domingo, 5 de setembro de 2010

SE CUCA NÃO ACORDAR DESTA VEZ, NEM COM MIL BOMBAS...

AO TERMINAR o primeiro tempo com o Palmeiras vencendo por 2 a 0 e o Cruzeiro amarrado na marcação deles, no seu esquema de 3 beques e dois volantes, não restavam ao Cuca outra coisa senão fazer profundas como eu pedi no meu twitter @fganselmo.

MEDO DA GOLEADA

Walter Montillo bem marcado por Pierre nada produzia. Jonathan estava nulo na direita e Diego Renan sem saber como agir, na esquerda. Wellington Paulista se entregava à marcação do Palmeiras e Thiago Ribeiro estava que nem barata tonta.

LINHA FRÁGIL

Em cima da linha de 3 beques, Kleber e Valdívia deitavam e rolavam. Os defensores perdidos faziam faltas seguidas. Pra variar, Gil era o mais violento e foi amarelado.

MEIO CAMPO ANULADO

O meio-campo desfalcado de Fabrício e com Marquinhos Paraná não rendia e nem dava suporto a Montillo. A bola, então, chegava quadrada para Wellington Paulista e Thiago Ribeiro, perdidos.

PÊNALTI DE PAULISTA

Fraco no ataque, Paulista foi ajudar a defesa num escanteio e atabalhoado fez pênalti. Levou amarelo e sumiu de vez no jogo. Pouco depois, o Cruzeiro tomava o segundo gol em falha coletiva da defesa que não saiu do chão.

MUDANÇAS DO INTERVALO

No intervalo, Cuca fez o esperado e o que sua experiência mandava. Tirou Paulista e pôs Roger. Deixou Gil no vestiário e fez entrar Ernesto Farias. O Cruzeiro mudou.

VIRADA SENSACIONAL

Há muito não via o Cruzeiro tão cheio de entusiasmo. Roger, Montillo e Ernesto Farias viraram o marcador pra 3 a 2 porque incendiaram o jogo. Roger ajudou Montillo na armação e atuou como jamais fez no Cruzeiro. E Farias justificou a fama de goleador.

DOIS BEQUES FIRMES

Interessante! Com problema pra marcar Kleber e Valdívia, que saiu no meio do 2º tempo, numa mexida errada de Felipão, com 3 beques, o Cruzeiro usou Léo e Edcarlos, ajudados por Marquinhos Paraná, para neutralizar dupla. Depois, Cuca colocou Fabinho e tirou o cansado Paraná.

VITÓRIA IMPORTANTE

Com 31 pontos, o Cruzeiro coloca-se em excelente posição na briga pelo título, visto que o Fluminense queimou suas gorduras numa nova derrota ( Guarani, de virada, 2 a 1, em Campinas). O Flu ainda é líder isolado com 38 pontos; o Corinthians vem em segundo com 37 e Santos, Botafogo e Cruzeiro com 31. O time mineiro tá em quinto.


CRÊ DESCRENDO

“Você acredita que o São Paulo e o Flamengo convidaram Luxemburgo? E o Kalil ficou mansinho? Ou você acredita que lançaram estes boatos para calar a torcida do Atlético? (Tá vendo, os times estão interessados em Luxemburgo!)”

CONVITE PRA CUCA

“São Paulo convidou o Cuca, e aí deu o estalo lá: primeiro para não ficar para trás. Segundo para se valorizar. Terceiro, para não perder o emprego de R$700.000,00 (Eu não saio do Atlético, declarou Luxemburgo; ora, já está mandando à beça, hein?). Convite dos clubes a Luxemburgo: conversa prá boi dormir”.

Do jornalista Rômulo Raimundo – editor do Jornal Solidariedade.

TEVE VONTADE

Sobrou vontade no time do Galo contra o São Paulo. Faltou, na realidade, futebol. Aquela mágica que alguns acreditaram ter acontecido em Goiânia, com Vanderlei Luxemburgo sacando um bom time vencedor da cartola, foi truque. Com um estalo de dedos todos nós voltamos ao normal.

FOGUETE MOLHADO

Em Ipatinga, o Galo iniciou o jogo como foguete de vara. Subiu, subiu e ameaçou cair ao levar o gol são-paulino. Aí vieram os pênaltis que Obina converteu e virou o placar pra 2 a 1. Os mais apressados compararam: como aconteceu no Serra Dourada!

FASE DA DECEPÇÃO

Na fase final, o São Paulo voltou com apetite e o Galo sem pernas, como tem sido. Resultado final, a derrota por 3 a 2, com Fernandão dono da partida.

G 4 DO MAL

No momento da vitória, o Atlético esteve, por alguns minutos, saboreando o licor da felicidade fora do g-4 do mal. Durou pouco e ao término da partida estava de novo naquela amarga posição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.