terça-feira, 20 de julho de 2010

CUCA E FLU FIZERAM HISTÓRIA JUNTOS, MAS AGORA...

O TREINADOR DO CRUZEIRO Cuca tem forte lastro de amizade no Fluminense por causa do histórico feito de tirar o time carioca, ano passado, do mais provável rebaixamento e numa seqüência espetacular de vitórias evitou o rebaixamento.

SÓ QUE NESTA quinta-feira, no Maracanã, Cuca será saudado pelo ex-comandados e ovacionado por 70 mil torcedores, mas na hora que a bola rolar, tudo será esquecido.

O TRICOLOR CARIOCA faz boa campanha no comando de Murici Ramalho outro papador de títulos brasileiros. Ocupa a vice-liderança com 19 pontos.

AOS TRANCOS E meias botinadas, os celestes correm por perto do G-4.

UM CARTÃO VERMELHO tirou o Cruzeiro da quarta colocação e pôs o Flamengo. Os dois times estão iguais em todos os critérios, além dos 15 pontos. .

SEM JONATHAN, Roger e Marquinhos Paraná, o Cruzeiro tem chance de mostrar Rômulo na lateral e Everton no meio. Talvez o time quase ideal de Cuca.

TWITTER DO ANSELMO: A reação de Toninho Cerezzo ao bater o telefone na cara do repórter que o indagava sobre o filho transexual é a mais normal de um cidadão indignado em ver sua vida pessoal escancarada.

O SITE QUE TENTOU fazer contato com Cerezzo – treinador do Sport do Recife – ouviu dele que tinha quatro filhos e que um deles, realmente, chamava-se Leandro.

O INCONVENIENTE quis saber se o rapaz estrelou a campanha da Givenchy e o ex-craque atleticano bateu o telefone. Tá certo. Eu acrescentaria um sonoro vai à pqp.

O TRAVESTI BRASILEIRO, maior de idade, estrela grife francesa Givenchy, em entrevista à Vanity Fair, da Itália, revelou seu apelido “Léo” e o nome Leandro.

E QUE É FILHO de um ex-jogador de futebol brasileiro. Não disse qual. Mas o repórter, ávido em tornar a notícia sensacional, correu atrás. Chegou no Cerezzo.

COMO CEREZZO ainda goza de grande prestígio na Itália, onde atuou pela Roma e foi campeão na Sampdoria, virou manchete:

“TRAVESTI BRASILEIRO, estrela da Givenchy, é filho de Toninho Cerezzo”.

ELE SURGIU COMO um foguete. Como diria Paulo Curi, ex-presidente do Galo,. “foguete molhado”. Fez que ia subir e não subiu.

COM A BOLA NOS pés levava toda roupagem de futuro craque. Ney Franco o revelou nos juniores do Cruzeiro, levou-o pro Ipatinga, Botafogo e Coritiba.

POR FIM, NEM o paciente Ney Franco acreditou mais em Léo Silva. Pra minha decepção este maranhense de 24 anos, como tantos jovens, pisou na sorte.

LÉO SILVA tá lá na sua terra, sem clube, após rescindir seu contrato com o Cruzeiro. Não perdeu a esperança e ainda espera se firmar num grande time tupiniquim.

PRA QUE ISSO ACONTEÇA precisa mais do que o excelente futebol que sabe praticar. Precisa ser atleta profissional. Jogar fora o deslumbramento dos iniciantes.

O COELHO colocará à disposição de seus torcedores um ônibus especial para o jogo contra o Icasa, nesta sexta-feira, na Arena do Jacaré.

NA INFORMAÇÃO que me passaram, sem nenhuma gozação, repasso que será um ônibus da empresa Pássaro Verde. Apenas um, saindo da Praça da Estação.

NADA COMPARÁVEL ao quixotesco projeto de 150 a 180 ônibus de Alexandre Kalil.
TAL “ MORDOMIA” só será possível, entretanto, caso o torcedor compre o ingresso, o bilhete de embarque e faça o registro pessoal na sede do América, à rua Mantena.

PENSOU QUE seria de graça? Que nada, uma “mordomia” com gosto de jiló.

EVITEMOS QUALQUER confusão, por favor. Não estou metido no imbróglio que empresários e o Cruzeiro fazem com o atacante Wallyson.

O JOGADOR vai ao Uruguai esta semana assinar contrato com o Club Deportivo Maldonado, da segunda divisão.

SERÁ REGISTRADO pela empresa HAZ Sport Agency antes de ser emprestado ao Cruzeiro por dois anos.

TAL EMPRESA TEM 80% dos direitos econômicos do atleta, adquiridos ao Atlético-PR.

Aí É QUE DEVEMOS evitar qualquer confusão: o percentual restante foi dividido entre Wallyson e o empresário Flávio Anselmo, de Natal-RN.

DESNECESSÁRIO dizer que não sou de Natal/RN e sim da gloriosa Caratinga. Não empresario jogador de futebol e nem me meto em imbróglio.

ESTE FLAVIO ANSELMO, conforme me conta o Google, após minha consulta, é mais enrolado que abraço de polvo com aranha nos negócios do futebol nordestino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.