sábado, 16 de abril de 2011

FABIO SUPERA DIDA E RAUL MAS FALTA TÍTULO



Fábio alcançou outra marca importante para os azuis, na Libertadores. Com apenas um gol sofrido nesta edição, o goleiro superou a média histórica de Dida que sofreu, no Cruzeiro. Fábio levou 39 gols em 42 partidas nas competições de 2008, 2009, 2010 e 2011. Média de 0,93. Dida, campeão de 1997 sofreu 23 gols em 24 jogos, em 1994, 1997 e 1998, média de 0,96. Mas tem o título que falta a Fábio. O goleiro da camisa amarela Raul, campeão de 1976, sofreu 43 gols em 40 partidas, em 1967, 1975, 1976 e 1977, média de 1,07.


CALEB, o jovem meia do Coelho, pode fazer parte de uma geração de craques revelados no clube. Pra citar apenas alguns famosos como Tostão, o falecido Cássio, que morreu jovem num acidente de carro, em pleno auge, o artilheiro Fred, hoje no Fluminense. Outros nomes os americanos têm na lembrança, mas vamos ficar por aqui mesmo. E torcer pelo sucesso de Caleb.




FELIPÃO ENTENDEU que estava numa boa na Copa do Brasil após a vitória sobre o Santo André(2 a 1) no jogo de ida. Marcou dois gols no campo do adversário e ainda teve a vitória. Nãoé o que registra a história entre eles na competição. Felipe Scolaria decidiu buscar nos alfarrábios e viu que o Santo André é um osso atravessado na garganta palmeirense. Terá que se cuidar melhor no jogo de volta, quarta-feira que vem.


SE CONSEGUIR classificar o Santos para outra fase da Libertadores e chegar ao título, Murici Ramalho poderá passar na tesouraria do clube e pegar um cheque de R$ 3 mi promessa dos cartolas do Peixe. Antes terá a difícil tarefa de convencer Ganso a permanecer no clube até o final do ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.