quinta-feira, 16 de setembro de 2010

CONTINUA TUDO AZUL

SE O PÃO DO Galo só tem caído com a manteiga pra baixo, seu arqui-rival Cruzeiro vive de sopa com mel. A 22ª rodada também foi excelente pra ele. A vitória do Corinthians (2 a 1) sobre o Flu não permitiu que os cariocas disparassem. Os dois continuam líderes, mas o Flu com um gol a mais no saldo ficou em primeiro com 41 pontos. O Cruzeiro encostou com 40 após golear o Guarani (4 a 2) mesmo levando susto. Outra ajuda: a goleada sofrida pelo Botafogo ( 4 a 1) diante do Goiás, em Goiânia. O time do Papai Joel caiu pra quatro lugar com 37 pontos. Sábado, no Engenhão, Botafogo e Cruzeiro decidem esta parada às seis e meia da noite. Jogão à vista.

NEYMAR NA BERLINDA

A discussão entre Neymar e o técnico Dorival Júnior, no final da partida em que o Santos derrotou o Atlético-GO por 4 x 2, na noite desta quarta-feira, foi comentada também pelos colegas de equipe do atacante. Apesar de terem procurado fazer análises menos aprofundadas sobre o caso na Vila Belmiro, os jogadores do Peixe foram unânimes nas críticas a Neymar e saíram em defesa do treinador.

"Dentro do campo vamos sempre defender o Neymar. Agora, essa atitude (xingar Dorival) ninguém pode ter. Não pode se desrespeitar o comandante do grupo. É assim em qualquer lugar, seja numa equipe de futebol ou em uma empresa. Em qualquer lugar há uma hierarquia e, se houve desrespeito, tenho certeza que o Neymar vai ter humildade suficiente para pedir desculpas", disse o centroavante Marcel.

O lateral esquerdo Léo foi outro que comentou a confusão, mas tentou amenizar a polêmica. "Temos que apoiar para que ele sempre apresente o que ele sabe fazer de melhor. Procuramos dar suporte, mas ele também precisa de mais equilíbrio, tem que ter maturidade. Ele já adquiriu muita (maturidade) e tem que ganhar mais ainda. É normal. Acredito que, por ele ter uma cabeça boa, vai entender quando o grupo cobrá-lo. Afinal, temos um comandante e devemos respeito", comentou.

O volante Roberto Brum, que ao longo de sua carreira se notabilizou por frases de efeitos, com toques de bom humor, foi outro que procurou minimizar o incidente e acredita que tudo será resolvido da melhor maneira entre Dorival e Neymar.

"Isso será resolvido, da mesma forma que um pai corrige o filho que ama, quando ele tem uma atitude errada. As cobranças são sempre com amor, para o bem do Neymar, para o bem dos amantes do futebol, para o bem do Brasil. Só que, ao contrário do que muita gente pensa, o Neymar vai respeitar a hierarquia. E esse problema será solucionado. O Dorival é uma pessoa maravilhosa, compreensiva e se ele vir que o pedido de desculpas for sincero, ele vai perdoar", encerrou

2 comentários:

  1. Pois é Flavio, e não é a primeira vez nen vou elencar o que ele já vez fora dos gramados só este ano. É huilhante,deprimente ver que um cidadão pensa assim das pessoas.
    Tem gente que desconversa, acha bonito "a molecagem" dele fora dos campos porque vende etc e tal. Esse é um retrato do Brasil que muita gente finge ser o paraíso ou não quer enxergar. Muitos vão achar que este espaço é para falar de futebol, que me desculpem, mas o futebol faz parte de um contexto social, não vive isolado, da politica, da economia, das paixões dos torcedores. Neimar é pessoa pública e deve ter mais responsabilidade e educação e arcar com os rigores da lei quando for o caso. Temos que parar com essa hipocrisia de que se é famoso vale tudo, debochar e humilhar as pessoas, infringir regras do trânsito, e a legislação brasileira como um todo, só porque o "dinheiro compra".

    Abraço
    Bessas
    BH

    ResponderExcluir
  2. Ei Flávio;
    sou leitor assíduo do seu blog que, sempre, fizeram jus a expressão "comentarista de peito aberto". Entretanto, de uns tempos para cá estou estranhando seus comentários. Voce foi um severo crítico as mudanças feitas pelos perrelas na estrutura de futebol do cruzeiro - críticas que eu inclusive concordei. Por outro lado, o Atlético estava fazendo tudo certo. Até aí tudo bem... porém agora, com a situação dos dois times, sinto voce muito "cuidadoso" nas críticas à campanha desastrosa do galo e, ao mesmo tempo, muito comedido nos comentários acerca da campanha cruzeirense... dizer que, ao contrário do Atlético, a pão do Cruzeiro só cai com a parte de manteiga para cima é, na verdade - e não sei porque - se furtar a uma reflexão mais profunda... é inadimissível o que acontece com o Atlético... o trabalho e o planejamento foram muito mal feitos... o Kalil foi incompetente nas contratações - onerou as despesas do clube com comissão técnica que não dá retorno - e o Luxemburgo faz um péssimo trabalho na frente do time. Afinal, a parte do pão com manteiga cair para baixo 12 vezes... isto não é azar... é incompetência.
    Um abraço
    Beto - Dom Silvério MG

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.