quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

GARANTE DORIVAL: JOBSON TEM SALVAÇÃO

Na semana do clássico de uma torcida só O(?) alguns atleticanos mandam mensagens com pitacos sobre a melhor formação e querem opinião. São tantas que prefiro não achar nada, deixar por conta de Dorival Júnior achar. Mesmo porque ele ganha bem mais do que eu para tais “achados”. Além de ser o seu “achado” oficial e definitivo e o meu apenas especulativo.

Dentre tais “achados”, pra livrar alguns torcedores da aflição de ver Jóbson em forma, como no início da carreira no Botafogo, analiso o “acho” do técnico atleticano quanto ao futuro deste jogador. Vale lembrar que, de novo, Jóbson encontra-se na berlinda.

Questionado sobre dois atrasos de Jóbson, o técnico Dorival Júnior contestou a informação e disse que foi apenas uma vez que isso aconteceu; e que o atleta foi punido com multa pra caixinha do elenco.

A situação é Jóbson é singular: pego num exame antidoping por uso de cocaína, ainda no Botafogo, foi punido severamente com longa suspensão.

Os cartolas tupiniquins que conseguem tudo arrumaram uma redução da pena – coisa difícil pacas; basta ver outros atletas de diversos esportes pegos no antidoping em circunstâncias mais atenuantes, mas que tiveram de cumprir integralmente a pena.

Jóbson não tá livre. O Tribunal da Fifa pediu o processo julgado pelo STJD e pretende revisá-lo. Talvez lá pra julho.

Aqui, Jóbson não pára de levantar dúvidas: jogará ou não? Parou ou com as baladas? É verdade que foi visto numa noitada antes de atrasar-se para o treino?

Dorival que acreditou na recuperação de Jóbson desde o início, bancando sua contratação, acha que procuram chifre na cabeça de cavalo. Que assim seja! Jóbson é um garoto, precisa de tratamento e de cuidados especiais.

Seria a única maneira de evitar que Jóbson seja mais um número na triste história do Botafogo com tantos ases queimados ao longo da vida: o maior deles Garrincha. Outros existiram como Josimar, Quarentinha, Paulinho Valentim, pra ficar em alguns mais famosos.

A torcida quer Jóbson recuperado logo, pois duvida de Diego Tardelli. Os dois “acho” que Dorival tem que definir com a maior rapidez possível.

Pitacos dos leitores: Rubens Bagni Torres, de São João Del Rei, no embalo da manchete da Trincheira “Bandidos perigosos mataram o jovem atleta do Coelho” sugere uma que, infelizmente, perdi entre o copiar e colar. Mas o texto está aqui. Diz ele, referindo-se à manchete que enviou:

“Esta bem poderia ser a manchete do acidente que ocorreu no último dia 28 no anel rodoviário, onde um imbecil irresponsável teve a intenção de matar pessoas, pois trafegar daquela maneira em uma via tão movimentada; é coisa de assassino sim”.

“Laurinha, filha de meu amigo Ricardo, conterrâneo de São João Del Rei e que morou na república do bairro Santo Antônio na época de faculdade, e Priscila,mãe e amiga também, luta pela vida, mas com fé em Deus e o pensamento positivo de todos esta pequena guerreira vai vencer esta batalha pela vida, vida esta que sua prima perdeu aos dois anos de idade por causa de um energúmeno”.

“Como diz Ricardo ao ser perguntado se perdoa o motorista do caminhão: “Quem tem que perdoá-lo é Deus, a mim só peço a Ele que a traga de volta para mim”. Para nós Ricardo, para nós!”

Resposta: Sem dúvida, Rubens. Tão assassino como aquele que puxou o gatilho e matou o jovem atleta do América. Tão assassino como os políticos que desviaram as verbas do Anel Rodoviário ou que não cuidam dele e dão-lhe a segurança devida.

Thales Rosa – BH – usa o meu blog e afirma: “Esta morte podemos colocar na conta da ostentação. Claro na conta dos políticos corruptos, da policia ineficaz e etc também.. Como já não podemos viver livres no Brasil temos que tomar certos cuidados, como onde ir, como ir, ostentar ou não o que ganhamos com nosso trabalho duro..

“Neste caso o jovem Wiliam estava no lugar errado, na hora errada com o cordão de ouro errado. Devia ter entregado tudo pois com o salário que jogadores recebem poderia comprar um deste por mês”.

