segunda-feira, 24 de outubro de 2011

SE TIVER QUE PAGAR POR PIERRE, QUE O GALO PAGUE



No Atlético impressionou-me a forte marcação da defesa. Destaque especial pra Bernard, um corisco em campo. Pierre (FOTO), também, me agradou bastante. Se o Galo tiver que pagar multa pra contar com ele contra o Palmeiras, que pague. Sem Pierre, o problema será maior. A gente já viu isso antes.


Uma coisa que os estatísticos não preveem. Um fato real, destacado pelo Rever: o comportamento do Atlético na vitória de 2 a 0 em cima do Fluminense, no o, no Engenhão, o zagueiro espera que o time repita a confiança, a entrega e o empenho demonstrados diante dos cariocas nas sete partidas que restam até o final do Campeonato Brasileiro. A começar pelo jogo do próximo domingo contra o Palmeiras.

Também penso que o Galo mostrou diante do Fluminense que está mais confiante. Rever destaca que há duas rodadas, o time criou 15 chances claras de gol e não conseguiu concluir bem. Provamos que a fase está mudando. O Galo teve três chances e marcou dois gols. E conseguiu anular a equipe do Fluminense, marcando bem desde o ataque.

Depois de ver a chance de brigar pelo titulo escapar-lhe entre os dedos das mãos, o São Paulo resolveu apelar feio: chamou Emerson Leão de volta

Emerson Leão está de volta ao São Paulo. Contratado na manhã desta segunda-feira, o técnico já começou a trabalhar no período da tarde no CT, onde se reuniu com o grupo para uma conversa inicial. À noite, viaja para o Paraguai, onde na quarta-feira o Tricolor enfrenta o Libertad, pela Copa Sul-Americana.

Na apresentação do técnico à imprensa, o vice de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, falou sobre o fato de Leão voltar ao São Paulo em situação semelhante à da primeira passagem dele pelo clube, no segundo semestre de 2004, quando pegou a equipe das mãos de Cuca em sétimo e a levou até o terceiro lugar no Brasileirão, garantindo vaga na Libertadores do ano seguinte.

- Vínhamos de um período de aquisição de novos valores. E embora tenha tido uma passagem rápida, ele nos levou à Libertadores, foi campeão e depois deixou uma equipe montada para nos tornarmos campeões da Libertadores e do Mundial. Nesse momento vivemos um momento igual, de reformulação. Acredito que a vinda dele agora, com o conhecimento da cultura do clube, nos dá a expectativa de que ele consiga o mesmo índice de aproveitamento do São Paulo nos últimos dez anos - ressaltou o dirigente.

Substituto de Adilson Batista, Leão assinou contrato só até o fim do Brasileiro. Ele estava desempregado desde sua conturbada passagem pelo Goiás, no ano passado. O treinador falou sobre o retorno e disse que o momento é de trabalhar mais e falar menos.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.