quinta-feira, 25 de agosto de 2011

INTERNACIONAL CAMPEÃO


DEU MOLEZA O Dorival chega lá. Mal aportou no Gigante da Beira-Rio, o ex-atleticano Dorival Júnior abiscoitou o seu primeiro título com o Internacional. Salvo melhor juízo, comandou o time em três dois, sendo dois contra o Independiente de Buenos Aires; perdeu lá (2 a 1) e venceu cá (3 a 1) com nova atuação de gala do centroavante Leandro Damião, autor de dois belos gols.
O terceiro, de pênalti, no finalzinho da partida, cobrado por Cleber, assegurou o título da Recopa aos gaúchos.
Pra sua informação: A Recopa é disputa entre o campeão da Libertadores e o campeão da Sul-Americana.

VISTO ESTARMOS na pouco prestigiada Copa Sul Americana, convém destacar ao menos a nova vitória do Flamengo, na partida de volta, sobre o Atlético Paranaense. Ambos entraram com times mistos e foram se reforçando com o andar da carruagem.
O Mengão deixou pra colocar William no segundo tempo. Desde o início escalado, o campeão mundial sub-20 Negueba infernizava a vida do Furacão. Com a entrada de William, o técnico Renato Gaúcho começou a sentir que a vaca iria pro brejo com chifre e tudo. O empate classificava o Fla que venceu na ida por l a 0, gol de RG-10.


Então, Vanderlei Luxemburgo decidiu lançar sua arma mortal. Trocou Fael por Ronaldinho e mandou o time parar de cruzar bola na área para o seu tanque desajeitado. Só não contava que RG-10 faria exatamente o que Fael não fez: um gol de cabeça.
Minutos antes de sair, Fael perdeu daquele gol Inacreditável, estilo Deivid. Já RG-10 estava no pé da trave, sozinho, apenas encostou a cabeça na bola e a empurrou para as redes. A primeira vitória do Flamengo na Arena da Baixada: l a 0, gol de RG-10. Que fase o moço vive!
NAS OUTRAS partidas da fase nacional da Copa Sul-Americana, o São Paulo atropelou o Ceará no Morumbi por 3 a 0, gols de Cícero, Lucas e Dagoberto, juntando-se ao Botafogo, que eliminou o Galo, e Flamengo. O quarto time sairá do confronto entre Palmeiras x Vasco.
O PEIXE, já com vaga garantida na Libertadores do ano que vem, como atual campeão da competição continental, tem mostrado plena recuperação no Brasileiro, onde frequentou por várias rodadas a zona do rebaixamento em função de partidas adiadas. No jogo atrasado da oitava rodada, passou pelo Fluminense, na Vila Belmiro. Atingiu 21 anos, mais longe do buraco negro. Além disso, tem agora o artilheiro do campeonato: Borges fez os dois gols da vitória sobre o tricolor carioca. São 12 gols em 15 partidas e a artilharia do Campeonato Brasileiro. O gol do Flu foi marcado por Rafael Moura, outro destaque na competição.
OS ARTILHEIROS principais do Brasileiro são os seguintes: Borges, com 12 gols; Ronaldinho Gaúcho, com 10; Deivid, Leandro Damião, Montillo e Rafael Moura, com 8: Alessandro, do América, com 7. Vejam que Montillo, como meia-atacante, está em ótima companhia. Ao lado de grandes artilheiros do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.