quinta-feira, 17 de março de 2011

ZOO DO JACARÉ AMANHÃ TEM BRIGA BOA: COELHO VERSUS DRAGÃO

No reino animal, coitado do coelho numa briga dessa. Enfrentar o imaginário dragão de fogo nas ventas e infinitamente maior.
Na vida real, o Coelho tá por cima historicamente. Ainda vive o seu melhor momento nos últimos tempos. O Dragão de Teófilo Otoni faz boa campanha no Mineiro e tem sido indigesto, dentro e fora de casa.
Cruzeiro que o diga. Foi lá no Mucuri e arrancou a vitória (2 a 1) só Deus sabe como. E o apitador da partida, também.
As novidades americanas nesta sexta-feira à noite são o volante Moisés, na vaga de Leandro Ferreira - desfalque sério – e Otávio na zaga, na vaga do xerife Gabriel.
Ambos fora pelo terceiro cartão amarelo.
Quem plantou a informação sobre a volta de Fábio Júnior à Toca não consultou o moço de São Pedro do Avaí.
Artilheiro do campeonato, com 10 gols. De bem com a vida, Cheio da grana e com um monte de vacas espalhadas nas baixadas de sua fazenda em Rio Casca, Fábio Júnior só quer se divertir.
Toca da Raposa é página virada, disse.
Sem ser categórico, no entanto: “dessa água não beberei jamais”

SOBRE O JOGO DE ONTEM: a goleada vale como referência na disputa da Copa Libertadores. Com certeza, mais este placar alto, o terceiro em casa na competição, meterá medo nos próximos adversários.
E valeu a classificação antecipada do Cruzeiro à fase seguinte.
Nos dois jogos restantes, contra o Guarani, em Assunção, e Estudiantes, em Buenos Aires, os azuis terão como objetivo o primeiro lugar do grupo.
Contudo, apesar de 6 a 1 poucos destaques individuais: Fábio, como sempre; Victorino, perfeito na sobra e Roger, autor de dois gols. Coloque-se na lista o nome de Gilberto que entrou bem: fez um dos gols e deu belo passe pra Thiago Ribeiro fechar a goleada.
E por que não o próprio TR? Entrou aos 20m do segundo tempo, no lugar de WP-9 – de importância tática e cheio de vontade sozinho lá na frente, só isso – e deixou sua marca de artilheiro.
Como, também, deixou Wallyson. Porém, no geral, omitiu-se. Ou foi obrigado a omitir-se pelo esquema louco de Cuca.
O Tolima mostrou sua fragilidade defensiva e ofensiva. Se tivesse um pouco mais de qualidade, o jogo teria sido pedreira. Talvez 6 a 5.
Como chutam mal os atacantes colombianos!
Montillo não consegue ser ruim, mas esteve abaixo do normal. Melhor pelo belo gol feito aos 3m de jogo.
Henrique, aos olhos de Mano Meneses, não jogou nada: marcou mal e errou passe à vontade. Do seu lado, Paraná fez tudo igualzinho a ele. Dois fracassos.
Pablo e Diego Renan, sem comentários. Vítimas do esquema maluco.
O que deu na cabeça do Cuca transformar Roger em assistente de Diego Renan? Por que fazer Wallyson marcador de lateral e deixar WP-9 sozinho na frente?
Direis: reclama o quê? O time enfiou 6 a 1. Tudo bem. Porém se aparecer alguém afirmando que o Cruzeiro jogou bem, viu outra partida.

O Galo não fez força ou não quis atender aos apelos do irmão Richarlyson.
Por isso, o atacante Alecsandro acertou com o Vasco por R$ 2,3 milhões para o Internacional de Porto Alegre.
Alecsandro, que passou uns tempos na Toca, fez 54 gols em 116 partidas jogadas no Inter. Entretanto, a torcida o vê como “um dos vilões” na eliminação surpresa no Mundial da Fifa.
O técnico Celso Roth, maior responsável, fez-se de morto na época.
Agora tá vivinho no Inter. Ontem goleou de virada (4 a 1) o Jorge Wilsterman, lá nas alturas de La Paz.

Nem Ganso, nem Neymar. O Peixe caiu, de virada, diante do Colo Colo não sem antes fazer a festa dos narradores da Paulicéia Desvairada que acompanhavam outros jogos. Fecharam a boca quando os chilenos chegaram aos 3 a 1. Voltaram a um momento de êxtase no gol de Neymar e silenciaram-se definitivamente ao placar final de 3 a 2.
Santos se complica no Grupo 5,. Tem dois pontos em três partidas. O líder da chave é o Colo Colo, com seis pontos. No próximo dia 6, brasileiros e chilenos voltam a se enfrentar na Vila Belmiro.

Alguém já ouviu, ao menos, falar de Huanuco, onde o Grêmio joga hoje contra o tal de Leon pelo Grupo 2 da Copa Libertadores?

Lugar comum este de Mano Meneses, após ver Fábio jogar contra o Tolima e se destacar: “A gente tem Júlio César, Fábio, Gomes, todos na faixa de 34, 33 anos. Dependerá muito daqueles que aproveitarem a oportunidade. No momento certo, Fábio pode perfeitamente estar na Seleção porque faz boa temporada”.
E a tal oportunidade dada aos outros, Mano? Fábio não teve. Falta coerência.

Os bocas azedas já vendem Henrique, mal ele chegou à Seleção.
Noticiam até que seus dias estão contados na Toca da Raposa.
Tão logo se encerre a Libertadores.
Investidores detêm maior percentual dos direitos econômicos do atleta de 25 anos.
Cruzeiro só tem 25%.
Na época do Adilson Batista no Peixe os investidores chegaram a negociá-lo por 4 milhões de euros.

Kleber e Felipão reclamaram do gramado do Uberabão. A crônica mineira chia sobre as condições de trabalho no que era bom antigamente no Estádio Engenheiro João Guido.
Problema resolvido: o Palmeiras enfiou 4 a 0 e o Uberaba vazou na Copa do Brasil.
Sobrou pra nós. No Mineiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.