terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

AZUIS TÊM OUTRO TABU PRA MANTER NESTA TERÇA

A criatividade dos meus novos coleguinhas de crônica esportiva não para. Nos bons tempos de Mané Carneiro não existia essa quantidade de tabu ou não tinha tanta gente interessada em pesquisa? Na realidade, o que não existia era a comodidade do computador. Santa invenção!
Penso até que, se estivesse vivo, Stanislaw Ponte Preta (Sérgio Porto) o rotularia de “Máquina de Fazer Doidos – 2”.
A máquina número um pra ele jamais deixaria de ser a televisão.
Não é que arrumaram novo tabu para o Cruzeiro outro tabu na Libertadores!
Nunca perdeu pra nenhum time paraguaio.
Enfrentou-os caxiascamente, como nosso grande herói patrono do Exército brasileiro, encarou e derrotou o “tirano” Solano Lopez na Guerra do Paraguai, com ajuda dos hermanos argentinos e uruguaios, em três competições: 1976, 2001 e 2008.
No entanto, a China Azul que se prepare. Segundo Roger este confronto será bem mais difícil que aquele contra o Estudiantes.
Explique-se, Roger. Segundo o marido de dona Deborah Secco, o Estudiantes é cachorro grande e veio pra jogar bola também.
Já o Guarani de Assunção, assustado com a goleada aplicada pelos azuis sobre los hermanos, virão pra amarrar o jogo.
Tem lógica.
Haverá de ser jogo de paciência.
A torcida que comparecer nesta terça-feira à noite, num horário mais cedo, em Sete Lagoas, não exija gols logo no primeiro minuto como contra o Estudiantes.
Não acredito em mudança no time.
Porém não deixo de apostar umas fichas em Thiago Ribeiro e Wallyson como a dupla de ataque.
WP-9 voltou a se apresentar mal no sábado, na Arena do Jacaré, na vitória (2 a 0) sobre o Ipatinga.
Wallyson entrou e resolveu a questão.
No tabu diante dos paraguaios, os celestes têm 7 vitórias e um empate. Marcou 26 gols e levaram 12.
Ah, deixa eu registrar aqui, com orgulho, outro tabu: o Fluminense da Rua do Sal de Caratinga jamais foi derrotado por um time paraguaio. Etanóis, né sumido Zélio?

Jones Carioca, ou Caratinga, como queiram, não esquentou banco no Cruzeiro e nem no Goiás.
Rescindiu o seu contrato e foi cuidar da vida.
Outro jogador ioiô: vai e volta. Kieza. Foi dispensado na Ponte Preta, retornou à Toca e Cuca vai estudar se fica com ele. Pra quê?
No sábado não vi Cruzeiro x Ipatinga, na Arena; o jogo só saiu de lá no “pagar-pra-ver”. É mais que sabido minha ojeriza por este esquema da Net.
As informações sobre as atuações individuais me chegaram pela Internet, transmissões de rádio e melhores momentos na tevê.
Soube que Naldo agradou; que Pablo não se arriscou e que Marquinhos Paraná voltou a jogar bem. Thiago Ribeiro, autor de um dos gols, também.
Outro que sacudiu a poeira foi Wallyson: saiu do banco e meteu o gol da vitória.
Todavia, impressiona-me o goleiro Fábio.
Sabem por que ele é tão bom no ofício?
O cara é fominha.
Não aceita folga nem quando pode. Jogou contra o Ipatinga.

Os deuses do futebol protegem, realmente, os predestinados. O Flamengo, de Ronaldinho Gaúcho, decidirá a Taça Guanabara contra o Boa Vista.
Rio de Janeiro prepara carnaval temporão, preto-e-vermelho.
A entrevista de Ronaldo Fenômeno no Faustão confirmou o que se sabe há tempos: gênio no gramado e ser humano maravilhoso fora dele.
Foi sensacional vê-lo encantado com seu filho japonês/brasileiro – a cara do Fenômeno e do Ronald – um capetinha de menino.
Foi bacana ouvir seus planos e sentir que a despedida de Ronaldo será menos dolorosa pra ele do que se imagina.
Jamais estará longe dos holofotes. Como Pelé, Guga, Maradona, Zidane, Zico, Romário e outros gênios que o esporte produziu no mundo inteiro.
Reinaldo se morasse no Rio ou São Paulo teria tratamento na mesma grandeza. Tostão, também.
Dorival Júnior afirmou, de novo, após o jogo em Divinópolis que não será empecilho à contratação de Diego Souza pelo Vasco da Gama.
Eduardo Maluf, entrementes (mui chique!), informou que só o Lance! sabe da ida de Diego Souza para o Vasco.
Na mesma de Kalil não pousou nenhuma proposta do Almirante.
Pode ser que sim, pode ser que não. Mauro Fernandes ainda em dúvida se estreia Netinho contra o Galo domingo na Arena do Jacaré.
Seria uma excelente atração extra pra coelhomania.

Mudei depois de 18 anos de operadora celular e de número.
Não quero mais saber da Vivo e nem do meu número atual. Nada de portabilidade.
Algum de vocês me aconselharia qual menos ruim!
Conforme já afirmei milhões de vezes, celular é porcaria necessária. Se pudesse jogaria o meu na Lagoa da Pampulha.
Não posso por dois motivos: contribuiria pra aumentar a sujeira e a poluição da bela lagoa.
E porque preciso desta porcaria como coleira eletrônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.