sábado, 20 de agosto de 2011

CRUZEIRO JOGA MAL, FEIO, MAS VENCE CEARÁ.

Gil que aparece na foto ( Célio Messias- AE) duelando com
Marcelo Nicácio, do Ceará, será negociado com o Valencienne
da França. Outro que sai.
Pelos 45m minutos iniciais, os quase 7 mil torcedores que pagaram ingresso no Parque do Sabiá pra assistir Cruzeiro x Ceará, pela 18ª rodada do Brasileiro ficaram pessimistas com relação ao resultado final. Os cearenses mandaram no jogo, com a trinca Osvaldo, Boiadeiro e Zé Humberto envolvendo constantemente a defesa azul. Logo aos 7m, Osvaldo driblou Diego Renan e fez o passe pra Thiago Humberto. Da entrada da área, este soltou uma bomba de perna esquerda e acertou o travessão. Roger e Montillo bem marcados não criavam nada. O ataque de WP-9 e Ortigoza não funcionavam. No segundo tempo, o Vovô voltou animado mais ainda. Logo no início, Egídio fez Fábio trabalhar em grande defesa. O técnico acordou após o Ceará perder um gol incrível. Nicácio driblou Fábio e chutou pro gol vazio. Vitor salvou em cima da linha. Aí Joel resolveu mexer: sem maiores opções pra melhorar o ataque, prender mais a bola na frente, tirou Ortigoza e colocou Reis.
Aos 25 minutos, veio o desafogo: Fabrício ligou rápido contra-ataque, com Montillo, que acionou Wellington Paulista. O atacante foi derrubado por Anderson Luís e o juiz marcou o pênalti. Montillo cobrou: 1 a 0 para o Cruzeiro.
Logo após o gol, Roger sentindo cãibras deixou o gramado, e Joel agiu certo: colocou o terceiro volante Charles, que fez sua reestréia com a camisa azul. Antes do apito final, o técnico Joel Santana ainda foi expulso por atirar sua prancheta no chão. Porém, sua manifestação foi de revolta com uma bola perdida por Montillo, num bom contra-ataque. O juiz entendeu que ele reclamava de uma provável falta sobre o meia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.