terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

ESSA MANIA DE PEGAR NO PÉ DO RICK É PURO PRECONCEITO

Vencer no futebol é o que importa,reafirmam os técnicos assegurando seus empregos. Cuca e Cuquinha, mais a comissão técnica, estão nessa fase com as duas vitórias seguidas no Campeonato Mineiro. Parte da torcida chia em suas manifestações, elegendo o goleiro Renan Ribeiro e Richarlyson como os vilões da vez. Renan porque não defendeu aquela bola – para eles – defensável no gol do América-TO; e Rick porque perdeu o pênalti e o rebote.
A Trincheira honra o compromisso de respeitar a opinião alheia quando manifesta aqui no nosso pedaço e de contrariar as demais quando expostas em seus quintais. Fazer o que fazem com Renan Ribeiro é sacanagem. No gol do América, a zaga falhou mais por marcar a bola e deixar o zagueiro enorme deles subir com Donizete. A cabeçada foi forte e pra baixo. De difícil defesa. Querem outro goleiro? Qual? No Brasil não existe nenhum melhor que Renan Ribeiro. Todos no mesmo nível.
Richarlyson é vítima de preconceito. Este eterno machismo do torcedor alvinegro de acreditar, realmente, na história de “Marias” e que as tais figuram só estão do outro lado da lagoa. Aí se surpreendem quando alguém do seu meio revela sua preferência sexual. Os enrustidos então só falam em matar, expulsar, excomungar.
Como jogador, Rick tem feito o trabalho tão bem quanto os demais fazem. Luta, briga, chuta a gol, não tem medo de cara feia. E perde pênalti. Como outros fizeram.

MANCINI VÊ DIEGO RENAN, MAS ELBER NÃO!

Vagner Mancini deve, realmente, prestigiar Diego Renan, filho da base do Cruzeiro, e que já mostrou excelente fase no time titular. Anda mal, muito mal, talvez prejudicado por algum problema particular.
A torcida, como sempre na base da paixão, elegeu DR como a praga do time; aquela que destrói esperanças desde o ano passado.
Se Mancini enxerga qualidades em Renan – como também vejo – e pretende ajudá-lo a superar a má fase, mostra que ele não é de todo cego com relação ao futebol de base. No entanto devia abrir mais a consciência e a visão pra sentir e enxergar o mal que tem feito ao time e, especialmente, ao meia Elber.
Será que só ele, Mancini, consegue não ver nada de útil em Elber? Como não viu em Thiaguinho e Adilson Batista não viu em Dudu, Bernardo, Uchoa, Maycon e um monte de outros juniores que tirou da Toca.
Claro que Diego Renan merece ser tratado com maior carinho, pelo treinador e pela diretoria. Merece uma assistência psicológica pra encontrar-se em paz e voltar a jogar seu futebol.

PRESENTE DE GREGO: COELHO PARA POR 13 DIAS

Depois de vencer a Caldense (2 a 0) e garantir a liderança do Mineiro, o América ganhou um “presente de grego” da Federação Mineira de Futebol: 17 dias sem jogar. O treinador Givanildo de Oliveira, pê da vida, xingou, esbravejou, mas ficou por aí mesmo. Não adianta nada brigar contra as burrices da FMF. Sua próxima partida será contra o Nacional, em Nova Serrana, dia 22 de fevereiro, se este conseguir aprontar seu estádio a tempo. Caso contrário... Sei lá o que a entidade irá aprontar.

MOACIR JR VOLTA AO TUPI

Um dos melhores treinadores revelados dentro das dificuldades de se fazer futebol no interior das Geraes, Moacir Júnior, 45 anos, mineiro de Curvelo, ex-zagueiro) começou a sua carreira como treinador no Aciaria, de Ipatinga (MG) e tem no currículo passagens por Tombense (MG), Ipatinga (MG), Francana (SP), Comercial (SP), Bahia (BA) e Monte Azul (SP).
No próprio Tupi, Moacir entre 2007 e fevereiro de 2008. Nesse ano foi vice-campeão da Taça Minas (perdeu a decisão nos pênaltis, para o Ituiutaba, depois de dois empates em 1 a 1 nos jogos decisivos).
Moacir estava no Americano de Campos. No Democrata Pantera, também, marcou uma de suas passagens por lá com excelente trabalho.
Este moço é bom de serviço, da mesma formação de Nei Franco e inexplicavelmente estava fora de Minas Gerais. Ótima contratação do Tupi! Moacir Júnior já pega uma parada indigesta na estreia: o Cruzeiro em busca de reabilitação na Arena do Jacaré.

DEPOIS DE JOEL O BAHIA CONTRATA O BOM MOÇO FALCÃO

Gente da melhor qualidade. Excelente pessoa, ídolo de uma geração no futebol brasileiro pela qualidade de seu futebol. Endeusado no Internacional e na Roma, Paulo Roberto Falcão tentou vingar como comentarista (bateu de frente com Galvão Bueno) e treinador, sem grandes resultados. Ganhou no início da carreira o pesado cargo de técnico da Seleção Brasileira e fracassou. Foi trabalhar no América do México, sem sucesso. Os japoneses acreditaram nele, pra substituir Zico no comando da Seleção deles. Não deu certo. Voltou ao microfone e saiu de novo pra treinar o time de seu coração, o Internacional de Porto Alegre. Foi campeão gaúcho e imediatamente após recebeu a carta de dispensa.
Pois é, Paulo Roberto Falcão foi anunciado como treinador do EC Bahia, em substituição a Joel Santana, novo técnico do Flamengo. Não tem como a gente torcer contra o sucesso de Falcão, nem os gremistas fariam isso. Aliás, recebi várias sugestões de tuiter e emails com o nome de Falcão pra técnico do Cruzeiro, caso Vagner Mancini não suporte a pressão atual.

JOEL NÃO MUDA; GRANDE VASELINA

Joel Santana fingiu-se surpreso com o CT do Flamengo em Vargem Grande, na sua apresentação. Disse aos jornalistas:
"Antigamente, vocês reclamavam que era longe, mas agora parece que todo mundo tem carrinho novo chegar aqui no CT é uma maravilha.. O Ninho do Urubu está lindo, os jogadores têm condições de trabalhar. Aqui as instalações são excelentes para trabalhar, o campo é muito bom e tem privacidade. Da última vez não tinha quase nada. Agora foi modernizado. Flamengo tem que ter um centro de treinamento com facilidades para todo mundo". Joel estreia nesta quinta-feira, contra o Madureira pela quinta rodada da Taça Guanabara.

COMEÇA PRA VALER A LIBERTADORES

O Flu foi o carro abre-alas dos brasileiros na fase de grupos ao receber o Arsenal de Sarandi, Argentina, na terça-feira. Nesta quarta, o Vasco recebe os uruguaios do Nacional. Na quinta, é vez de o Inter pegar o Juan Aurich do Peru, no Beira-Rio. Na semana seguinte, todos na quarta-feira, fazem sua estreia o Santos (contra o The Strongest na Bolívia), o Flamengo (diante do Lanús na Argentina) e o Corinthians (frente ao Deportivo Táchira na Venezuela).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.