quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

PENEIRAR O SOL NÃO RESOLVE !

JURISTAS importantes, desembargadores ligados ao futebol, todos com o aviso de “não te disse nada”, que respeito, e mais o procurador do TJD, Antônio Fonteboa, que celulou com Flávio Júnior, enviaram cumprimentos pela Trincheira sobre a perda dos pontos pelo Cruzeiro.

CLARO QUE fizeram alguns reparos e sugestões. A, no entanto, maioria concordou num ponto: o jurídico do clube fez gol contra com aval do presidente do TJD. Exceto, claro, o procurador do órgão.

A ESTRATÉGIA agora é, na linguagem jurídica, procrastinar o recurso no qual, sem a menor sombra de dúvida, o Cruzeiro será derrotado de novo.

O CRUZEIRO quer peneirar o sol empurrando com a barriga tal decisão, os equivocados ficarão bem na fita: o presidente do Tribunal, a FMF, e o próprio Cruzeiro que terá tempo pra se recuperar em campo ganhando novos jogos.

VOU EXPLICAR a situação de novo com base em tudo que ouvi e expus no Jogada de Classe da TV Horizonte, comandado por Orlando Augusto, do qual participo às terças e quintas com o interminável Ramon Salgado, o peso pesado Marcos Guiotti e a revelação Paulo Azeredo.

CONFORME o procurador me informou, o Tribunal julgou sim Wellington Paulista antes do final da temporada e lhe aplicou a pena de um jogo. Mas ele não havia cumprido a automática, posto que foi expulso justo na última partida.

O CÓDIGO de Futebol, que agora tem outro nome, estabelece no artigo 214 e parágrafos a obrigatoriedade do cumprimento da automática na partida oficial subsequente. Que o presidente do TJD transformasse em cesta básica a multa de um jogo aplicada pelo órgão, tudo bem. Tá no artigo 171 do referido documento legal.

PORÉM sua competência termina aí; a pena prevista em lei não pode ser mudada pela canetada de um auditor-presidente de qualquer tribunal. Boiaram os dois – o Cruzeiro por meio do advogado Gilvan do Pinho Tavares – e o Tribunal por seu Meritíssimo cujo nome, me desculpem, não sei.

BOTO AÍ no meio das bobagens o supervisor Beneci Queirós, contumaz trapalhão da Toca da Raposa, porque como advogado e conhecedor das mumunhas devia saber que Gilvan cometia engano. Era só avisar ao Adilson pra não escalar Wellington.

OS PREJUÍZOS que Zezé Perrela tenta minimizar com escárnio e falsa indiferença são, realmente, pequenos diante do prejuízo moral que o clube teve. Não é um clube qualquer, pequeno. “É o maior clube do século”, como afirma sua propaganda institucional.

PERDER SEIS pontos – os três da goleada sobre o Uberlândia e mais três determinados pelo regulamento e pela lei em ato administrativo da Presidente da FMF – ver evaporados os gols, reduzido o saldo, o número de vitórias e começar no zero no Mineiro, pode importar pouco a Zezé Presidente.

POR SUA GRANDEZA, o Cruzeiro pode dar tal frente a outros concorrentes, e fazer nos oito jogos que lhe restam 24 pontos ou 60% disso pra ficar entre os classificados à fase do mata-mata.

ISSO TERÁ de acontecer em homenagem a Adilson Batista que não tem nenhuma culpa na história da perda dos três pontos e fez o time ganhar seis.

E É IMPORTANTE o sócio/torcedor saiba que foi roubado na mensalidade pra ir ao campo ver seu time golear; e depois decepcionar-se com ele a perder tudo no tapetão por causa da incompetência da milionária diretoria.

TWITTER DO ANSELMO. O Cruzeiro confia em recuperar os pontos apelando pro artigo 171 do Código de Futebol. Pode ser, o artigo é sugestivo.

