terça-feira, 20 de dezembro de 2011

A barca atleticana sai diariamente cheia da Cidade do Galo. Depois da remessa inicial com gente importante, chegam os lambaris emprestados e que ficarão também na temporada 2012: o meia Chiquinho e o atacante Cristiano, que ajudaram o Ipatinga no acesso à Série B este ano.

Chiquinho vai para o Nova Iguaçu, do Rio de Janeiro. Já Cristiano acertou com o Comercial, de Ribeirão Preto.
Outros tiveram o futuro definido: o lateral-esquerdo Guilherme Santos e o volante Toró, emprestados para o Figueirense. Renan Oliveira, que foi envolvido na negociação com Leandro Donizete, do Coritiba. Jheimy, artilheiro do Boa Esporte, foi repassado ao Sport.
Tem mais. O dia de Alexandre Kalil anda cheio na tentativa de esvaziar a folha de pagamento. Caio que estava na Ponte Preta ficará por lá mesmo. Daniel Carvalho pode ser a moeda de troca com o Palmeiras por Pierre. Aguardem!!
Falam em Danilinho e Tardelli. Ambos custariam algo em torno de 13 milhões de dólares. Dá arrepios em Kalil. Galo não tem caixa pra tanto? Esta Trincheira pensa que é mais fácil o macaco traçar a onça.
O maior pepino que o Cruzeiro tem nas mãos foi herdado da administração ZZ e a turma da geral baba-ovo não fala nada. Já foram anunciadas as saídas de Vitor e Ortigoza, todavia continua encruada a de Ernesto Farias. Seu salário de R$ 200 mil mensais é o grande empecilho.
Pelo Cruzeiro, o argentino sairia de graça. Mas quem que assumir um salário de futebol europeu? Os três estrangeiros do Cruzeiro ano que vem serão Victorino, Montillo e Arias. O atacante Bobo salvou por isso: não é estrangeiro, mas joga tão mal quanto os que estão na berlinda, Ortigoza e Farias.

Outros tiveram o futuro definido: o lateral-esquerdo Guilherme Santos e o volante Toró (foto de Maria Tereza/Superesportes), emprestados para o Figueirense. Renan Oliveira, que foi envolvido na negociação com Leandro Donizete, do Coritiba. Jheimy, artilheiro do Boa Esporte, foi repassado ao Sport.

A arbitragem nacional representada por tipos como Djalma Beltrami, tenente-coronel da PM carioca e irmão do excelente secretário da Segurança Pública do Rio deveria merecer de todos nós a patente de superior e honesta. Hum!
O cara largou o futebol e foi dedicar-se à PM como comandante do 7º BPM de São Gonçalo em substituição ao PM de igual patente que está envolvido na morte daquela Juíza em Niterói, Patrícia Acioli. Vai daí, que o Beltrami tomou posse num dia e foi preso pela Polícia Civil no outro.
Segundo investigações, vários PMS, entre eles Beltrami, recebiam R$ 160 mil de propina do tráfico por mês.
Informações da Agência Globo: Paulista de 45 anos, Beltrami fez parte do quadro de árbitros da Ferj de 1989 a 2011, quando se aposentou por idade em maio. Também era dos quadros da CBF (1995 a 2010) e da Fifa (2006 a 2008).
Não foram poucas suas passagens polêmicas como árbitro de futebol. Beltrami apitou a Batalha dos Aflitos, como ficou conhecido o jogo decisivo entre Grêmio e Náutico na Série B de 2005. Expulsou quatro jogadores do time gaúcho e marcou dois pênaltis a favor da equipe pernambucana, mas o placar foi de 1 a 0 para os tricolores.
Em 2007, ano em que o Corinthians foi rebaixado para a segunda divisão, sua atuação na vitória do Goiás sobre o Inter por 2 a 1, na última rodada, até hoje não é esquecida pela Fiel. Beltrami mandou voltar duas vezes um pênalti que os goianos, rivais do Timão na luta contra a degola, não estavam conseguindo converter. Combinada ao empate entre Corinthians e Grêmio, a vitória do Goiás obrigou o time paulista a disputar a Série B no ano seguinte.
Em 2009, Beltrami deu quatro minutos de acréscimos no segundo tempo de Santos x Atlético-MG, mas encerrou a partida antes do tempo determinado. Ao perceber o erro, recomeçou o jogo. E, aos 50 minutos, anulou um gol legítimo do Santos, que perdeu por 3 a 2.
No Rio de Janeiro, a última vez em que apitou uma final de campeonato estadual foi em 2007, quando o Flamengo foi campeão (em disputa por pênaltis) em cima do Botafogo. No fim da partida, que terminou 2 a 2, Dodô foi lançado em condição legal, mas o assistente anotou impedimento. O atacante alvinegro concluiu para o gol e recebeu de Djalma Beltrami o segundo cartão amarelo, sendo expulso de campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.