segunda-feira, 26 de setembro de 2011

CRUZEIRO RESSUSCITA ATÉ DIEGO SOUZA


DIEGO SOUZA ressuscitou diante do Cruzeiro na Arena do Jacaré. Por essa ninguém esperava. Parecia conto da carochinha as notícias que chegavam aqui na província dando conta da recuperação dele no Vasco da Gama. Principal jogador do time na temporada sensacional do time carioca, campeão da Copa do Brasil. Pois é! Diego fez os três gols na vitória vascaína e deu um espetáculo à parte, com lances do melhor estilo de um craque. O terceiro gol, marcado aos 35m foi uma obra prima. Diego Souza dominou no peito dentro da área, deu um chapéu em Fábio e empurrou de cabeça para a meta vazia. Antes, já havia provocado a expulsão de Marquinhos Paraná que o segurou quando o atacante partia pra cima de Fábio. Acertou a trave numa bicicleta linda, lance anulado por impedimento.
O Cruzeiro de Emerson Ávila começou com vontade, porém entregou-se após o primeiro gol de Diego Souza. Nada funcionou: Cribari e Victorino não se entenderam. Roger até que tentou, fez um gol em impedimento e perdeu outro logo depois. Montillo, sozinho, foi anulado. Everton e Vitor nada fizeram. Charles lutador; Marquinhos Paraná, cansado e entregador. Fabrício desanimado e Keirrison que entrou depois na vaga de Bobô desinteressado.
Resumindo: o Cruzeiro bagunçado e ameaçado.
Humildemente, o jovem técnico Emerson Ávila encarou a Imprensa e sentenciou: “se a solução for trazer outra pessoa, que seja”. Ele não merece passar por isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.