segunda-feira, 31 de outubro de 2011

NÃO CONDENEM MONTILLO PELO ‘FUDIDO’.

A mensagem enviada pelo meu eterno companheiro e um dos grandes repórteres esportivos que a crônica brasileira produziu, Walter Luiz de Oliveira, além da defesa do meia Walter Montillo, que soltou o verbete “fudido” numa entrevista coletiva, permite, também, uma discussão sobre o certo e o errado na linguagem. Alguém antes me teria chamado a atenção porque grafei “fodido” ao fazer a defesa de Montillo.
Não condenem a mim, nem ao Montillo e nem ao Walter Luiz por usar “fudido”. Lembro-me dos meus tempos de Sportv. Sempre havia um “chato” no ponto que dava uma risadinha quando eu dizia: “agurinha mesmo”. No entanto, o mesmo “chato” arrastava o “s” carioca em seus alertas: “Excuta”. Ou fechava o “O” como naquela famosa frase “Faiz um friu danado no Riu, na casa do meu Tiú..” Aí quando o comando era de São Paulo, vinham lá eles com o “R” carregado e o “E” fechado, nunca usando “I” no lugar dele. Exemplo: “futibol” falamos nós; eles dizem “Futebol”.
No Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa os verbetes Foda (ato sexual) e Foder (copular) são grafados com “O” e o que deriva dele “Fodido”, como não podia deixar de ser, também. Apenas este dicionário está certo? Não.
Escrever, ou comunicar, deve estar mais perto possível da língua falada. No Brasil, é mais comum usar-se “Fuder” do que “Foder” na manifestação oral. Os significados são os mais variados, conforme mostra meu amigo Walter Luiz abaixo e, portanto, não se pode condenar o argentino Montillo pelo que se intitula de “palavrão”. Talvez não só pelo desconhecimento do significado padrão, mas, também, por que já se sinta tanto em casa que não se intimida com o patrulhamento gramatical dos puros de araque.
Tudo isso para justificar a mensagem correta do amigo Walter Luiz:
“Meu Caro Chefe Flávio Anselmo. Obrigado pelo envio diário de sua coluna que leio sempre. Me manifesto pouco e as vezes não concordo com comentário mas na maioria entendendo o seu magnífico ponto de vista real, autêntico e característico. Do lado de cá, em uma das minhas três máquina virtuais, me sinto ao seu lado embora nunca tenha sido lembrado para sentir esse prazer em um programa de TV. Mas também, pra que, não é mesmo? Eu não me sentira muito à vontade para participar por mais agradável que isto fosse pois afastado há mais de 20 anos da crônica esportiva, me recolho a minha insignificância e fico de longe a bater palmas para quem sabe e expõe suas idéias e opiniões gabaritadas. Hoje sou platéia e nada mais que isto. Mas a minha mensagem é para lhe dizer que lendo a crônica de hoje acompanhei o tópico relacionado ao que falou o meu xará Walter Montillo (fudido). Tomei a liberdade de buscar informações sobre o termo e as coloco aqui para que - se você achar por bem - mostre para aqueles que não entenderam o "gringo", e não o condenem porque foi mais uma força de expressão de quem não domina o nosso difícil idioma. condená-lo por isto é mesmo perdoar o que as tv's mostram diariamente.
Fudido
Sinônimos: Problema renomado foda
Antônimos: solução loser medíocre
Relacionadas: lascado ferrado frito sucesso expertise grana
1. Fudido
Sem saída, ferrado, lascado, com problemas, em situação difícil.
O rapaz está fudido se ele não pagar a pensão do filho dele. Com certeza vai em cana.
2. Fudido
Na pior. Pode ser interpretado também como muito bravo.
Depois que ele perdeu o emprego, ficou fudido.
3. Fudido
Penetrado, enfiado
Aquela mina foi fudida por um negão ontem num motel!
4. Fudido
fudido é sem grana , é uma pessoa pobre ou fudid@!!!!
aquela muleca é fudida!
5. Fudido
Quem se destaca em determinada função, tarefa, profissão, evento.
Fulano lançou 3 livros sobre o tal assunto só este ano. Ele é fudido nessa área!
Mais de 100.000 pessoas foram ao show da banda. Eles são fudidos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.