domingo, 30 de outubro de 2011

GALO DÁ ADEUS Á SEGUNDONA

Por favor, não se apressem em fazer qualquer avaliação de minha sanidade. Não estou louco, nem afirmaria nesse presente momento que mudaria de nome caso o Galo caísse pra Série B. Até porque cumpriu-se a 33ª rodada do Brasileirão e faltam cinco nas quais ele precisa de, ao menos, seis pontos, duas vitórias, que somados aos 36 atuais evitaram matematicamente o rebaixamento. E os adversários que lhe restam são da prateleira de cima: Grêmio (em casa), Figueirense (fora), Coritiba (em casa) e Corinthians (fora) além do clássico com os arquirrivais celestes na última rodadas.

O que me conduziu a tal avaliação antecipada de que o Galo fugiu da Segundona está no comportamento da equipe demonstrado, outra vez. Durante o jogo contra o Palmeiras, exceto nos minutos finais quando relaxou e quase permitiu o empate – lembrando que o adversário tinha apenas nove jogadores, com as expulsões de Maurício Ramos, aos 23m do segundo tempo, e Valdívia, aos 28´ - o Galo dominava amplamente o jogo.

Não demonstrou um pingo de desespero nem ao levar o gol de Luan, aos 39m, e passou pela pressão final. Calmamente, retomou a posse da bola e ganhou o tempo suficiente pra segurar o marcador de 2 a 1. Outra coisa: a fórmula encontrada por Cuca de usar Neto Berola logo de cara até que ele esgote sua condição física tem dado certo. Fez o primeiro gol do Galo, num belo lançamento de Bernard, que os narradores paulistas quiseram botar em impedimento, mas que a modernidade comprovou que o calcanhar do beque palmeirense (Thiago Heleno) dava condições a Berola. O segundo gol então, confirmou que a má fase foi-se: um contra-ataque perfeito, aproveitando o erro do Verdão, a velocidade de Bernard e a múltipla função de Felipe Soutto que apareceu na área pra completar num belo chute de esquerda: Galo 2 a 0.

O Galo ficou mais longe da zona do rebaixamento. O primeiro é o Ceará com 32 pontos. O Atlético tem 36, 10 vitórias, e colocou o Bahia, 36, com 8 vitórias, mais o Cruzeiro, com 34 pontos, entre ele e o buraco negro. Pra quem estava enfiado lá dentro, o pulo é extraordinário; quem estava longe, como Bahia e Cruzeiro, um terrível abalo psicológico.

Ou seja, é mais fácil o Galo manter o pique do que Bahia e Cruzeiro interromperem a queda livre.

Restou ao Cruzeiro rezar as cantilenas de sempre: jogou de igual para igual, teve boas oportunidades, faltou competência ao ataque, e no final, no único descuido, permitiu a cabeçada fatal de El Loco pra fazer Botafogo l a 0, no Engenhão.

A derrota freia a reação celeste no Campeonato Brasileiro, após vitória contra o Atlético-GO na 31ª rodada. Agora, a missão é reencontrar os três pontos contra o Flamengo, fora de casa, no domingo.

O gol carioca foi de uma jogada manjada e treinada, já conhecida por Vagner Mancini tanto que ele insistiu em escala Léo pelo lado direito. Elkeson desceu livre e Léo permitiu que ele fizesse o cruzamento. Victorino largou El Loco e fazia a cobertura de Léo. Naldo deixou o uruguaio subir mais que ele, por trás, e acertar violenta cabeçada em defesa para Fábio.

O time velho de Vagner Mancini continua morno, sem força de recuperação. Marquinhos Paraná ], Roger e Montillo, cansados, foram presas fáceis para os botafoguenses. Charles teve cansado aos 20m do segundo tempo e o menino Elber entrou. Anselmo Ramon e Farias foram trocados por Keirrison e WP-9. Ou seja, seis por meia dúzia.

Os próximos adversários do Cruzeiro – arrepiem! – são Flamengo, no Rio; Internacional, aqui; Avaí, na Ressacada, onde o bicho pega; Atlético-PR em casa e o clássico na última rodada. Rezem, rezem muito. Principalmente o Senador.

