terça-feira, 25 de outubro de 2011

MANCINI TEM MEDO DA JUVENTUDE

Sugeri que Vagner Mancini entregue logo a camisa 5 para o recifense Sandro Manoel. Mas ele quer mesmo apostar na experiência de Fabrício ou Charles, ainda que ambos estejam meia-bomba, com recuperação de lesões musculares. Este medo de apostar na juventude é que me faz desacreditar em qualquer técnico. É engenheiro de obra pronta. Gosta mesmo de ver o time escalado com aquele monte de medalhões. Certamente, reza na cartilha do “menino ganha jogo, campeonato quem ganha são os adultos”. Por isso teve atrito com a meninada do Santos.
As dores na panturrilha direita do volante Fabrício se tornaram motivo de grande preocupação para Mancini. Sem saber se poderá utilizar o jogador contra o Botafogo, no próximo sábado, às 18h, o treinador não sabe como descobrir outras soluções. Mesmo que elas estejam na frente dele. Em momento algum, ele fala de Sandro Manoel.
Além de Fabrício, outros três volantes cruzeirenses estão no departamento médico. Enquanto Leandro Guerreiro e Everton ainda estão distantes de retornar, Mancini aguarda pelo retorno de Charles, que sofreu um estiramento na coxa direita durante treinamento da semana passada na Toca da Raposa II. Inicialmente, o departamento médico do Cruzeiro estabeleceu prazo para recuperação entre dez e 15 dias.
Ideia agora fixa no esquema 3-5-2, Mancini afirma que isso “atrapalha, porque sempre você busca achar o caminho. Nesse momento, a gente achou. Não digo que vou manter o esquema, mas é uma boa opção a partir do momento que vi equipe bem arrumada em bola parada e jogada área. De repente, sem um volante, vamos ter de armar a equipe diferente. Nessa estrutura, precisamos de meio que sustente a equipe. Mas espero que Charles ou Fabrício sejam liberados para sábado”.
E se não houver a recuperação de ambos? O Cruzeiro então não entraria em campo? A prata da casa sente-se desprestigada nesse momento. Em qualquer entrevista, o técnico nem sequer lembra que os meninos existem. E não há ninguém por perto pra contestá-lo. Lembrá-lo que o rapaz faz parte, também, do elenco e merece melhor tratamento.
Givanildo e o seu América têm que vencer seis vezes nos sete últimos jogos que lhes restam no Brasileiro. Todavia ninguém fala em entregar os pontos ou jogar a toalha.
O próximo jogo é contra o Coritiba de Marcelo de Oliveira no Couto Pereira, domingo. Novamente, o Coelho estará todo remendado. O seu principal jogador, Marcos Rocha, foi expulso contra o Grêmio e não joga. Givanildo não faz mistério e nem chora a situação. Tem até um time pronto, ao contrário de Mancini. O provável time do América para o confronto terá: Neneca; Micão, Anderson e Everton; Sheslon, Amaral, Leandro Ferreira, Rodriguinho e Gilson; Alessandro e Kempes.



2 comentários:

  1. Fala, Flávio. Como vai, tudo bem? Espero que sim... gostaria de lhe perguntar se sabe o que aconteceu com o blog do Chico Maia, pois junto com a trincheira, é uma leitura minha obrigatória de todos os dias, e simplesmente hoje não está sendo acessado, sabe-se lá porque. Houve algum problema, ou a desativação do mesmo? Grande abraço, e vamos que vamos neste fim de brasileiro (especialmente com meu GALO, se DEUS quiser... ). Renato Mello ;)

    ResponderExcluir
  2. Caro Renato, t� sabendo agora por vc. Com certeza algum problema t�cnico. Vou pedir-lhe informa�es. Grato pelo apoio

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.