sábado, 13 de agosto de 2011

CRUZEIRO FAZ AS PAZES COM A TORCIDA

O TIME FOI ESCALADO BEM OFENSIVO: dois volantes, dois alas, dois meias e dois atacantes. O adversário, desesperado, não saía lá de trás e sofria marcação cerrada em seu próprio campo. O Cruzeiro abriu o marcador rapidamente com Fabrício, em belo lançamento de Roger. Logo depois, marcou o segundo: Anselmo Ramon escorando de carrinho o cruzamento de Vitor pelo lado direito. A fome era tanta que não demorou quase nada e o beque Welton Felipe, aquele revelado no Atlético, perdeu a bola na pressão de Wellington Paulista que arrancou livre área adentro. Foi derrubado por trás pelo grandalhão e desajeitado zagueiro agora no Avaí. Pênalti: Montillo cobrou e fez 3 a 0. Welton Felipe como determina a lei foi expulso.
Os azuis não estavam satisfeitos: antes do final do primeiro tempo Vitor foi derrubado na área em outra penalidade. O argentino Walter Montillo, artilheiro do time e um dos que brigam pela artilharia da competição, perdeu a chance de fazer seu oitavo gol. Bateu fraco e mal. O goleiro Felipe pegou.
No segundo tempo, o time de Joel Santana esfriou e caiu de produção. A torcida passou a pedir mais um, mais um, mais um. E Papai Joel atendeu: botou Thiago Ribeiro no lugar de Roger e alguns minutos em seguida entrou com Ortigoza no posto de WP9. As mudanças deram certo. Thiago Ribeiro fez 4 a 0 pelo lado esquerdo e Ortigoza marcou um golaço, driblando com a direita e colocando com a esquerda no ângulo de Felipe: Cruzeiro 5 a 0. Subiu pra 21 pontos e melhorou, por enquanto sua posição na classificação geral.
NOS OUTROS RESULTADOS deste sábado, além da goleada do Cruzeiro e da derrota do Coelho, o Atlético-PR quase atropelou o São Paulo no Morumbi. O time de Adilson foi salvo por um gol de Rivaldo, aos 47m do segundo tempo e empatou em 2 a 2. O outro Atlético, o goiano, em casa, não tomou conhecimento de Neymar, Ganson e cia: derrotou o Santos por 2 a 0 com o Serra Dourada lotado de santistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.