segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

FUTEBOL MINEIRO PERDE SEUS GOLEADORES

Pulo do gato deu o Coelho que segurou Fábio Júnior, centroavante de ofício, experiente, com andanças em centros importantes da Europa e adjacências. Seus gols ajudaram bastante o América no retorno à divisão de elite. Juntaram-se ali a fome e a vontade comer, visto que o moço de São Pedro do Avaí queria ficar e do lado de lá todos queriam que ele permanecesse.

QUE BESTEIRA

Não deu certo – pelo menos parece que não – no caso de Obina. Todos aqui querem que ele fique e, talvez, até o próprio. Entrementes ( santo Deus!!!), o futebol das Arábias quer o moço, como quer, também, Wellington Paulista. Este, sopram-me, já é carta fora do baralho. O dinheiro deles fez bem ao Cruzeiro, ao empresário e ao atleta. Adeus, WP-9! Ainda hei de ouvir: que besteira o Cruzeiro fez!

BOBAGENS DO ZEZÉ

Otrodia, no seu veemente discurso contra a “imprensa atleticana” que assola a Toca, Zezé Pereira elogiou Dimas Fonseca e pra cutucar Eduardo Maluf, agora atleticano, afirmou que Dimas é o melhor diretor de futebol do Brasil. Não sou nem contra, nem a favor, muito antes pelo contrário. Mas precisava disso pra desvalorizar as contratações do Atlético?

BOA COISA

Entretanto, Zezé disse algo que merece aplauso: o conhecimento que Dimas Fonseca tem das divisões de base do Cruzeiro e da sua importância na passagem dos garotos até o profissional. Será verdadeiro se o fato, realmente, acontecer. Sem interferência do treinador, como fez Adilson Batista. Zezé Perrela surgiu na base do Cruzeiro e, portanto, devia saber evitar a ação maligna de treinadores que só querem medalhões.

BOA APOSTA

O atacante Thiaguinho, de 19 anos, é uma dessas apostas que espero Cuca saiba aproveitar. Foi promovido este ano pois tem no currículo dois avais sérios: o melhor jogador do Campeonato Brasileiro Sub-20, vencido pelos azuis, e artilheiro da competição, com sete gols. Porém, ele não me parece centro-avante como querem alguns. Sem WP-9 já falam em Thiaguinho pra substituí-lo. Sei lá.

OUTRO QUE SAI

Eu me esquecia de outro centro-avante que tá de saída: El Tecla, o argentino Ernesto Farías reserva de Wellington Paulista. El Tecla é ídolo da torcida do River Plate e do Estudiantes. Marcou 95 gols neste time e 49 no River entre 2005 e 2007. O diário Olé de Buenos Aires informou que o retorno de Farias era certo e que o próprio jogador trata do assunto com o pessoal da Toca. Salário alto e sem clima com Cuca, Farias vai se mandar, realmente.


E AGORA DORIVAL?

Creio que Obina estava nos planos de Dorival pra 2011, apesar de os reforços que chegaram. Dorival tem várias opções e costuma afirmar que a briga por posições será a marca do Galo este ano. Há controvérsias. No gol, Renan Ribeiro não tem concorrente e reina absoluto. O time precisa ainda de alguém pra brigar com Leandro pela lateral.

VAGA DE REVER

Na zaga, uma vaga não tem discussão: a de Rever. A outra, ou as outras porque, de repente, Dorival pode optar pelo esquema 3-5-2, brigarão por elas Leonardo Silva, Werley, Lima e Jairo Campos. Outro ponto em discussão pela fragilidade: a lateral-direita. Ela estará em disputa por Patric, Rafael Cruz e Diego Macedo. Ou por nenhum deles. Quem sabe, Dorival use Toró ou Zé Luis daquele lado?

NO MEIO TEM SOBRA

No meio-campo, além dos próprios Toró e Zé Luis, o técnico atleticano terá à disposição Richarlyson, Serginho, Diego Souza, Mancini, Renan Oliveira, Daniel Carvalho, Ricardinho, e os garotos Jackson, Nicão e Geovani. Na frente, Tardelli, Berola, Magno Alves, Jobson, Wesley, Wescley, Jheimy e Ricardo Bueno. Obina depende da venda e Jobson do Tribunal da Fifa. Se estes dois saírem, Kalil terá de repensar as contratações.

BOA INFORMAÇÃO

O meu conterrâneo Mário Sérgio, torcedor fanático do tricolor carioca, mas bem informado sobre o futebol tupiniquim, manda –me mensagem importante: “Flávio,
Pra começar o ano, meu primeiro palpite: o Reis que o Cruzeiro trouxe da Ponte
Preta é bom jogador. Com a aposentadoria do Washington, queria ele no
Fluminense. Acho que o Cruzeiro, mesmo que tenha sido influenciado por
empresário, fez uma boa contratação. Vamos ver se dá certo”. Tá certo, Mário, guardemos nossa boca pra comer nossa farinha.

GLORIOSO SAPECA PANTERA

A atropelada que o Democrata Pantera levou no Engenhão do Botafogo ( 5 a 1) deve ser encarado de outra forma. A) a valorização da equipe, escolhida para um amistoso no Rio de Janeiro, contra um dos grandes locais; b) Apanhando é que se aprende. A Pantera prepara-se pro Mineiro e não poderá é levar goleada desse tipo na competição. Assim o Langlebert Drumond se esvai em lágrimas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.