sexta-feira, 28 de outubro de 2011

CRUZEIRO: OU BOTA FOGO NO ENGENHÃO OU SAI TORRADO.

“Flávio Anselmo! Sou fã de seu trabalho e o "acompanho" há um bom tempo. Como bom (aliás, ótimo) atleticano, é óbvio que sou anti Cruzeiro em gênero, número e grau e sugiro que o senador seja rebatizado como "Zezé Ruela", afinal, ele mais que merece!”. A mensagem é do leitor Marcos Henrique –BH.

Por que eu a transcrevo? É pra que ZZ Senador não se esqueça jamais do infeliz momento em que sua velha arrogância levou-o afirmar que “mudaria de nome se o Cruzeiro caísse”. Na época, os números já sugeriam queda vertical e em vez de buscar o remédio contra o descenso, ele preferiu vender Dudu e Thiago Ribeiro



 (

                                                 Dois amigos: Loco Abreu e Victorino
E o que mais se pode fazer agora? Vencer o Botafogo no Rio é uma das opções. Subir degrau a degrau. Com ousadia, superação e unidade no grupo. Talvez o elenco do Cruzeiro após várias sacudidas tenha chegado ao estágio da humildade de reconhecimento.

Se todos fizeram a borrada e agora terão de limpá-la pra justificar o cartaz que os trouxe à Toca da Raposa II. E para jogar com salários em dia, pagamentos em ordem, num dos clubes mais bem estruturados do País. Ainda que banhado da arrogância perrelista.

Acredito nas possibilidades do time no jogo de hoje no Engenhão, a despeito dos deslizes de Vagner Mancini em insistir com os veteranos fora de forma física.

Escalar Charles e Roger de cara é uma temeridade. Mais porque o elenco tem Sandro Manoel e Ebert na ponta dos cascos. Há certa dúvida, também, quanto a Léo de lateral direita. Não será nunca um lateral. É uma linha de quatro zagueiros fechando Marquinhos Paraná pelo lado esquerdo. Diego Renan ficará liberado junto com Montillo e Roger na armação. Charles, à meia-boca, e fora de suas características fará o primeiro combate na frente da zaga.

Agora não adianta discutir sexo dos anjos: é preciso acreditar. Ou esperar pra ver.

Botafogo e Cruzeiro, neste sábado, às 18h, no Engenhão, reserva uma briga boa entre os uruguaios, amigos e companheiros de Seleção, Victorino e Loco Abreu. Na Toca foi feita uma enquete: “você aposta em quem nesta briga?”

Montillo se divertiu e respondeu, em tom de brincadeira. ”Vou apostar no Victorino, se eu apostar no Abreu estamos f...”.

Muita gente preferiu levar o “palavrão” do ídolo pro lado do desconhecimento dele. Bobagem. Desde quando “fodido” é palavrão. Pode ser encontrado todo dia na Rede Globo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.