domingo, 19 de junho de 2011

CUCA PEDE PRA SAIR DE NOVO E SAI MESMO


Apenas três pontos conquistados dos 15 colocados em disputa e um aproveitamento de 20% no Campeonato Brasileiro, após cinco rodadas. Com esse contexto, o técnico Cuca não resistiu à pressão e pediu demissão do Cruzeiro neste domingo. O clube celeste agiu rápido e já anunciou o substituto: Joel Santana, que chega a Belo Horizonte nesta segunda-feira para assumir o cargo.
O empate diante do América, por 1 a 1, no clássico desse sábado, na Arena do Jacaré, pôs um fim a era de Alexi Stival, o Cuca, na Toca da Raposa II. A decisão partiu do técnico. Segundo o diretor de futebol do clube, Dimas Fonseca, o agora ex-comandante estrelado colocou o cargo à disposição na madrugada deste domingo, após o retorno da delegação de Sete Lagoas. Ele foi convencido a pensar mais um pouco, mas manteve a decisão na manhã deste domingo, numa reunião com a diretoria.
Apresentado pelo clube no dia 9 de junho do ano passado, Cuca pegou o time em 11º lugar na classificação do Brasileirão e levou a Raposa ao vice-campeonato.
No total, o treinador dirigiu a equipe em 60 partidas. Nesses compromissos, somou 37 vitórias, 11 empates e 12 derrotas. Foram 119 gols marcados e 52 sofridos.
Com o time da Toca, Cuca foi campeão mineiro em 2011 e amealhou a melhor campanha da fase de grupos da Copa Libertadores, sendo eliminado depois pelo Once Caldas, nas oitavas de final.
Depois da eliminação precoce na competição continental, o time azul entrou numa descendente no Brasileiro: foram três empates caseiros por 1 a 1 (Palmeiras, Santos e América) e duas derrotas fora de casa, para Figueirense (1 a 0) e Fluminense (2 a 1).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.