sábado, 25 de fevereiro de 2012

AH, SE NÃO FOSSE O TIME DE MONTILLO E ANSELMO RAMON!

O time que Vagner Mancini levou na cabeça e colocou em campo pra iniciar o jogo contra o Democrata Pantera em Governador Valadares foi aquele arremedo de equipe. Usou três volantes e sem meia de ligação (Rudnei no lugar de Roger) que o técnico cismou de usar nos treinos da semana. Só ele imaginava no sucesso dessa escalação.
No primeiro tempo, o calor de 40 graus, o time bem armado na defesa pelo estreante Zé Maria Pena, o Cruzeiro esbarrou também nos próprios pecados, e se arrastou no gramado ruim junto da Pantera. Jogo difícil de se ver.
Veio a fase final e Mancini decidiu pelo ataque: botou Valter no lugar de Rudnei. Com pouco mais de um minuto Anselmo Ramon fez bela assistência de calcanhar pra Montillo e o craque, na cara do goleiro Alex, marcou l a 0.
Não consegui deslindar o mistério de nova queda dos azuis após marcarem a vantagem. A Pantera passou a gostar do jogo e Fábio lá atrás teve trabalho com duas ou três defesas difíceis. Segundo Mancini, o time reforçou no ataque, porém passou a marcar mal no meio. Tá bom! Não fosse tal abertura aquele 0 a 0 chocho do primeiro tempo duraria até hoje.
A reação democratense não vingou e o Cruzeiro marcou de novo. Novo passe de calcanhar de Anselmo Ramon, desta vez pra Diego Renan ( fez sua melhor partida como titular este ano). O cruzamento da esquerda veio na medida pra Montillo marcar aos 34m o seu 30º gol com a camisa azul e tornar-se maior artilheiro entre os gringos na história celeste. Bom trabalho do pessoal da estatística.
Aos 37´, a Pantera teve o volante Bob foi expulso após entrada dura em Montillo.
É preciso que eu diga o seguinte: no momento em que o Democrata cresceu, no segundo tempo, Mancini recompôs o meio-campo. Tirou o artilheiro Wellington Paulista, mal no jogo, e entrou com Roger. Mais tarde, fez entrar Wallyson no lugar de Anselmo Ramon naquele projeto de dar condições atléticas ao velocista.
O Cruzeiro dorme em segundo lugar, com o mesmo número de pontos de América e Atlético. Os dois rivais, no entanto, alcançam a sua quarta partida no Estadual neste domingo.
No próximo sábado, o adversário celeste será o América-TO. O duelo será disputado na Arena do Jacaré. O Democrata, que segue na lanterna do Mineiro, tenta se reabilitar na segunda-feira, dia 5, em casa, ante a Caldense.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.