sábado, 26 de novembro de 2011

MALA PRETA RECHEADA AO PARQUE DO SABIÁ

Os dirigentes do América que repudiam (?) a “mala branca” – eu, também, repudiaria, até por que a preferência geral é pela “mala preta”, aquela tradicional no futebol - para o time vencer o Atlético-PR, neste domingo, em Uberlândia. Mudaram a cor da dita mala pra uma possível diferença entre ganhar (mala branca) e entregar o jogo ( mala preta). Bobagem dos meninos da imprensa investigativa de agora.
Givanildo Oliveira, por exemplo, confirma que o costume da mala existe e não é contra. Está certo, sem essa de hipocrisia.
Claro que ZZ Senador, sem disposição pra mudar de nome, mandou recheada mala preta pra Uberlândia visto que o Cruzeiro é o principal interessado na vitória do América sobre o Furacão. Os azuis são os primeiros fora da zona de rebaixamento, com 39 pontos. Eles torcem por um tropeço do Atlético-PR, que está logo atrás, na 18ª colocação. Givanildo vê a “na mala branca – ou preta” apenas como um meio de ajudar o próprio Coelho e não se importa com a situação do Cruzeiro.
“Vai ajudar ao Cruzeiro? Não me interessa. O momento pede isso. Não é a primeira vez que tal coisa acontece” afirmou Giva.
É bom não se esquecer que uma derrota ou empate do Atlético-PR será interessante ao Galo também. Portanto, a malinha preta-e-branca ronda por lá igualmente. Ou não Kalil?

MALUF CONFIRMA CUCA ANO QUE VEM,

A notícia deixou os rapazes do Atlético satisfeitos e prometendo mais ainda contra o Botafogo neste domingo e no clássico contra o Cruzeiro na última rodada para o técnico sair de férias feliz e realizado mais uma vez, como”salvador dos desesperados”. Eduardo Maluf garantiu que Cuca renova pra 2012, porém restam dois jogos e o clássico, famoso por derrubar treinador e revelar talentos.
Contra o Botafogo na Arena do Jacaré novo recorde de público foi batido. Foi vendida a carga máxima de ingressos e o público já superou o de Cruzeiro l x 1 Atlético PR
Cuca esconde o time; só irá revelar a formação definitiva em Sete Lagoas.
Quanto ao histórico do treinador: ele chegou ao Atlético em 8 de agosto depois da demissão do técnico Dorival Júnior. Encontrou o time na 15ª colocação e em queda livre. Apesar de o início ter sido desanimador, já que Cuca ficou seis jogos sem vencer (quatro pelo Brasileiro e dois pela Copa do Brasil), o trabalho dele tem dado bons resultados. Faltando duas rodadas para acabar o Campeonato Brasileiro, o Atlético está a quatro pontos da zona de rebaixamento e depende apenas de si para garantir a permanência na Série A.

CRUZEIRO ENTRE A CRUZ E A ESPADA

Num desses institutos de previsões matemáticas, o Cruzeiro tem 34% de chances de ser rebaixado. Em outro, tem 41%. São números altíssimos e decepcionantes. A torcida chegou a iludir-se no primeiro turno com o rótulo “de Barcelona das Américas”. No turno final, é o lanterna entre os concorrentes. Mudou de treinador várias vezes e nada ficou diferente. O que deveria ser uma preocupação apenas da diretoria do Ceará e de sua simpática torcida tornou-se um inferno para a China Azul e os atletas cruzeirenses. Neste domingo, em Fortaleza, diante de um público de 30 mil pessoas, lotando o estádio Presidente Vargas, o Cruzeiro será obrigado a tornar-se indigesto visitante o que foi poucas vezes no Brasileirão. Existem coleguinhas e torcedores que recebem um provável empate em Fortaleza, como bom resultado. Penso que é uma vergonha.

SOBRE A DISPUTA DO TÍTULO confesso que minha indignação e decepção com o futebol mineiro este ano tiraram qualquer interesse pela disputa do título entre Corinthians, Vasco da Gama e Fluminense.

4 comentários:

  1. 30 mil?
    A capacidade é de 20600 cara.

    ResponderExcluir
  2. em tempo, Flávio: as 2 derrotas do início do trabalho do Cuca no GALO que não foram pelo Brasileirão, foram pela Copa Sulamericana, e não pela Copa do Brasil, como você escreveu.
    Abraço, e aproveito para agradecer pelo texto do Millôr enviado por você, que eu não tinha agradecido até hoje.
    Agora, é torcer neste domingo (no meu caso, torcer pra vitórias do GALO e do Ceará, bem como do Atlético Paraguaiense... rsss!!!!). COmo diria o conhecido locutor, "Hajaaaaa, coração!!! kkkkkkkkkkkkk!!!
    Até qualquer hora aqui no blog ;)
    Renato Mello.

    ResponderExcluir
  3. Ih sofredor acima /\ huhahuaha

    ResponderExcluir
  4. Flavio Anselmo,
    "Givanildo Oliveira, por exemplo, confirma que o costume da mala existe e não é contra. Está certo, sem essa de hipocrisia."
    Esta certo? Jogadores que fizeram a pior campanha do Brasileiro são um bando de mercenarios. Quer dizer que pelo salario não ganha de ninguem... os jogadores do america só ganham se tiver que pagar Mala Branca ou Preta pelos adversarios??? É por isso que esse time e seus jogadores merecem estar onde estao na segundona!!!!!!

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.