quinta-feira, 26 de maio de 2011

QUE EXISTE ALGO ERRADO NA TOCA, EXISTE.


Coloquei todos os meus espiões – os infiltrados e os de fora – para descobrir o que tem acontecido na base do Cruzeiro. Os jovens que lá estão manifestam-se pra quem quiser que não ir jogar nos profissionais por falta de chance. Na atualidade, o júnior excursiona pela Europa e a maioria preferiu viajar a esperar ansiosa por uma chamada de Cuca.
O Cruzeiro contrata gente nova de fora, não olha pra base. Serve de barriga de aluguel para os meninos contratados e depois os vende.
Aquele time de Nova Serrana, o Nacional, campeão da Segunda Divisão, pertence a Zezé Perrela (foto EM/Superesportes)e alguns amigos. Porém usa atletas jovens do Cruzeiro, emprestados.
POR OUTRO LADO, Zezé Perrella bate pé em defesa da permanência de Gilberto, 37 anos, que negou sua ida para o Botafogo, mas revelou outra coisa: seu time do coração é o Fluminense. Gostaria de voltar ao Rio e jogar nas Laranjeiras.
Ao saber do interesse de tão ilustre torcedor, o tricolor carioca passou então a assediar Gilberto. Ou seja, os azuis ficaram livres (?) do assédio dos botafoguenses e caíram nas garras dos tricolores.
Caso fosse um jovem com as qualidades de Bernardo, Perrella teria emprestado de graça.
Gilberto, que anda às turras com a imprensa mineira, acusando-a de seu mau humor e dissabores, sobre o seu amor pelo Flu afirmou que beijaria o escudo tricolor e que nunca fez isso com qualquer outro time onde jogou.
Com o devido respeito aos torcedores viúvas do Gilberto. O Cruzeiro bem que devia liberá-lo para beijar o escudo do Fluminense o dia todo. Só Cuca sentiria falta dele. De repente, manda Cuca de contrapeso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.