quarta-feira, 29 de junho de 2011

MOMENTO DA RECUPERAÇÃO



O tombo maior na rodada passada foi o do Galo, sem dúvida. Poderia ser terceiro colocado se tivesse vencido o Flamengo. Não venceu, tomou de goleada e caiu da quinta para a décima colocação, com oito pontos ganhos. É fundamental que vença o Internacional, nesta quinta, às nove da noite, também na Arena do Jacaré. Sem qualquer programação de motivação da torcida, Dorival Júnior, Comissão Técnica e atletas acreditam que o maior apelo é o amor da massa que não falha jamais.
Bom, é o que o tempo conta a todos nós. Na verdade, o torcedor está amolado, cabisbaixo, porém nada que impeça a lotação do estádio de Sete Lagoas. Ainda mais depois do pedido de “vergonha na cara” do capitão Rever após a goleada no Rio. Daniel Carvalho destacou que o “carão” de Rever foi, também, um verdadeiro tapa na cara de cada dos companheiros. E no seu próprio, entendo eu.
Rever (foto) pediu desculpas ao elenco. Correto. Esperava tudo dele, inclusive o “carão”. Afinal, por mais que se tenha destacado na partida, Rever teve seus deslizes, bem menores que o companheiro de zaga, Léo Silva, e os demais membros da defesa. Mas, ainda assim tem culpa no cartório.
Não é bom momento para acontecimentos como o de Richarllyson que se envolveu num acidente sem maiores consequências com um motoqueiro. O fato desagradável é que foi de madrugada. Justo agora que se fala na sua volta ao time. Pegou mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.