sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

MINEIRO COMEÇA SEM MAIORES NOVIDADES

A cidade de Varginha e o belo estádio Dilzon Melo – o Melão – que desde a morte do seu Flamengo estava fora das lides da divisão principal do campeonato mineiro este ano será sede de dois times: o estranho Boa FC parido nas leis escabrosas que pairam sobre o esporte nacional e o América. Neste sábado, o Coelho joga no Melão às cinco da tarde contra o Uberaba após fazer a pré-temporada na terra do ET, com direito a curtir o belo Clube Campestre.

No outro jogo deste sábado, no mesmo horário, o Tupi recebe o Leão do Bonfim em Juiz de Fora. Vou fazer uma pesquisa, mas tenho quase certeza de que, exceto nos anos em que o Galo da Manchester disputou a Segundona mineira, sua estréia sempre se deu contra o Villa Nova. Tem dessas coisas na FMF e na falta de imaginação que reina lá.Menos claro, na Assessoria de Imprensa comandada pela minha querida Nina Abreu.

No domingo, estreiam Guarani x Ipatinga; Cruzeiro x Caldense, na Arena do Jacaré;
Funorte x Galo, em Montes Claros; Democrata x América-TO. Afora a estranha mudança de nome do Ituiutaba e sua saída da cidade de origem, o campeonato mineiro começa sem maiores novidades.

DUAS CARAS DE CUCA

Ano passado fui enganado pelo jeito caipira e a cara de menino sofrido de Cuca. Neste episódio do Roger a máscara caiu. Sua arrogância assustou-me. Mas como dizia dona Geralda, macróbia senhora da ex-Rua das Flores, em Caratinga “quem dorme com o diabo cria rabo”. A convivência de Cuca com Zezé Perrela!!!!

Não foi Cuca que anunciou a possibilidade de aproveitamento dos meninos da casa e a perspectiva de Thiaguinho explodir no clube? Como então Thiaguinho, Bernardo e Eliandro deixaram a Toca e foram emprestados? Saíram também Everton, Camilo, Kieza, Reinaldo Alagoano e Anselmo Ramon. Os dois últimos nem conheço e não posso opinar.

Sobre Everton, Camilo e Kieza já foram tarde. Decepcionaram aqui. O goleiro Douglas Borges, emprestado ao Guarani de Divinópolis, vai pegar experiência.

Segundo Dimas Fonseca, mais dois ou três sairão pra se chegar ao número exigido pelo treinador: 25 ou 26 atletas.

Pois bem, no Brasileiro e na Taça Libertadores, escrevam aí, Cuca ao levar ferro dirá que o elenco é pequeno obrigando-o a improvisar. Já vi tal filme antes.


Porém, preocupou-me mesmo a falta de firmeza de Cuca em suas declarações. Vai lá e volta cá com incrível rapidez. Mas muda a cara: antes de anjo por fim de durão. Imitação do Professor Felipão.

BOCA NO TROMBONE

A turma leitora da Trincheira bota a boca no trombone e tem aqui sua tribuna.
Diz César Augusto Rodrigues, de BH:

“Prezado Flávio Anselmo. Viajo nestas suas colunas,que a vezes enxergo como uma crônica do mundo esportivo,mas nesta de hoje o senhor se superou...Perfeita. Banalizaram o troféu Telê Santana. As escolhas do Diego Renan, do Caçapa e do Renan Oliveira soaram como uma brincadeira de mau gosto, ou ai tem "treta".O Dorival mostrou serviço sim, mas a prova de fogo dele é este ano, com as contratações pré-temporada e etc.Estava na cara que os jogadores do Galo queriam a saída do Luxa.”

“Qualquer Mané que viesse para seu lugar,com certeza o time jogaria mais,a exceção do Fabio Costa,que é ruim mesmo.Outro detalhe são as contratações dos rivais.O Cruzeiro, minha gente, manteve a base de um time vice-campeão brasileiro; não carece de contratar tanto assim,ao contrário do Galo, que tem que reforçar muito o time, apesar de eu particularmente achar que Patric e Magno Alves não são reforços.

E finalmente o caso Roger.Claro: Cuca está vacilando ai.Muitos jogadores lá na Toca falaram demais e não houve tanta controvérsia”.

