domingo, 8 de maio de 2011

PALAVRAS DE DORIVAL E DE CUCA











Vencedor do clássico, Dorival Júnior alertou que a guerra não acabou e que a vitória atleticana foi só numa batalha. Transferiu todos os elogios ao time e destacou a boa atuação dos jovens jogadores lançados, principalmente os do meio-campo.Porém ratificou: “não há motivo para comemoração antecipada, já que ainda falta o segundo e decisivo clássico, no próximo fim de semana”.
Sobre o clássico, que a Trincheira achou dos melhores, Dorival disse:“Excelente, com situações de perigo de ambos os lados e disputado com velocidade e muita marcação, forte”.Dorival disse mais – e é bom que os torcedores despreparados leiam isso:
“Não enfrentamos qualquer equipe, e sim um time que até três ou quatro dias atrás era o principal favorito para disputar as finais da Libertadores. Tivemos um jogo equilibrado e disputado contra um grande adversário”.
Desta forma, Dorival valorizou a vitória do seu time, ao passo que Cuca preferiu apenas reclamar da arbitragem.A expulsão de Montillo, a primeira dele depois de 40 jogos com a camisa celeste, realmente, foi injusta, mas não mudou em nada a história do placar.
Cuca disse que o árbitro aplicou o cartão vermelho no "calor da torcida e nos gritos do banco rival".
Segundo ele Paulo César vinha com a mão no bolso onde fica o cartão amarelo e teria mudado de ideia por causa da pressão dos atleticanos.
Falou mais: "Hoje faltou ao Paulo César aplicar a regra e não se deixar levar pelo grito do banco de reservas, da torcida. Ele estava bem na partida, só que ele prejudicou o trabalho dele e tirou um jogador importantíssimo da final”.
QUE NEM O CRUZEIRO, o time do Internacional deixou-se abalar pela eliminatória na Libertadores.O filme se repetiu: como na derrota para o Peñarol por 2 a 1 quarta-feira passada. O Inter saiu na frente do Grêmio, mas permitiu a virada final para 3 a 2.E o jogo foi no Gigante da Beira-Rio, também. Os gols gremistas foram de Junior Viçosa (dois) e Leandro. Para o Colorado marcaram Andrézinho e Leandro Damião.
Corinthians e Santos empataram por 0 a 0 na tarde no Pacaembu, na primeira partida da final do Campeonato Paulista.O segundo e decisivo confronto será daqui a uma semana, na Vila Belmiro.Apesar de ser o time que mais somou pontos na fase anterior, o Peixe só tem a vantagem de jogar a última em casa: novo empate levará a disputa do título para as cobranças de pênalti. (Fotos de Alexandre Guzanche - Dorival Junior - e Jorge Gontijo - Cuca/ EM D.APress)

3 comentários:

  1. Flavio concordo jogo bom, arbitro pessimo uma constatação Fabricio não pode ficar fora desse time,o sr Cuca tem que enxergar que o pablo precisa de um tempo no banco e voltar com Diego Renan não pode ser pior que esse pablo é o Paraná como erra passes é não cria nada o treineiro precisa de um oftalmologista?,no mais um abraço

    ResponderExcluir
  2. E o Cuca, hein? De bom moço a apelador vexamoso. Primeiro dá uma cotovelada e tenta dar outra no Renteria. E ontem colocou o Fabrício claramente com a intenção de arrumar confusão. Que palhaçada aquela do Fabrício. Alguém precisa botar esse moço pra fora de campo antes mesmo de ele entrar. Foi visível a intenção dele. E aí Flávio, o que achas?

    ResponderExcluir
  3. Um dia o Cruzeiro joga 100% do que pode, e espero que seja domingo, nesses dois ultimos jogos não jogou 30% do que pode, enqunto o galo jogou 110%.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.