domingo, 13 de junho de 2010

BRASIL ESTRÉIA PRA ESPANTAR O FANTASMA ALEMÃO

O BRASIL DE DUNGA tem grande responsabilidade nesta terça-feira ao estrear contra a Coréia do Norte: vencer e convencendo pra espantar o fantasma alemão que apareceu domingo à tarde, no Estádio Moses Mabhida, em Durban, e correu com a zebra Austrália, enfiando-lhe a goleada de 4 a 0.

PELO QUE SE viu até então e pelo que nem foi visto ainda, o melhor é encerrar logo esta Copa da África e entregar o título à Alemanha. Foi um massacre, com direito a atuações individuais espetaculares como Muller e Ôzil.

E ATÉ GOL DE brasileiro: o atacante Cacau entrou no segundo tempo e na primeira vez que tocou na Jabulani foi pra mandá-la ao fundo das redes australianas.

DUVIDO QUE o time de Dunga dê um espetáculo igual, o melhor da Copa. Falam demais da Argentina e de Lionel Messi, mas a Alemanha de Ôzil foi mil vezes superior.

O ATACANTE Klose perdeu uns cinco gols, e fez um, o que o coloca perto dos maiores artilheiros de mundiais, título em poder de Ronaldo Fenômeno, com 15 gols. Klose encostou em Gerd Muller chegou a marca de 14.

AO FAZER O SEU gol, Klose apontou três dedos pra câmara de tevê, como que afirmando: “falta isso pra eu apanhar Gerd Muller”. Ou seja, ta preocupado em pegar seu compatriota, porque essa será sua última Copa.

DOIS ASPECTOS interessantes numa comparação entre as Seleções Brasileira e Alemã: nosso time tem uma das médias de idade mais alta, 29 anos e seis meses. E eles a mais baixa, não passando de 24 anos.

A CORÉIA DO SUL que venceu a Grécia (2 a 0) só é diferente da do Norte na política. A primeira é uma república e a segunda permanece como ditadura militar comunista até hoje. Um dos países mais fechados do mundo.

COMO ESCANCARAR este ferrolho político-desportivo, sem precisar de chamar o presidente Lula? É o Brasil jogar muito com Maicon e Michel Bastos. Se tiver peito de fazer como Maradona fez e usar três atacantes melhor ainda.

JORNAIS BRASILEIROS que têm paixão exacerbada pelo futebol argentino, como o Super do ex-deputado ítalo-brasileiro, dizem que Lionel Messi desencantou. A Trincheira, fã ardorosa de Messi, acha que não.

A PREOCUPAÇÃO de Messi em ser a estrela do jogo contra a Nigéria tornou-o egoísta. Tal ansiedade fez com que ele perdesse no mínimo uns três gols, além de prender excessivamente a bola. Messi ficou no débito.


O COMPANHEIRO Fred Resende, editor do jornal Boca do Povo, de Sete Lagoas, me ordena que eu fale sobre a Arena do Jacaré. Por que ele próprio não fala? Vamos lá, mande chumbo:

“Olha só, com a reforma do Mineirão, o nosso Joaquim Henrique Nogueira, a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, estádio do Democrata Futebol Clube, deve sediar boa parte dos jogos dos Grandes de Minas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.