domingo, 29 de janeiro de 2012

COELHO VENCE EM GEVÊ E ARRANCA COMO LÍDER DO MINEIRÃO/12

A primeira rodada do Mineiro/2012, sem a estréia do Cruzeiro contra o Nacional de Nova Serrana, adiado porque o estádio da cidade não ficou pronto, teve três grandes vencedores Villa Nova, América-TO e Coelho porque iniciaram a competição ganhando no campo do adversário. O Leão derrotou o Guarani ( 2 a 1) em Divinópolis; o América-TO viajou mais de mil km pra derrotar o Uberaba ( l a 0) no Triângulo Mineiro. O Coelho fechou a rodada vencendo a Pantera, em Governador Valadares, por 3 a 1. Por causa desses três gols arranca como líder da competição.
Os times que começam com vitória fora de casa, dão imenso passo rumo à classificação do quadrangular final. Esta fase tem apenas 11 rodadas e os quatro primeiros disputam a segunda fase.
A rodada começou às quatro da tarde com a Caldense tendo enormes dificuldades pra dobrar o Tupi, em Poços de Caldas. Fez l a 0, gol de Max e foi só. A turma de Juiz de Fora não teve pontaria boa suficiente pra empatar a partida. Com dois gols de Alex, o Leão do Bonfim urrou alto em Divinópolis. Grande resultado de 2 a 1 sobre o Guarani, cujo gol de honra foi feito pelo veterano Eli Thadeu.
Bonito, também, fez o Dragão do Mucuri. O time de Teófilo Otoni derrotou o Zebu com um gol de Sandro Costa, no Triângulo e mandou aviso aos demais concorrentes. A disposição de chegar ao G-4 é a mesma do ano passado, com novos goleadores.3)

NOVO GALO USA APENAS UM TEMPO PRA VENCER SEM PROBLEMAS O BOA ESPORTE. PORÉM A TORCIDA VAIOU NO FINAL.

Na Arena do Jacaré, que apesar de Sete Lagoas sofrer uma tempestade terrível de manhã e na hora do jogo, mostrou um gramado sem poças dágua, pronto para o jogo, o novo Atlético de Cuca só jogou tão-somente 45m. Fez 2 a 0, mandou bola na trave, teve alguns destaques individuais e na fase final contribuiu decisivamente pra ruindade do confronto.
O Boa Esporte não saiu da defesa e nem exigiu nada de Renan Ribeiro. Nem no segundo tempo, quando o Galo afrouxou e as mudanças de Cuca não fizeram efeito. Enquanto esteve bem, os alvinegros construiriam o placar. Poderiam até fazer mais, com os lances desperdiçados. Guilherme livre na frente do goleiro chutou na trave,.
O primeiro gol foi uma bela jogada pessoal de Carlos César. Driblou dois e cruzou na medida pra André, de peixinho, fazer l a 0.
Foi só o que André fez o tempo inteiro. Carlos César ainda teve lampejos até sair na fase final pra entra de Marcos Rocha; também não acrescentou nada. Rever e Daniel Marques fingiram que corriam atrás de alguém. Mentirinha. Tinha ninguém não. Richarlyson vaiado pela pouca torcida esforçou-se o máximo, sem fazer nada de útil. Pierre foi, como sempre, lutador e um dos melhores da equipe, junto com o garoto Bernard que pegou no segundo tempo.
Escudeiro mostrou qualidades no passe. Serviu com classe a Bernard que fez o seu primeiro gol como profissional do Galo, após 29 partidas, e, também, a Guilherme que mandou na trave. Outro que pregou. Porém, não vi nada, nem velocidade em Leandro Donizete que justificasse a saída de Felipe Soutto. Além de Marcos Rocha, entraram, ainda, Wesley, no lugar de Escudeiro; e Neto Berola no de Guilherme. Nada acrescentaram.
Taí, gostei do juiz Renato Cardoso Conceição. Foi a primeira arbitragem que vi dele com acerto. Quem sabe, em 2012 as coisas aconteçam diferentes do previsto no setor dos apitadores.
COMO FIZ NO CASO DO CRUZEIRO, PELO AMISTOSO DE SÁBADO, VOU DAR NOTAS DE UM A CINCO NAS ATUAÇÕES DOS ATLETICANOS. Não acostumem, no entanto: Renan Ribeiro ( 3); Carlos César (3)(Marcos Rocha(2)), Réver (3), Rafael Marques (3) e Richarlyson (3); Leandro Donizete( 2), Pierre (5) Escudero (3) (Wesley (1)) e Bernard( 4); Guilherme( 1) (Neto Berola (1) e André (3)..
QUEM LEU AS REPORTAGENS DO JOGO EM VALADARES NÃO IMAGINA QUE O AMERICA TENHO FEITO 3 A 1 NA PANTERA.

Não ouvi rádio porque um filme na televisão me chamou mais a atenção. Na hora de escrever esta destemida Trincheira, fiz o que sei fazer. Busquei o site Superesportes pra informar-me dos detalhes do jogo. Tomei conhecimento do resultado – 3 a 1 – dos gols de Everton uiz, na cobrança de um escanteio e de Fábio Jr na cobrança de pênalti. Então li mais embaixo: quando o América construiu este placar o Democrata era melhor. Tinha maior volume de jogo mas não acertava os contra-ataques. Ora, ora...então melhor nesse período foi o América que acertou tudo, inclusive os gols. Ah, o Democrata levou os gols de bola parada. Isso não futebol não vale, havia me esquecido!
O texto diz o seguinte: “os donos da casa foram melhores em boa parte do jogo, mas pecaram nas finalizações e viram o América abrir 2 a 0 em jogadas de bola parada ainda na primeiro tempo. Na volta do intervalo, o Democrata conseguiu diminuir, mas voltou a repetir os erros da etapa inicial e não teve forças para reagir. O terceiro gol do Coelho apenas enterrou qualquer possibilidade de empate. Outra vez de bola parada, numa cobrança de escanteio e o zagueiro Gabriel subiu e decretou a vitória final por 3 a l.
Então vai um aviso ao treinador Givanildo: não treine seu pessoal pra fazer gol de escanteios, faltas e pênaltis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.