Ah, o América foi derrotado pelo Coritiba, na bela capital paranaense? E de virada? O gol do Coelho foi de Kempes? O time mantém na lanterna? Nenhuma novidade. Sigamos em frente.

Briga boa continua pelo título e pelas vagas na Libertadores. O Botafogo retomou a posição de briga com a vitória sobre o Cruzeiro. Chegou aos 55 pontos e 16 vitórias. A liderança voltou ao Corinthians, que virou por 2 a 1 em cima do Avaí, no Pacaembu, com apito amigo e tudo mais. Tem o mesmo número de pontos do Vasco, e uma vitória a mais. Os vascaínos pararam no São Paulo de Emerson Leão, em São Januário. Jogo não foi lá essas coisas como querem analisar. De bom só teve a arbitragem do mineiro Ricardo Marques Ribeiro. Boa não, ótima. Surpreendente.

No sábado, o Santos goleou o Atlético-PR na Vila por 4 a l. Quatro gols do menino Neymar. O socorro que o futebol mineiro tem precisado pra sair da situação caótica nem é a impossível e bilionária contratação de Neymar. É ser presenteado com uma arbitragem dessa: dois pênaltis marotos e um gol em que o Jóia fez falta visível no seu marcador.

O Ceará deu susto em Atlético e Cruzeiro sábado. Começou fazendo l a 0 no Fluminense, numa falha terrível do zagueiro tricolor. Depois, a calma sobreveio com Rafael Sóbis marcando duas vezes e Fred em vez de goleador um grande assistente. O Flu, com 53 pontos, subiu para quarto lugar e passou o Flamengo. A briga pela vaga na Libertadores está uma loucura!!!

“Uma vez Flamengo, sempre Flamengo...Flamengo sempre eu hei de ser...” sei lá se esse belo hino de Lamartine Babo, que era torcedor do América, encarna toda verdade. Me peguei no domingo torcedor do Grêmio, após os 2 a 0 rubro-negros, talvez em função do hino de Lupicínio Rodrigues: “Até a pé nos iremos, para o que der e vier... mas o certo é que nós estaremos, com o Grêmio, onde o Grêmio estiver”. A virada foi maluca: 4 a 2. Virada, também, em Floripa: Figueirense 2 x Bahia l. Só não teve em Goiânia: Atlético-GO 0 x Inter l.

Foi uma rodada excelente para o Galo. As viradas o ajudaram bastante. O vento da sorte sopra agora no varal onde se encontra a camisa atleticana dependurada por Roberto Drumond.

4 comentários:

  1. vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv

    ResponderExcluir
  2. Flavio leio sempre o seu blog parabens,para triteza dos atleticanos o cruzeiro nao cai,porque tem times pior que o nosso inclusive o atletico,o atletico nao cai,mas no proximo ano sera a mesma novela,o cruzeiro so ficara livre na penultima rodada.

    ResponderExcluir
  3. marco antonio rocha31 de outubro de 2011 08:59

    acho que o cruzeiro deveria levar a sério a possibilidade de cair. ainda está fora por causa do ceará. mas não há bem que dure para sempre ( no caso cinco rodadas). os comentaristas cruzeirenses de bh, salvo vc, têm o mau hábito de serem chapa branca: puxam saco de qq diretoria que lá se encontre. o gilvan já virou salvador. de que? foi formado pelo perrela, está lá há anos e ouvi-los-á sempre que quiserem. ainda temos que ouvir flávio carvalho, artur morais etc. berrando e tapando o sol com a peneira. há muito não ouço o programa que vc participa no canal 22 pois não suporto o outro flávio. abraço.

    ResponderExcluir
  4. Ainda o galo não escapou da serie b, pois ainda tem seis jogos e muita coisa vai rolar, mas tudo indica q com 40 pontos se escapar pois não vejo o ceara e atl-parana ganhar mais de 3jogos em 6 disponiveis.
    ATE MAIS.......

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.