segunda-feira, 6 de junho de 2011

CAIXA PRETA DA TOCA COMEÇA A SER ABERTA



SEI NÃO MAS PENSO QUE O CUCA PISOU DE NOVO NUM PÈ ERRADO. Como havia feito no caso de Roger. Fabrício resolveu girar a metralhadora na entrevista coletiva de hoje.Ele que fizera juras de amor ao Cruzeiro,revelando a vontade de fazer que nem o goleiro Fábio, encerrar sua carreira na Toca da Raposa, levou uma baita rasteira de Cuca antes do jogo contra o Fluminense. Lembram-se que Cuca anunciou que Fabrício iria substituir Henrique no Engenhão? Lembram-se, também, que Cuca informou no dia da viagem que Fabrício estava fora da delegação por causa de "um desconforto muscular e que ficaria na Toca, em tratamento? Pois é. Fabrício, ídolo da torcida, pensou bastante antes da entrevista. Pesou as palavras e mandou chumbo. Não está fim de polemizar, mas será invevitável, pois desde o início, expôs a sua insatisfação por ter sido cortado da viagem ao Rio de Janeiro, onde o Cruzeiro enfrentou o Fluminense no sábado, e por estar na reserva do time de Cuca.
Cuca e a mal dirigida e mal informada assessoria de imprensa chegaram a incluir Fabrício na delegação do Rio. Interessante foi que só no sábado, horas antes da partida, foi revelado que Fabrício tinha ficado em Belo Horizonte para se submeter a exames de imagem, consequência de dores musculares. Ou seja, Cuca é o responsável pela divisão interna no elenco. Os estrangeiros estão de um lado, calados e amolados com o tratamento dado a alguns deles. Montillo, por isso, caiu de produção. Os medalhões e líderes como Gilberto que queria sair, mas ficou por conta do Presidente, desgastado com a lateral-esquerda; Marquinhos Paraná com a lateral direita´, o zagueiro Léo com a reserva, apesar de entrar bem no time, estão de outro lado. Os garotos da base, então, chutam pedras no caminho: Diego Renan e Dudu, principalmente não sabem o que são. Pablo e Vitor não concordam com o rebaixamento de reserva de Paraná. Brandão veio pra colocar mais lenha na fogueira entre os atacantes que, com a raiva instalada, não acertarão nunca as redes adversárias.
No seu caso Fabrício considerou a medida errada. Este titular da Trincheira a considera uma molecagem. Falta de respeito com um atleta que tanto fez e pode fazer pelo Cruzeiro. Segundo o volante, seu desejo era viajar com o grupo e atuar contra o Fluminense. “Eu estava com um pouco de dor muscular, mas faz parte para quem está voltando de lesão. O treino é forte, a gente sente um pouquinho, mas o pessoal achou melhor, por precaução, me tirar do jogo. Foi feito um exame, não foi constatado nada, no sábado eu já estava bem melhor, mas é uma opção deles, eu tenho que respeitar. Estou aqui para cumprir ordens, lógico que não todas, mas a maioria a gente tem que acatar”, disse.
Fabrício não sabe se voltará ao time contra o Santos. Imagino que não, pelo que tenho visto do turrão e rancoroso Cuca. Vejam aí os casos de Roger e Diego Renan que botaram a boca no trombone. Só Gilberto chiou e não foi perseguido. Não sabe se volta não por sua causa,mas por causa do Cuca:
"Vamos ver. Depende do treinador, depende muito do treinador. Assim como eu queria estar nesse jogo de sábado, mas a comissão técnica, junto com o departamento médico, achou melhor eu ficar de fora. Então, só cabe a mim trabalhar, falar pouco, e demonstrar dentro de campo. É lógico que, para mostrar, a gente precisa das oportunidades, mas sempre respeitando o treinador e sendo profissional”.
Fabrício deixou claro que não quer atrito com Cuca pela imprensa. Apesar disso, suas declarações deixaram escapar algum descontentamento. “A gente tem que tomar cuidado. A gente quer se expor às vezes, demais, mas tem que tomar cuidado. Eu não gosto de ser pivô de polêmica, principalmente dentro do meu grupo. De repente, se eu falar alguma coisa aqui, ir de encontro ao meu treinador, querer jogar através da imprensa, é complicado. O que posso dizer mesmo é que, infelizmente, as oportunidades não estão vindo. Todo mundo sabe, vocês sabem, o torcedor, que não é burro, sabe, que jogador fica melhor quando está jogando. Então, é lógico que eu preciso de uma sequência para voltar a ser o que eu era”, .
O craque sugeriu a possibilidade de existir algum mal-estar em sua relação com o treinador. Deixou escapar que há algo fora de foco “É complicado. Muitas coisas se tratam internamente, infelizmente. Eu sei que é o trabalho de vocês querer saber tudo e seria até legal o torcedor saber também, mas é complicado a gente falar algumas coisas que se passam internamente. Então, a gente fica mesmo quieto, só pensando em trabalhar, ter a oportunidade de jogar. Falando muito, às vezes você expõe algumas coisas que não são legais, e eu não gosto de aparecer dessa forma”.
Conforme destaquei lá em cima, na semana passada, Fabrício expos sua vontade de prorrogar o seu contrato com o Cruzeiro por três ou quatro anos. E encerrar a carreira no clube, onde é ídolo da torcida.
Nesta entrevista, ciscou de lado, foi evasivo: “Não sei, não sei. O pensamento, é lógico, é sempre estar aqui. Mas, para isso, eu tenho que estar feliz. Mas tem muita coisa para rolar ainda até o final do ano, pode acontecer muita coisa. Como um torcedor me falou ontem, e eu achei legal, tem muita água para passar debaixo da ponte ainda. Temos que ter calma”.
Questionado se o seu momento era de felicidade, Fabrício pensou alguns segundos e respondeu: “Estou trabalhando, estou com saúde e tenho que estar feliz”. Num local onde o comando não une, apenas desune, ninguém pode ser feliz. Ou o Perrella assume antes de tornar-se Senador, ou a vaca vai pro brejo com chifre, boiadeiro, vaqueiros e montaria adjacentes.

Um comentário:

  1. É, o campeonato brasileiro começou e tudo q eu imaginei estar acontecendo o time do barro preto não é esse time todo q impresnsa diz por ai(foguete molhado, como eu disse na libertadores)....
    pelo contrario os perrelas tem q renovar esse time pois já estar sendo um time pededor.
    Quanto ao atletico o começo muito bom pois eu não acreditava nesse time no começo desse campeonato, pois algumas posiçoes ainda estão limitadas , mas o time tem a opotunidade diante do são paulo de cofirma sua boa fase, para gente ter certeza oq atletico vai fazer nesse campeonato esse ano, pois até agora ta muito cedo para dizer q o atletico vai brigar por alguma coisa nesse brasileiro.
    Ao america só lamento pois time bastante limitado q realmente vai brigar pra não cai , mas ainda eu acho q america pode se escapar pois ainda tem muito time pior q o amrica nesse brasileiro, e o ano do seu centenario estar ainda na elite do futebol brasileiro.
    LIBERTADORES,supreendente a classificação
    do penarol para final, pois o grande gigante adomecido voltou a dispultar a final terpois de muito tem , pois o grande penarol é 5vezes campeão da america, contra o santos q volta disputar a final da libertadores e com grandes chances de ganhar essa edição.
    ATÉ MAIS..........

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.