TRANSCREVO apenas a carta do leitor José Antônio Mendes de Souza e Silva, por ser assunto inerente. As demais mensagens vão pro blog e devem sempre ser dirigidas pra ele, principalmente pelo tamanho excessivo. Diz J. Antônio:

“MEU SENTIMENTO é que o Gilberto já está rotulado pela arbitragem da Libertadores, como um jogador violento. Duas expulsões em dois jogos, nem o Gladiador que chegou ao Cruzeiro com um histórico horrível de indisciplina foi expulso duas vezes consecutivas. Ou estou errado?

“TEM PUXASSACO do rádio que fica enchendo a bola deste Gilberto, maestro azul prá cá, maestro azul prá lá; acho que é muita embalagem para pouco produto”

“O ADILSON não foi inteligente, quando o GIL, demonstrava total desequilíbrio, já com cartão amarelo, precisava ser substituído. Ficou esperando até que ele fosse expulso.Ô Adilson, me ajuda ai.

“O CRUZEIRO tá parecendo time pequeno. Quem não sabe, duvida que este clube já foi duas vezes campeão da Libertadores e que este time é o vice-campeão da temporada de 2009”

MUITO BEM, a opinião de J.Antônio pode ser a de muitos torcedores. E é pessoal, realmente. Ao contrário da maioria, ele não se meteu a porta-voz da torcida.

PITACO: Opinião isolada a gente respeita. Essa que diz que a torcida não aguenta mais é papo furado. Parabéns, José Antônio.

PORÉM QUERO dizer a você e quem mais pensa desse jeito que não vou participar de nenhum linchamento público do Gilberto pra fazer média. Otrodia, era o grande maestro do Cruzeiro. Hoje é vilão, tô fora.

NÃO FAÇO este tipo de jogo. Gilberto errou na primeira expulsão e pediu desculpas. Na segunda foi vítima da arbitragem atrapalhada e mal intencionada. Não pode ser réu agora: tem compromisso com o Cruzeiro e com a Seleção Brasileira.

PARECEM PAUS mandados: crucificar o Gilberto pela derrota na Libertadores e esconder o vexame de perder pontos no Tribunal por colocar jogador irregular que nem time de várzea faz mais.

VEJAM COMO procedem os arautos da torcida! A do Atlético começou a buzinar na Imprensa e os fazedores de média iam atrás que o time iria fracassar com a lentidão de Ricardinho.

WANDERLEY LUXEMBURGO chegou e confirmou Ricardinho como seu homem de confiança. E explicou o que Didi dizia em 1958, ameaçado de perder a posição pra Moacir Canivete por que não corria nos treinos: “Quem tem que correr é a bola”.

A VELOCIDADE que Luxemburgo quer Ricardinho fará com seus lançamentos que Muriqui, Tardelli e Obina a execute. O toque de classe, a bola de segurança, será dele no meio-campo.

ENTÃO sumiu a turma da fofoca, enrustida na Galocura, aquela que invadiu a Cidade do Galo pra bater em jogador, agrediu funcionário do clube e que Luxemburgo agora quer se aproximar dela. Quem sabe pra domesticá-la.

PROJETO CULTURA DE BAIRRO EM BAIRRO volta com força total: A PRESS COMUNICAÇÃO E EVENTOS E O MARILTON´S BAR CONVIDAM VOCÊ E SUA FAMÍLIA PARA O LANÇAMENTO DO LIVRO DE POEMAS DO

JORNALISTA FLAVIO ANSELMO:

“DIVINAS MARIAS”


Data: 23 DE FEVEREIRO
Horário: 19h30m
LOCAL: MARILTON´S BAR,
à Rua Quimberlita, 205, EM SANTA
TEREZA.

7 comentários:

  1. Desafio qualquer um a pegar o CBJD, atualizado pela Resolução nº 29, de 10 de dezembro de 2009, que passour a vigorar em janeiro de 2010 e encontrar qualquer REFERÊNCIA a suspensão automática.

    Não existe nenhuma referência nem à existência da automática, quanto mais de sua "obrigatoriedade". Agora, a possibilidade de conversão da pena está bem clara.

