quarta-feira, 7 de setembro de 2011

GALO NÃO BOTA ÁGUA NO CHOPE DE CENI

Rogério Ceni foi o dono da festa no Morumbi










MAIS DE 60 MIL TORCEDORES fizeram imenso barulho e colorida festa no Morumbi por causa dos mil jogos do goleiro/artilheiro Rogério Ceni, com a camisa do São Paulo. O pensamento do Galo, após duas vitórias seguidas, era de atrapalhar a festa sãopaulina. Esteve perto disso. Porém, o descuido de sua defesa no começo do jogo - aos 19 ou 25 segundos? - avacalhou os planos de Cuca. O São Paulo fez l a 0 com o garotão bom de bola Lucas. Golaço, por sinal. A reação do Atlético veio rápida: aos 11m, Daniel Carvalho cobrou escanteio e Rever subiu com estilo pra vencer o festejado Rogério Ceni: l a l. Aos 35m, André saiu de campo outra vez lesionado e Guilherme entrou. Não fez nada.


Na fase final, o jogo estava igual, equilibrado e qualquer equipe poderia ter marcado. Foi o São Paulo que marcou o gol da vitória, aos 7m, com uma bomba de Dagoberto da intermediária. Aos 38m, pra não perder o costume Léo Silva entrou pra valer em Cassimiro e recebeu direto o cartão vermelho. Com o resultado, o SP foi a 41 pontos, 12 vitórias, e por enquanto é o líder. O Galo permanece na entrada da Z-4, porque o Avaí perdeu em casa para o Santos por 2 a 1. O time de Neymar mantém boa subida e jogos adiados.



COELHO SOFRE APAGÃO DIANTE DO INTER

Falta de garra e bravura não foi. O Coelho entrou em campo contra o Internacional disposto a repetir a boa atuação que teve diante do Vasco. Ficou na vontade, apenas. No mais só se deve admitir que o time sofreu tremendo apagão após levar o primeiro gol logo aos 3m. Andrézinho cobrou escanteio e Rodrigo Moledo marcou de cabeça: l a 0.
Nocauteado em pé, o América levou 2 a 0 através do goleador Leandro Damião, em jogada de Oscar, aos 7m. Antes dos 10m, o time de Givanildo já perdia por 3 a 0, com novo gol de pênalti, cometido em Guiñazu por Otávio e convertido pelo argentino D’Alessandro.
Os mineiros esboçaram a reação aos 24m . Marcos Rocha foi à linha de fundo e cruzou pra André Dias completar. Na base do entusiasmo o Coelho foi pra cima, mas tomou o troco logo depois com o quarto gol, anotado por Oscar. Quentíssimo o jogo! Aos 36m, Amaral cruzou da lateral direita e Kempes, de cabeça, marcou o segundo gol.
A reação do Coelho começou aos 24 minutos. Marcos Rocha apareceu bem na linha de fundo e cruzou na medida para André Dias. O atacante cabeceou com força, sem chances para o goleiro Muriel. O gol mexeu com o brio dos jogadores americanos, que passaram a pressionar os donos da casa. Mais uma vez, contudo, quem voltou a marcar foi o Inter, com Oscar. O atacante recebeu na ponta-direita, se livrou de Marcos Rocha e acertou um belo chute no ângulo de Neneca.O América não se abateu e seguiu em cima do colorado, explorando principalmente os espaços deixados pelo lateral Kleber. A persistência surtiu efeito e Kempes, aos 36 minutos, aproveitou cruzamento de Amaral da lateral direita e testou para as redes. No segundo tempo, foram lances dos dois lados. O América atrás do terceiro gol e o Inter querendo aumentar a goleada. Ficou mesmo nos 4 a 2.







3 comentários:

  1. Pois é, Flávio, cantei a pedra aqui. A troca de Bernard por Serginho seria desastrosa. O Galo só ganhou UM jogo com serginho em campo, pode conferir. E perdemos a saída de bola em velocidade e o contra-ataque. Chamamos o SP para cima de nós.

    Só o Cuca e o Abras não enxergaram o óbvio. Incrível saber o quanto esses treinadores ganham para fazer burradas como essa.

    saudações,

    Marcio.

    ResponderExcluir
  2. Caro Flavio,pra futebol, aqui em Minas este ano fica apenas a expectativa de que dos dois que estão na bica pra cair, pelo menos um se salve,e que ano que vem, com um estadio em BH tenhamos melhor sorte,ja que pelo visto o Cruzeiro está seguindo o caminho de Galo e Coelho,ao que parece,tentando com todas as forças cumprir o mesmo papel mediocre que tem feito os seus rivais locais.O Cruzeiro esta fazendo como no Galo,na hora do aperto joga alguem de casa na fogueira,este Emerson Avila merece mais do que assumir o time principal numa situação ja desconfortavel na tabela,para um clube que começou o ano como candidato a tudo,de menos aos micos,como o de contratar Joel Santana.

    ResponderExcluir
  3. M�rcio e Dale, suas opini�es s�o conscientes. A sacada de Bernard foi desastrosa e preconceituosa, contra os jovens da base. Em que pese, Serginho ser da base tb mas anda mal.Quanto ao Cruzeiro, Dale, fez tudo quanto foi poss�vel de besteira este ano. Inclusive ganhar um senador bionico, sem um voto pessoal sequer. Sarav� irm�os. Que os santos nos ajudem a sair dessas

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.