sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

ESTOU DE VOLTA APÓS A FOLIA EM CARATINGA

Estou de volta, depois de aproveitar os dias de folga do Carnaval e mais uns extras pra fugir do movimento exagerado das estradas esburacadas e perigosas das Geraes “governada” pelo Dr. Anast-azia. Fui descansar em Caratinga. Visitar parentes e abraçar minha filha Juliana, o genro Gustavo e curtir as netinhas Luana e Sophia; esta comemorou seis aninhos dia 15, véspera do Carná.
Só sai de casa pra tomar umas poucas e boas com o amigo/irmão Jorginho Mexidinho, futuro vereador, num boteco da melhor qualidade no Bairro Santo Antônio. Listei mais dois amigos lá: China e Carioca.
Estou triste em não comparecer no dia seguinte pra degustação sem dó nem piedade de um pato abatido dias antes.
Cheguei e fui checar as meias verdades da internet. Interessou-me a informação publicada no site do Superesportes. Taí integral abaixo:

“Deputados que visitaram as obras do Estádio Independência em 15 de fevereiro e que constaram problemas de visibilidade no anel superior do estádio, afetando seis mil assentos, querem voltar a discutir o assunto na Assembleia Legislativa nas próximas semanas.


Nesta quinta-feira, a Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas da Assembleia aprovou requerimento para realização de reunião, com convidados da Secopa, do CREA-MG e do Ministério Público, com objetivo de obter informações sobre a colocação de grades no guarda-corpo do Independência, o que atrapalha a visão do gramado.


Autores da proposição, os deputados Gustavo Valadares (PSD) e Antônio Júlio (PMDB) lembraram que a instalação das grades vai prejudicar a visibilidade de pelo menos seis mil torcedores, o equivalente a 24% do total de assentos. Segundo os parlamentares, a medida também contraria as normas da Fifa, que exige 100% de visibilidade para os espectadores.


Gustavo Valadares informou que a reunião será um desdobramento da visita realizada por deputados ao estádio no último dia 15. Na ocasião, foi constatado que a pouca visibilidade ao campo se deve ao alto grau de inclinação da arquibancada do anel superior (40º), prejudicando principalmente os torcedores das primeiras cadeiras.


A reunião para a discussão do tema ainda não tem data definida pela casa. (UAI)”


A Comissão tá cheia de gente boa e por isso espero que dê resultado e o Independência não vá pro ar cheio de erros que complicarão a vida do torcedor no futuro próximo.

CRUZEIRO JOGA EM GEVÊ E REPETE AQUELE TIME DA CABEÇA DE MANCINI, mas ainda bem que Roger se recuperou do desconforto na panturrilha direita, e joga. Caso contrário, a coisa ficaria pior com Rudnei de armador. Imagine bem. Com o menino Elber no elenco,Vagner Mancini pretendia usar Rudnei, aquele grandalhão estabanado, no lugar de Roger. Você acredita?
O Cruzeiro encara o Democrata Pantera neste sábado, às cinco da tarde, em Governador Valadares debaixo de calor de 40% característico da cidade. Pra que o torcedor se lembre bem o time repetido tem Fábio; Marcos, Leo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Roger (Rudnei) e Montillo; Anselmo Ramon e Wellington Paulista.
Esta insistência de treinador em escalar mal o time, contra a opinião geral, costuma ser fatal na sua atuação como equilibrista no arame da dispensa.

GALO JOGA PELA LIDERANÇA E PRA MANTER TABU EM JOGOS DO INTERIOR, mais uma descoberta “importante” do pessoal da estatística e história: contra o Guarani, em Divinópolis, às quatro da tarde – sem horário de verão – o Atlético defenderá outra marca neste domingo: a invencibilidade de quatro anos no Estadual em jogos disputados no interior.
Foram 19 jogos fora da capital: o alvinegro venceu 15; e empatou quatro. Não estão incluídas as partidas na Arena do Jacaré, já que o time foi mandante em Sete Lagoas, exceto em clássicos, que foram alternados.
A última derrota do Alvinegro em regionais aconteceu em 2008, em Ipatinga. O Tigre venceu por 1 a 0. O jogo ocorreu no dia 16 de março de 2008, pela 8ª rodada do Mineiro, e o gol dos donos da casa foi de Nenê, atacante que também passou pela Toca da Raposa e agora joga na Itália, no Cagliari.
No histórico de invencibilidade contra os clubes do interior, somando os jogos em casa, o domínio do Atlético é ainda maior. O Galo está invicto há 20 partidas disputadas na Capital, incluindo os jogos em Sete Lagoas. A última derrota foi, justamente, para o adversário deste domingo, também em 2008. Atuando no Independência, o Galo perdeu por 3 a 2 para o Guarani, no dia 6 de abril.

COELHO LIDER COM BELA VIRADA SOBRE O NACIONAL. e o grande destaque da goleada de 5 a 2, no pensamento do técnico Givanildo de Oliveira foi Rodriguinho, ainda que tenha jogado mal no primeiro tempo. O treinador entende que o meia desequilibrou no segundo tempo, inclusive com o gol da virada. Inclusive foi o autor da assistência a Adeílson no quarto gol e a Fábio Júnior no quinto.
Sobre o susto que o Coelho tomou com a virada pra 2 a 1 do Nacional, Givanildo explicou: “no primeiro tempo, alguns jogadores estavam sendo bem marcados, como por exemplo o Rodriguinho. Ele não estava conseguindo jogar, ele estava indo no corpo a corpo e isso não é o forte dele. O forte dele é usar a habilidade que ele tem”.
“Quando ele voltou para o segundo tempo, e começou a fazer isso, ele praticamente definiu o jogo. Ele fez o gol (terceiro e da virada), deu o passe para o Fábio Júnior, a bola do escanteio foi ele quem bateu muito bem. Então, era um jogador que no primeiro tempo não teve tanta chance de jogar. Depois, ele procurou jogar e terminou achando o espaço”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.