    Não gostar dos Perrelas (como eu) é uma coisa, mas acho que é só ler o CBJD pra ver que o clube desta vez não é culpado e agiu de acordo com os tramites legais.

    Fabrício Oliveira

    ResponderExcluir
  2. Nossa, quanta tempestade em copo d'gua! Gostam quando o Cruzeiro erra...prato cheio nem... Quantos pontos separa o Cruzeiro do "líder provisório"? 4 pontinhos??...Isso é preocupacao pra quem nao tem capacidade pra reverter esse quadro dentro de campo. Ano passado estávamos em 16 e pulamos pra 5 deixando o rival favorito da imprensa a ver "navios". Nao valeu aquela goleada? Damos outra entao, ou mais umas...nao se preocupem...aushaushaush...

    ResponderExcluir
  3. Resolvi pesquisar e ver o preto no branco e parar com esse disse me disse.
    Vamos lá.

    O artigo que fala da suspensão automática é o 18 do CDF (Código Disciplinar da FIFA), e que tem, juricamente, valor maior que os demais códigos. É como se fosse a constituição das leis do futebol.

    No artigo 18, parágrafo 4, temos:
    (peguei a versão espanhol do CDF)

    Artículo 18 Expulsión

    4. Una expulsión, incluso la pronunciada en un partido interrumpido
    y/o anulado, conllevará una suspensión automática para el siguiente
    partido. La Comisión Disciplinaria podrá prolongar la duración de esta
    suspensión.

    E para aplicação da pena da violação ao artigo 18 do CDF da FIFA, aí sim recorremos ao CBJD. Então, conforme o artigo 214 descrito abaixo, retira-se os 3 pontos da partida contra o Uberlândia (conforme parágrafo primeiro) e retira-se os 3 pontos por penalidade (conforme descrito na PENA). Portanto, o Palestra perderá 6 pontos, e não 3 como foi noticiado.

    Art. 214. Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente. (Redação dada pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

    PENA: perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais). (NR).

    § 1º Para os fins deste artigo, não serão computados os pontos eventualmente obtidos pelo infrator. (NR).

    § 2º O resultado da partida, prova ou equivalente será mantido, mas à entidade infratora não serão computados eventuais critérios de desempate que lhe beneficiem, constantes do regulamento da competição, como, entre outros, o registro da vitória ou de pontos marcados. (NR).

    § 3º A entidade de prática desportiva que ainda não tiver obtido pontos suficientes ficará com pontos negativos.

    § 4º Não sendo possível aplicar-se a regra prevista neste artigo em face da forma de disputa da competição, o infrator será excluído da competição. (NR).

    ResponderExcluir
  4. O Marcelo está certo. A exigência não está no CBJD e sim no código da FIFA. assim, que se retirem os pontos.

    Fabricio

    ResponderExcluir
  5. O Wellington Paulista não foi julgado ou punido pelo TJD/FMF, portanto não tinha que converter nada em cestas básicas. O fato é que tomou vermelho no ultimo jogo e tinha que cumprir no campeonato seguinte, não cumpriu. É Obvio que ela estava irregular para atuar contra o Uberlândia. O negócio é que o Cruzeiro tá demorando demais admitir que errou e não quer assumir a culpa, afinal vai ficar feio admitir.

    ResponderExcluir
  6. Agora, o que faz a maioria desses jornalistas da imprensa mineira que não se dão o trabalho nem de investigar pra informar seu público direito? Será que eles não o fazem por incompetência ou por algum outro argumento mesquinho que tenho até vergonha de falar claramente aqui? Fica minha indagação junto com minha indignação. É o que eu falo, depois não dá pra reclamar dos políticos e dos Arrudas da vida…

    ResponderExcluir
  7. Esqueça seu odeio pelo Perrela, para comentar sobre o cruzeiro , o clube e maior que essa diretoria !!!

    Se o cara autorizou a conversão de pena, entao a culpa tem que ser dele , não do clube.
    O cruzeiro nao pode ser punido sozinho !

    No mais , podem tirar ate 9 pontos do cruzeiro nao faz falta ;D


    sem mais

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.