segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

ZEBU PERDE CHANCE DE DISPARAR NA FRENTE

AO EMPATAR COM a Caldense no Uberabão foi péssimo resultado para o Zebu, que estreou batendo na Ituiutaba, lá na Fazendinha, e com outra vitória nesta segunda rodada assumiria a liderança isolada com 6 pontos.

DE QUALQUER forma, com 4 pontos e 3 gols de saldo, o Zebu terminou a rodada líder.

O AMERICA que derrotou o Uberlândia (3 a 1) de virada no Parque do Sabiá, sábado à noite, assumiu a vice, com dois gols de saldo.

EM TERCEIRO, também com 4 pontos e saldo de l gol, está o Galo, na frente do Democrata Pantera pelo número de gols marcados.

O CRUZEIRO está em sexto, com 3 pontos e 3 gols de saldo. Essa situação do Campeonato Mineiro não vale nada.

TUDO BEM que é uma fase de tiro curto, com apenas 11 jogos e 33 pontos em disputa.

MAS, CLASSIFICAM-SE oito times em doze participantes. Se Cruzeiro, Atlético ou América não ficarem pra outra fase não devem disputar mais nada.

OS GALOS fizeram uma partida excelente no Mineirão. O de Juiz de Fora surpreendeu pela coragem e obediência tática. Saiu na frente, gol de Robson, no primeiro tempo, mas já havia tomado duas bolas na trave.

O GALO DE LUXA precisava apenas de ligeiro retoque. Conseguiu o empate ainda no primeiro tempo, com Tardelli, de pênalti, bem marcado em cima de Evandro.

NO SEGUNDO TEMPO, Luxemburgo mexeu logo em todo esquema. Botou Marques e Renan Oliveira e tirou Fabiano e Evandro. Desta forma, Tardelli virou centroavante. O desempate veio por meio dele.

DIEGO TARDELLI sofreu a falta, ao atuar de pivô, e Coelho bateu bem, sem chance pro goleiro Eládio, um dos destaques da partida.

O JOGO ERA do Galo. Marques teve a chance do terceiro gol, driblou o goleiro, mas um beque do Tupi salvou em cima da linha.

SÓ QUE o Tupi surpreendeu no contra-ataque costas de Coelho. Robson chutou, Carini soltou e Ademilson marcou 2 a 2.

UM ATLÉTICO tão diferente estava em campo que Werley foi ponta-direita ao cruzar pra Muriqui marcar 3 a 2. Resultado correto e boa chance pra Wanderley avaliar seu elenco na busca do time ideal.

A MINHA REVOLTA quanto à proteção de Atlético e Cruzeiro na tabela da Federação continua: os dois farão o terceiro jogo seguido em casa. Os celestes contra o Villa Nova; o Atlético recebe o Ipatinga.

INTERESSANTE é que o Coelho faz o segundo jogo seguido fora. Viajou 500 kms pra jogar em Uberlândia e domingo viaja mais 500 pra enfrentar seu xará, em Teófilo Otoni.

TWITTER DO ANSELMO: Não acredito que Adilson Batista tenha reclamado do Campeonato Mineiro só porque levou aquele passeio do Tigre.

A PANTERA de Moacyr Júnior venceu o Leão do Bonfim (1 a 0) e manteve uma média boa nas duas primeiras rodadas: empatou fora, diante da Caldense, e venceu em casa. São dois concorrentes diretos.

QUEM APOSTARIA no Dodô com a camisa nove de algum time mineiro. O Vasco acreditou na volta dele, após a suspensão de dois anos por uso de doping. Sua intimidade com o gol aflorou: marcou seis vezes em duas partidas. Ave Maria!

REVENDO o lance da expulsão de Roberto Carlos, aos 8 ms do primeiro tempo, no clássico Corinthians e Palmeiras não vi dolo. Lance duro, bem próprio do atleta acostumado ao futebol europeu.

AQUI NO Brasil, qualquer coisinha, dá expulsão. Ainda mais de gente famosa.

APESAR DE o soprador de apito paulista exagerar na dose, o Timão com 10 conseguiu bater no Palmeiras, com 11.

ADILSON BATISTA precisa aprender que metade da torcida celeste é de simpatizantes. Vai ao estádio como programa de final de semana. Se o time entusiasma, aplaude.

MAS SE não passa nenhum entusiasmo e joga com aquela preguiça mostrada contra o Ipatinga, toma vaia.

AGORA, NESTA quarta-feira a coisa muda de figura: os verdadeiros torcedores têm compromisso com o time, com a importância da competição.

COM CERTEZA estes torcedores irão ao Estádio jogar com a equipe. Caso contrário, que fique em casa, também.

PORÉM A VAIA desperta. O verdadeiro torcedor pode ter vaiado com receio de que o time perca o foco da responsabilidade.

E NÃO SE deixe envolver pelo perigoso costume de ser derrotado quando não vale nada, como foi sábado.

NA VERDADE, o que valeu esta partida? A da próxima quarta-feira sim. Se não for uma vitória por goleada ficarei decepcionado.

PITACO: “Vamos colocar um time para vencer o jogo” de Adilson Batista sobre a decisão desta quarta-feira contra o Real Potesi, no Mineirão.

QUE CLÁSSICO NO RIO: a defesa do Flu que não havia levado gol, ainda, tomou logo cinco do Fla. Os tricolores venceram o primeiro tempo: 3 a 1.

NA FASE FINAL: Love e Adriano bagunçaram a defesa tricolor. Goleada de 4 x 0 e no placar agregado, 5 a 2 para os rubro-negros. Inesquecível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.