Agora fala Gegê Angelino – BH: “Acho que estamos no fim dos tempos. O verdadeiro nome do, Patric novo reforço do Galo, é, pasme-se Patric Cabrau Lalau. Pelo amor de Deus, estes servidores cartorários perderam mesmo a noção do ridículo, claro, de mãos dadas com estes infelizes pais”. Pior que o nome é o futebol, Gegê!

Agora a vez de Reginaldo Souza – BH: Meu amigo Flávio Anselmo. Fico triste quando tenho de discordar do mestre comentarista, mas confesso que tenho feito isso constantemente. Sem querer puxar a sardinha pro meu lado atleticano, com certeza o Galo fez as melhores contratações, disparado, não só de Minas, mas diria do Brasil, onde a maioria dos seus colegas de imprensa, fala isso também. Não vou aqui colocar qualidade de cada um, já que todos conhecem, até mesmo alguns desconhecidos. Exemplo: o Wesley, que o Fluminense queria de todo jeito e sabemos que o Muricy de
bobo não tem nada”.

“Agora cá pra nós, o Cruzeiro contratou só "meia boca", segundo também o seu colega e deputado, João Vitor Xavier e pior, dispensou e perdeu alguns jogadores do grupo que irão fazer falta. Quanto ao troféu Tele Santana, acho que a indicação de Renan Oliveira foi merecida sim senhor, afinal conseguiu dar a volta por cima e fazer ótimas partidas, valendo por ano todo. O Caçapa concordo com você. Já o Diego Renan... ah.... não tem tu, vai tu mesmo. Sem concorrência”.

“Sobre o técnico, também achei merecido. Cuca pegou um time montado, fez um ou dois ajustes somente. Mauro Fernandes.... ah.... não acho que foi tão excepcional assim... médio. Já Dorival Júnior, você mesmo falou: teve que limpar a sujeira toda, acalmar ânimos, lidar com desconfianças, provar que tinha condições... etc..etc..”.

Pode-se ver, por suas opiniões, sua total isenção, Reginaldo. Rsrsrsrsrsr


Diz Paulo Hamack- BH o seguinte: “Caro e abrangente comentarista , referente ao
comentário Roger x Cuca , mais uma vez o comandante mostra-se despreparado
(receio de conversar com determinados jogadores de , supostamente , Q I mais
alto) diante dos fatos comuns e corriqueiros do futebol ; mesmo , levando-se em
conta a falta de franqueza, direta ,do jogador com o treinador”.

“Talvez já exista animosidade entre os dois e/ou o comandante é tirado a Fidel . Qualquer treinador inteligente e que tenha moral com o grupo , chamaria o atleta no canto, pediria desculpas ( fazendo média ) por não tê-lo informado da sua decisão e
solicitaria , das proximas vezes, que o atleta o procurasse antes de colocar
para a imprensa . Para não entrar no mérito " se o jogador joga para a imprensa
ou repórter tá a fim de celeuma jornalística" paro por aqui .

BLOG DO CHICO

“Não demorou e a moda chegou às nossas montanhas: o Ituiutaba Esporte Clube, fundado em 1947, simplesmente foi transformado pelos irmãos que o comandam, em “Boa E. Clube”, numa posse do apelido do antigo Ituiutaba e mudou de cidade: agora é de Varginha, a 700 Km de distância. Ao contrário dos países sérios, aqui as federações e a CBF aceitam sem contestações, alegando que o que vale é o CNPJ”.

“O interesse de terceiros que se dane. O Uberlândia que viajaria 280 Km (ida e volta) para enfrentar o Ituiutaba pela segunda divisão deste ano, agora viajará 1.156 Km (ida e volta) para pegar o “Boa” em Varginha. O certo seria este novo clube começar na terceira divisão mineira, sem direito à vaga na Série B nacional, conquistada pelo Ituiutaba” – Faço minhas as palavras do rapaz de Sete Lagoas.

Um comentário:

  1. Sobre o Cuca ser assim, o Globo Esporte já falava: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL1241145-9865,00-CAMPEAO+INFELIZ+OS+BASTIDORES+DA+ERA+CUCA+NO+FLAMENGO.html

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.