quarta-feira, 22 de setembro de 2010

KALIL AVISA: LUXA VAI ATÉ O FIM

Incisivo, mas sem arroubo e sem perder a paciência, Alexandre Kalil respondeu as perguntas na coletiva que promoveu com a Imprensa na Cidade do Galo e garantiu que o bom senso lhe diz pra não mudar a comissão técnica no que concordo inteiramente. Não é só questão de bom senso, mas de inteligência mesmo. Quem resolveria no momento esta difícil questão a não ser o próprio treinador responsável pelo time encontrar-se no buraco?

QUEM PARIU MATEUS...

Que o embale. Alexandre Kalil, Vanderlei Luxemburgo e os jogadores são os operários da obra mal acabada. Que a terminem. Perfeito. Como não temos culpa no cartório, vamos acompanhar de longe os acontecimentos. Porém, sem inventar, especular e projetar.

KALIL INDIGNADO

O presidente do Galo ensaiou fechar a cara e soltar os cachorros. Ficou apenas na indignação sobre as notícias de que Luxemburgo só não foi dispensado por causa da multa rescisória. A Trincheira especulou sobre o assunto, como não mereceu contestação, entendeu que estava no caminho certo. Só não conseguiu chegar ao valor, se R$ 7 milhões ou R$ 14 milhões.

TURMA DA BATUCADA

Kalil achou tudo um absurdo, tão absurdo quanto se informar que os atletas fizeram batucada no avião após uma derrota. E se fizeram, qual é o problema? Delegação de futebol reage assim mesmo, no samba. Quer coisa melhor pra se espantar a tristeza e a desunião de grupo? Será que o Galo não tem necessitado de mais samba, mais batucada e menos bate-boca entre atletas?

SERENIDADE AGORA

O presidente atleticano confia – e com razão – que a união de todos tirará o Galo desta situação. “Os fantasmas estão aí e com razão. É o momento de ter a serenidade de aceitar todo tipo de mentira e maldade que se faça com a gente, porque nós criamos isso. Nós vamos nos abraçar aqui dentro. Ninguém aqui colocou o Atlético nesta situação sozinho, inclusive, o presidente”

LUTAR CONTRA TUDO

Seria importante registrar, também, esta declaração de Alexandre Kalil, visto que ela precisa chegar ao coração do torcedor: “Ninguém vai sair desta sozinho. Só vamos sair desta situação desconfortável nos abraçando. Todo tipo de investigação foi feito aqui. Se Deus nos reservou um destino tão cruel, é coisa Dele. Vamos lutar desesperadamente contra isso”.

CHAVES DO CLUBE

Acusado de entregar as chaves do clube ao técnico Vanderlei Luxemburgo, Kalil respondeu que participou de todo o processo. Quem insinua que tem alguém mandando mais do que ele, disse Kalil, conversa besteira. E completou: “não vou fazer gracinha de fazer o que a torcida quis, porque fiz o que eu quis. Não é hora de covardia, mas de cada um assumir a sua culpa”.

TRÊS REFORÇOS

Com certeza, tirante Rever, os reforços prometidos para o jogo de hoje à noite contra o Fluminense, no Engenhão não fazem o torcedor ficar tranquilo. Pra escapar do rebaixamento, o Galo precisa de 27 pontos, ou seja, nove vitórias nos 15 jogos restantes. Conseguiu até agora apenas seis em 23 rodadas. Com Rever, Rafael Cruz e Zé Luis, o Galo começa hoje no Rio esta arrancada?

PEIXE DÁ ASAS AO MONSTRO

Porque insistiu em manter Neymar fora do time, também, contra o Corinthians o técnico Dorival Júnior perdeu o emprego. Agiu errado a diretoria santista. Deu mais força, ainda, à indisciplina de Neymar, em que pese este filho da Dona Geralda entender que o melhor caminho seria punir o atleta no bolso e não o time com seu afastamento. Dorival pagou pra ver e caiu.

COELHO DISPAROU

Depois de um primeiro tempo de dar sono, o Coelho voltou encapetado no segundo tempo e meteu uma sonora goleada no seu xará de Natal: 4 a 1. Fábio Júnior, a estrela da companhia, Leandro Ferreira, Irênio e Chiquinho marcaram os gols americanos. Quem segura este time agora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.