quarta-feira, 6 de julho de 2011

UM OLHO NO NORTE E O OUTRO NO SUL

Após o final de semana de dar calo nas vistas, assistindo peladas oficiais da Copa América, estamos de volta ao Campeonato Brasileiro neste meio de semana. Que os deuses do futebol caprichem com a gente! Estaremos de olho na Arena do Jacaré, onde o Cruzeiro recebe o Grêmio, que trocou de treinador e vive uma situação igual àquela que os azuis viviam antes da chegada de Joel Santana. Lá em cima, no norte (ou nordeste?) o Galo na beira do buraco negro enfrenta o Ceará, sempre perigoso em casa. Os cearenses estão na primeira colocação do G-4 do Mal, com 7 pontos e o Atlético a um passo fora, com 8. De arrepiar este confronto!
O Cruzeiro faz sua terceira partida sob o comando de Joel Santana. Venceu as outras duas dentro do limite. Fez melhores jogos com Cuca e não venceu, levou gol no finalzinho. Com Papai Joel já foi diferente nesse quesito: não jogou bem e marcou seus gols pouco antes do apito final do árbitro. Sinal de que os deuses do futebol mudaram de humor quanto ao time do Senador.
A tendência de Santana é manter o time que venceu o Vasco, no Rio. Isso é bom, porque ajusta o conjunto. O entra-e-sai causou estragos. Na defesa, o time perdeu Victorino pra seleção uruguaia e Léo, por contusão. Entrou Naldo. Na lateral direita, Vitor está voltando aos poucos, após curado de lesão. Na esquerda, o antigo titular Diego Renan ganhou nova oportunidade. Afinal, já fez l00 jogos com a camisa titular e só Cuca entendeu de encostá-lo. Mexidas forçadas, também, no meio-de-campo: Henrique, Gilberto e Roger foram pra enfermaria. Roger está liberado e Fabrício quase em forma. No ataque, Thiago Ribeiro também ficou no estaleiro um bom tempo. Não é mole remontar a equipe e Joel terá de fazer isso aos poucos. Para a partida desta quarta contra o Grêmio repete Fábio; Vitor, Naldo, Gil e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Leandro Guerreiro, Fabrício e Montillo; Thiago Ribeiro e Wallyson.
Além do novo treinador Julinho Camargo, ex-auxiliar técnico de Paulo Roberto Falcão no Internacional, o Grêmio estreia um velho conhecido dos mineiros: o volante Gilberto Silva, campeão do mundo revelado pelo América e com passagem vitoriosa pelo Galo. A campanha dos gremistas é ruim, tanto que custou o emprego de Renato Gaúcho, agora contratado pelo Atlético Paranaense, na vaga de Adilson Batista. Porém, nada disso deve ser levado em conta. Numa comparação entre os adversários da Arena, o Cruzeiro supera o Grêmio no item “Moral Elevado” por causa das duas vitórias seguidas: uma em casa e a outra como visitante.
Dorival Júnior esconde o time que enfrentará os cearenses em Fortaleza. Todavia deixou vazar uma informação que dispensa a formal apresentação da escalação. Haverá mudança tática. O Galo jogará num 4-5-1 pra melhorar a marcação no meio-campo e resguardar a defesa. Teoricamente terá apenas Guilherme no ataque. A entrada de Caio no time titular no lugar de Magno Alves não significa que ele será improvisado. Caio atuará dentro de suas características, como meia-atacante ao lado de Renan Oliveira que volta à equipe.
Leandro estará na lateral esquerda no lugar de Guilherme Santos e Roger na direita na vaga de Patric. As torres gêmeas continuam firmes na zaga e pode haver o rodízio de goleiro saindo Renan Ribeiro pra entrada de Geovani. Gilberto pode retornar ao meio-campo como primeiro volante. Ao lado de quem? Estes detalhes, Dorival ainda mantém em segredo.
A oitava rodada além das partidas que envolvem Atlético e Cruzeiro terá nesta quarta Internacional x Atlético Paranaense, em Porto Alegre: Avaí x Bahia, na Ressacada; Corinthians x Vasco, no Pacaembu; Flamengo x São Paulo, no Engenhão. A rodada será fechada amanha, quinta-feira, com Botafogo x Atlético Goianiense; Coritiba x Figueirense, no Couto Pereira; América x Palmeiras, na Arena do Jacaré. O jogo Santos x Fluminense foi adiado para o dia 24 próximo.

3 comentários:

  1. Paulo Hamacek BH6 de julho de 2011 10:25

    Caro analista , como é duro ler e ouvir que o goleiro Renan Ribeiro falhou contra o Inter . O cara mete uma rosca , na grama úmida , e sobra para o rapaz . Em Minas , infelizmente , sobra para o arbitro , tecnico e o goleiro . Após um gol , o narrador sempre pergunta : era defensavel , foi falha ,etc . Vai ser muito dificil encontrar outro substituto. Quer marcar contra o Atletico , ataque pelo lado esquerdo . Não foi a toa que a torre Rever ficou 8 meses na Alemanha e só jogou 20 minutos . No chão é uma negação , no alto , os de lá são melhores .

    ResponderExcluir
  2. O goleiro é uma posição de confiança do treinador. Penso que Renan está mal treinado no momento, principalmente nas saídas de gol nas bolas aéreas. /vamos ver se o Geovani resolve.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Flávio, como sempre!! Seus textos são um colírio para os olhos e um alento para a mente, em meio a tantos textos ruins que circulam por aí e, absurdo maior, em jornais de grande expressão.
    Toda vez que leio sua coluna me sinto premiada por conhecer uma pessoa tão lúcida quando o assunto é esportes (futebol, principalmente).
    Um beijo enorme.

    Adriana
    P.S. Bom ver, também, que Flavinho está seguindo o seu brilhante caminho.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.