“O que devemos cobrar agora é que estes marginais fiquem na cadeia e devíamos nos revoltar com isto e fazer manifestações contra nossos governos que nada fazem!!
Na hora de cobrar reajuste de salário todos se juntam e fazem greves e manifestações e quando é pra cobrar nosso direito a segurança ninguem se mexe...temos que acordar!”

Resposta: Concordo em parte. Onde está nosso direito de usar a jóia que compramos com nosso salário, seja ele grande salário ou pequeno salário, não importa? Nesse caso, conforme informou meu primo Iraq em outra mensagem no blog, o cordão nem era de ouro. Era de prata.

Ainda que fosse por ostentação, ou produto do discriminado salário ganho por qualquer jogador de futebol, nada justifica tremenda violência, covarde e imbecil. Perpétua neles! Ah, lá em Caratinga, nos bons e velhos tempos!

Bruno Sarti de Almeida – Nova Lima “É muito duro ter quer ler e escutar tanta parcialidade de "jornalistas/locutores/narradores" mineiros. Todos sabem que o gramado do nosso Alçapão não é dos melhores, mas o que vocês fazem é muita covardia. Você, Flávio Anselmo, o tal do Lélio Gustavo e toda trupe da Itatiaia não sabem separar o lado profissional do lado torcedor”.

“O Cruzeiro passou os apuros que passou pelo estado do gramado? Não tinha um time adversário do outro lado? Eles não merecem crédito? Os onze profissionais do Leão não merecem crédito? E o nosso goleiro, nem entrou em campo, né? A verdade nua e crua é que o time do Cruzeiro não é nada de maravilhoso, jogou mal e em certos momentos foi dominado pelo Villa”.

“Se o Cruzeiro tivesse vencido com uma margem grande de gols, vocês parciais como sempre, nem citariam o gramado do estádio. Por que ninguém falou do gramado no ano passado quando o Villa perdeu para o Atlético com grande atuação de Obina? Os esportistas de Minas simplesmente ignoram os times do interior”.

“Vocês da crônica mineira, agem conosco, torcedores e apaixonados por times do interior, igualzinho os cronistas do eixo Rio-São Paulo fazem com Atlético e Cruzeiro:
Nos tratam com menosprezo, subestimam a capacidade. Nós somos uma unidade, somos todos mineiros”.

“O campeonato mineiro não se resume a Atlético e Cruzeiro. O Villa Nova tem 102 anos e tem que ser respeitado só pela sua história. Se vocês, pobres de espírito acham que o o tal do Montillo e o resto de estrelinhas são refinados demais para jogar em Nova Lima, vão reclamar com FMF que liberou o estádio antes do início do campeonato começar”.

“A dificuldade é para todo mundo. Há time que tem dificuldades para jogar no Mineirão, pelas dimensões do gramado e por aí vai. Chega de desculpas! Obs:
Acho que o Alício Pena Júnior teve dificuldades com o gramado também. Arbitrou muito mal”.

Resposta: meu espaço acabou. O moço escreve pacas. Esta xaropada leio e ouço há 55 anos.

2 comentários:

  1. Caro Bruno Sarti de Almeida jogar contra o vila nova sempre é dificil seja o gramado ruim ou nao! O cruzeiro nao passou sufuco, pois quem passa sufoco é aquele que tem obrigacao de vencer. Ou seja todo time passa sufoco uma vez que todos tem que vencer, este é o objetivo de todos os times: vencer!
    Bruno Sarti de Almeida voce reclama da imparcialidade da imprensa mas vc tambem esta sendo muito imparcial!
    Da itatiaia nao adianta mesmo reclamar eles sao todos atleticanos, o emanuel carneiro é atleticano e conselheiro vitalicio do atletico mineiro.
    Agora do dono deste blog voce nada pode dizer ele é totalmente imparcial!

    ResponderExcluir
  2. APOIO O THALES ROSA: QUEM NÃO CONHECE O FLAVIO ANSELMO PESSOALMENTE COMO EU CONHEÇO HÁ ANOS É QUE FALA DEELE DESSA MANEIRA. DESDE OS TEMPOS DA RADIO GUARANI FLAVIO ANSELMO DE PEITO ABERTO FALA A VERDADE DOA EM QUEM DOER E NÃO TEM RABO PRESO COM NINGUÉM E NÃO FAZ MEDIA COM TORCEDOR. PORISSO MUITOS FICAM COM RAIVA DELE. MAS É UM PROFISSIONAL SÉRIO. PARCIAL REALMENTE É O TORCEDOR QUE RECLAMOU GROSSEIRAMENTE DELE O TORCEDOR DO VILA NOVA NÃO SABE NADA

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.