domingo, 7 de novembro de 2010

DO JEITO QUE MONTILLO QUER: FEIO MAS VENCENDO

O novo esquema de Cuca, com três zagueiros, dois volantes de marcação, quatro homens no meio-campo e apenas um no ataque não funcionou como esperado. No entanto, apesar de Fábio praticar duas defesas incríveis e tomar uma bola na trave, o time trouxe os três pontos que foi buscar em Salvador contra o Vitória. Até o gol foi contra, do zagueiro Jonas, porém Thiago Ribeiro levou o mérito de presente da arbitragem.
* Se Cuca pretendia dar liberdade a Montillo, o tiro saiu pela culatra. Nem ele, nem Gilberto voltaram a se entender. Henrique e Paraná foram os melhores em campo.
ESQUEMA DE PAPEL - O esquema que Cuca tentou implantar em Salvador é bonito no papel. E tem que ser bem treinado. Fez a linha de quatro zagueiros, com os três beques de origem – Gil, Léo e Edcarlos – e mais Marquinhos Paraná. Na frente deles, Henrique. No meio os dois alas Rômulo e Diego Renan e os dois meias, Montillo e Gilberto. Na frente, Thiago Ribeiro.
* Incrível, mas com tanta gente no meio, a segunda bola só caia com o pessoal do Vitória.
MUDANÇAS MEDROSAS - As mudanças que Cuca fez no segundo tempo não contribuíram em nada. Foram de puro medo. Jonathan no lugar de Rômulo, mal e amarelado. Ficou pior ainda. E Everton no lugar de Diego Renan. Nada acrescentou. Só aos 40m viu que Gilberto tava num prego só e colocou Roger no lugar dele. Gilberto, ainda, saiu de bronca.
* Contra o Corinthians, com este esquema só haverá sucesso se os deuses ajudarem.
GRÊMIO VEM COM FORÇA - Os gremistas sobem que nem foguete: meteram 5 a 1 n o Ceará e estão em quinto lugar com 53 pontos. Encostaram no Botafogo, que só empatou com o Avaí ( 0 a 0) e manteve o quarto lugar com 55 pontos. O entusiasmo do São Paulo foi quebrado pelo Corinthians que venceu o clássico e chegou aos mesmos 60 pontos do Cruzeiro.
* Ou seja, os são-paulinos “roubaram” seis pontos do Cruzeiro esta semana.
GALO DÁ TEMPO - Nessa quarta-feira o Galo dá um tempo ao Brasileiro pra receber o Palmeiras e começar nova frente de batalha que pode terminar numa vaga na Taça Libertadores. A partida, pela Copa Sul-Americana, como diz meu amigo Tonico de Ibirité, pode devolver ao Cruzeiro as gozações do ano passado. Os cruzeirenses, no final do Brasileiro, diziam que o Galo havia guardado para eles uma vaga na Libertadores.
*Bom lembrar que se um time brasileiro ganhar a Sul-Americana a quarta vaga desaparece no Brasileiro. Vira -3.
SEGUNDA PEGA FOGO - Nenhum jogo da 35ª rodada do Brasileiro da Série B será sem importância. Além de América e Bahia, na Arena do Jacaré; Santo André x Ipatinga, no ABC, a rodada terá Duque de Caxias x Coritiba que poderá até mesmo dar o título por antecipação ao Coxa. Consultem a tabela, façam as contas e vejam quantas emoções estarão reservadas pros torcedores nesta terça-feira.
* O Coelho se pegar o Bahia de jeito praticamente garante sua vaga na elite.
BUGRE FICA ATOLADO - O Palmeiras venceu apertado ( 1 a 0) e manteve o Guarani atolado e o Galo fora do buraco negro, ambos com 36 pontos. A luta continua no final de semana: o Atlético recebe o Flamengo, na Arena e o Guarani tem o Vitória em Campinas.
* Na briga de cima, nada superará o clássico Corinthians x Cruzeiro, no Pacaembu. Os demais concorrentes diretos têm moleza: o líder Flu recebe o Goiás e o Botafogo vai a Fortaleza jogar contra o Ceará.
* Atlético Paranaense, também, ronda o G-4 após derrotar o Flamengo por 1 a 0, em Volta Redonda. Tirou a invencibilidade do Luxemburgo na Gávea e chegou a 53, dois pontos atrás do Botafogo, quarto colocado.
BOA NA FINAL - Com a vaga assegurada na Segundona do ano que vem a Ituiutaba, chamada de Boa por sua torcida, ganhou o direito de disputar a final da Série C contra o ABC de Natal. E pra mostrar que não tem medo de nada derrotou o Criciúma, nos pênaltis (4 a 3) no Parque do Sabiá e não no seu tradicional curralzinho, o Estádio da Fazendinha.
* Pra 2011, além de ABC e Ituiutaba, também Salgueiro do Recife e Criciúma garantiram suas vagas.
* O time potiguar com melhor campanha faz a decisão em casa.
TODOS EXIMEM RENAN - Culpem a inexperiência de seus 21 anos, mas não tirem nenhum mérito de Renan Ribeiro nas análises sobre sua falha no segundo gol – o do empate- contra o Peixe. Campo molhado, bola alçada, pressão de todos os lados, o jovem goleiro do Galo fez o que lhe veio à cabeça naquele momento.
* Deu azar. Socou mal a bola e ela ainda caiu nos pés de um craque; Neymar. A torcida e o time nem deixaram Renan ir ao purgatório; absolveram logo o rapaz.
* Absolvo, igualmente, Dorival Júnior por não colocar Neto Berola e preferir Ricardo Bueno. Não era jogo pra velocista e, infelizmente, sobrou-lhe apenas Bueno, que na verdade de “bueno” não tem nada.
* E pelo aguaceiro que caiu na hora, provocando apagão e coisas tantas, aquilo, realmente, era jogo pra peixe e não pra galo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.