quinta-feira, 25 de agosto de 2011

FOTOS DE JORGE CONTIJO MOSTRAM O KALIL DA COLETIVA


(Peço licença pra mostrar a melhor obra da coletiva que é o trabalho fotográfico de Jorge Gontijo, publicado no Superesportes. Desculpe-me, mas penso que foi o que de melhor sobrou da coletiva. O trabalho de Gontijo, um mestre da fotografia, mostra as vicissitudes de Alexandre Kalil, em diversos ângulos de seu perfil).


URSO BRAVO SAIU DA TOCA; aí a montanha rugiu, rugiu, durante quase uma semana, e pariu um camundongo. Porém desviou o foco do clássico no qual o Galo é mandante; encheu a torcida de responsabilidade e quase todos os ingressos foram vendidos. Anunciou uma lista de dispensa de araque, com três nomes de ex-titulares – Toró, Guilherme Santos e Geovanni Augusto. E mandou recado à oposição que começava a se assanhar: será candidato à reeleição em dezembro.
Pela manhã tentei falar com Alexandre Kalil, antes da coletiva. Especulava-se muita coisa e fui atrás do verdadeiro motivo. Ele me atendeu, porém estava soturno, de pouca conversa, que decidi desejar-lhe apenas juízo. Pra dizer a verdade, da coletiva tirei de bom pouca coisa: a confissão do presidente de que errou no planejamento dos jogos de volta ao Ipatingão; o Galo retornará à Arena de Sete Lagoas. E a liberação de Obina, “meu grande erro”,
A coletiva de Kalil está em todos os sites, jornais, gravações e etc. Pesquei o trecho inicial, bem no seu estilo: “Eu vim aqui hoje depois de uma longa conversa com a minha família, que se resume nos meus filhos, porque não tenho mulher, nem namorada. Eles acharam por bem que eu deveria fazer uma declaração para a torcida do Atlético, e, logicamente, responder a todos pelo momento que nós passamos”
“A declaração que quero dizer é a seguinte: eu sou candidato à presidência do Atlético no final do ano. Meu nome estará na cédula e o Conselho poderá consagrá-lo ou tirá-lo. Se há algum movimento pensando em me desestabilizar como dirigente, esqueça. Quero dizer que é legítimo que qualquer atleticano, que esteja dentro da legalidade estatutária, seja candidato a presidente, até porque, estou dando a notícia para quem quer se candidatar. Está muito bom ser presidente. O cara vai pegar um clube organizado, bacana. É ótima oportunidade para os que querem ser presidente”.
Lembro-me que Kalil, certa vez, afirmou que o Atlético precisa de 10 anos de boa direção. Disse mais: “Não é o Alexandre Kalil. Tem muita gente aqui dentro capaz de tocar o Atlético. O Atlético precisa de dez anos de boa direção. Só não sei se o outro lado aguenta. O Atlético aguentou 10 anos. Se fizermos 10 de boa administração aqui, nós só vamos ter um time na cidade”.
Na coletiva Kalil explicou o motivo de tentar a permanência no comando do Galo: “Eu quero colher o que foi plantado aqui dentro, e eu vou colher, certamente. Isso aconteceu no Santos e no Internacional. O Marcelo Teixeira organizou o Santos e ele vem ganhando. O Atlético anda muito bem e o orçamento deste ano já está devidamente fechado. Não temos problema para levar o Atlético até dezembro. Eu, ou qualquer outro presidente, já pega o orçamento fechado”.

Um comentário:

  1. mf1947teresa@gmail.com
    Maria Francisca Teresa de Sousa Gomes


    Prezado amigo,
    Sou Cruzeirence e nem me importo com o Atlético .Desculpe-me e Boa Sorte para vcs.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.