porque chamam de clássico com essa diferença toda). Aproveita e morre de infarto ou alguma outra praga, pq ninguém aguenta mais ver sua cara ou ouvir sua voz. Vc e o Afonso Alberto são páreo duro em matéria de incompetência.

    ResponderExcluir
  17. Cara Ana, apesar de vc ter graduaçao, isso nao faz de vc uma "estudiosa" no universo do futebol. Nao so a torcida mineira, viu os erros de arbitragem pro Cruzeiro como o resto do Brasil. Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  18. Caro anônimo, eu também vi os erros como todo o Brasil. Só que houve tambem a favor do Atlético. Eu nao disse que sou uma "estudiosa" do futebol, disse que "entendo" como qualquer torcedor diz. Eu disse que sou das areas humanas e, que por ser graduada, sei interpretar textos. Ninguem se gradua sem essa condiçao, pelo menos na UFMG. Obrigada pela sua atençao e educaçao. Coisa que falta a muitos!! Lêm três palavras e dizem: parei! Um texto só é bem entendido, interpretado quando lido na íntegra.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.