terça-feira, 30 de agosto de 2011

CABEÇA DO PAPAI JOEL VIRA TURBILHÃO


A cabeça do técnico Joel Santana está a mil. Um quebra-cabeça para escalar o Cruzeiro contra o Figueirense, em Ipatinga, e nas próximas rodadas do Brasileiro.Os resultados dos exames de Vítor e Wellington Paulista acusaram estiramento grau 2 na coxa e os atletas ficarão afastados por 3 ou 4 semanas. Outra ausência será o lateral Diego Renan, que vai ficar em tratamento, pelo menos por 7 dias, por causa de um edema.
Para complicar a vida de Joel, o time não terá nesta quarta Fábio, Naldo e Montillo suspensos pelo terceiro cartão e Ortigoza convocado pra Seleção paraguaia.
Na rodada do fim de semana, o time celeste enfrenta o Palmeiras, em São Paulo .Depois o Fluminense. Para o compromisso com os cariocas, Joel deverá ter Diego Renan à disposição. Vítor e Wellington Paulista são de recuperação mais lenta, e não jogam contra o Santos, América e Coritiba. A previsão é que eles retornem apenas na 27ª rodada, contra o Grêmio.
Não sei como Joel pretende utilizar Victorino. Sei apenas que ele não pode, também, ficar fora da equipe. Aos 31 anos, sem jogar há um bom tempo, apenas treinando, o zagueiro Cribari deve estrear na Série A do Campeonato Brasileiro. Ficou 13 anos na Itália. É a principal opção do técnico Joel Santana pra substituir Naldo, que cumprirá suspensão automática, em jogo contra o Figueirense. Victorino nem no banco?
Cribari admite que esteja ansioso para entrar em campo pelo Brasileirão e defender o Cruzeiro pela primeira vez. "Eu venho treinando ai já há uns 40 dias com o grupo e é um momento que eu esperava sinceramente há uns 13 anos na minha carreira, se houver mesmo a oportunidade nesta quarta-feira", afirmou.
Contratado junto ao Napoli, Cribari chegou ao Cruzeiro no princípio de julho. Revelado pelo Londrina-PR, o jogador, que nasceu em Cambará-PR, transferiu-se para o futebol italiano em 1998. Durante 13 anos no futebol italiano, o zagueiro passou por cinco clubes: Empoli (1998 e 2004), Udinese (2004 e 2005), Lazio (2005 e 2010), Siena (2010), além do Napoli, onde ficou entre 2010 e 2011.
Penso que o grande problema do time esteja no gol. Afinal, a ausência será de Fábio, o santo protetor da equipe no Brasileiro. Entra o menino Rafael, bom goleiro, mas nada ainda comparável a Fábio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.