quinta-feira, 11 de agosto de 2011

GALO SÓ COM AJUDA DE SÃO JUDAS TADEU OU BANHO DE DESCARREGO

Aos incrédulos, eu insisto afirmar que o time do Galo precisava no momento mais de uma visita à Igreja de São Judas Tadeu, o das causas impossíveis, meu santinho protetor, escolhido por dona Geralda e que jeito naquele encapetado menino da ex-rua das Flores. É verdade, também, que minha doce mãezinha não abria mão de recorrer às benzedeiras nos momentos de aflições mais do que aos médicos.
E não é de hoje que ouço a voz sábia de velhas e fanáticas torcedoras pedindo-me que sopre isso no ouvido de Alexandre Kalil. Seria coisa fácil, com aquele par enorme de orelhas que Kalil tem, o diabo é encontrar com ele. Cada um de nós preso na sua toca.Visto ser ele um dos leitores desta Trincheira vai lá a recomendação.
O pedido de desculpas à Virgem Azul pintada de preto não vingou. A coisa foi feia demais. Eu sei que botaram a culpa no pobre do Alexandre Kalil incapaz de fazer tamanha besteira pela criação familiar que teve. E garanto que ele nunca passou pela orientação daquele pastor da Igreja do Edir Macedo que chutou a virgem na televisão.
Na minha rasa convivência ecumênica, recomendo, também, como fazia dona Geralda recorrer a algum respeitável pai-de-santo, em terreiro qualificado, e pedir o tradicional banha de descarrego.
Ah, existe heterogeneidade do elenco. Existem os crentes, os ateus, os evangélicos, católicos e os preguiçosos. O banho de descarrego, debaixo de uma cachoeira, sei que será de agrado de todos. Pode ser recomendado sem que percebam isso. Basta que os comandantes acreditem no que será feito.
Com aquela cara de anjinho de cabeça encaracolado, bem dissimulado, Cuca é capaz de bater até prego com testa numa cruz numa das cerimônias de crucificação.
No mundo do futebol, enquanto alguns contestam a validade de acreditar-se em Sorte e Azar, sempre respondo como humor dos deuses do futebol. E tenham certeza: existem sim. Bem Humorados protegem o time do time e de mau humor execram o outro, que não é do dia deles.
O Galo contra o Botafogo
foi o mesmo de Dorival Júnior. Cuca não mudou nada a não ser voltar com Rever, corrigindo uma injustiça. O time teve pleno domínio e tanto que chutou 18 vezes ao gol dos cariocas, enquanto estes chutaram três. Os daqui fizeram l gol e os visitantes dois. Final: Botafogo 2 a l. Resultado que obrigará ao Galo fazer das tripas coração pra inverter a situação no Engenhão, dia 23, terça-feira..
No primeiro tempo, o tal Braatz, melhor assistente do mundo, errou cinco impedimentos do ataque do Galo quando as situações eram plenamente favoráveis. O outro não errou nenhum.
No apito, um juiz de primeira linha, porém acostumado a tropeçar contra os times mineiros: deixou de dar o pênalti em André, o que poderia ser o gol de empate. Como quarto árbitro, outro pré-frio: Eder Roberto Lopes. Peso demais nas costas do estreante Cuca.
O novo técnico do Atlético mostrou coragem na mudança que fez logo aos 25m de jogo, trocando Patric, sobre intensa vaia da torcida, porque tropeçou na bola no lance do primeiro gol do Fogão aos 6m. Maicosuel tomou, cruzou El Loco escorou e Herrera completou. Geovani fez o olhar de ator da novela das 8´.
Veio o segundo gol, num contra-ataque espetacular e Maicosuel apareceu na cara de Geovani, aos 38´. O Galo achou seu gol antes de encerrar o primeiro tempo, com Richarlyson de carrinho num cruzamento de Serginho. Logo depois, Caio cabeceio de peixinho uma bola na trave.
Na fase final, com Berola, André, Mancini no ataque, mais Caio vindo por trás, o Galo teve várias oportunidades. Berola perdeu duas vezes, Mancini, também, André outras vezes, e o gol de Jefferson estava fechado. O ex-goleiro do Cruzeiro pegava tudo. Aí, o jogo esquentou e Toró acabou expulso.
Que se cuide mais, Cuca, domingo tem o Coritiba, que você conhece bem, no Couto Perreira, na bela capital paranaense.
NOS DEMAIS JOGOS da Sul Americana nada de novo: o Flamengo continua vencendo. Fez l a 0, com de Ronaldinho Gaúcho, dentro da jogada característica do poderoso clube de Patrícia Amorim. De pênalti,
O Adilson Batista, na sua via crucis como treinador de time grande, tomou de virada do Ceará por 2 a 1, em Fortaleza. Tem tudo pra reverter o quadro no Morumbi. Mas, derrota é derrota, soma pacas no currículo do técnico.
SOBRE A SELEÇÂO BRASILEIRA, gostei de Robinho, alguns minutos do time, alguns lances de Neymar, como o do seu gol, e vi uma repetição dos erros da Copa América. Daniel Alves, conforme já disse é bom no Barcelona, e André Santos é do tamanho ideal no futebol turco. Que fique por lá mesmo e venha Marcelo do Real Madrid. Estão punindo este menino ou a Seleção?

2 comentários:

  1. POR tudo q dorival não fez no atletico nesses quase um ano de trabalhor foi bem aceito essa demissão do dorival, pois um treinador q ficar um ano no clube e não fizer alguma coisa produtiva tem q ser demitido realmente, agora
    espero q o atletico não troque seis por mei duzia como se diz, pois o cuca pra mim não é nada de essepcional, mas tem tudo pra se dar bem no atletico se presidente entende um pouco mais de futebol e não contratar mais jogadores como patrick,caio,marquinhos cambalhota e fecha o ciclo de alguns jogadores como renan oliveira e guilheme santos q não tem nehuma capacidade de vestir a camisa do atletico,e do mais tomara q galo ganhe do botafogo la no rio e se classifique
    pois a unica salvação do atletico nesse ano e essa copa sulamericana , pq brasileiro mais uma vez o atletico vai brigar na parte intermediaria do campeonato(INFELIZMENTE).
    ATÉ MAIS.....

    ResponderExcluir
  2. ESTE CARA É IGUAL A VOÇE OS DOIS NÃO SABE DE NADA. O GALO AGORA DO CUCA Ñ GANHA DE NINGUEM MENOS DO MEU FOGAO lÁ NO NOSSO CAMPO.

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.