domingo, 26 de fevereiro de 2012

GALO USA BOLA PARADA, CONTRA-ATAQUE E ANDRÉ PRA GOLEAR O GUARANI.

O Atlético fez sua melhor apresentação no Mineiro na goleada de 4 a 0 sobre o Guarani, em Divinópolis. O placar foi um duro resultado para os locais que têm se destacado na competição como um time que joga e deixa jogar, sem apelar para faltas duras e desleais. O time de Cuca mostrou as armas que o treinador decantou durante a semana: bolas paradas e velocidade nos ataques.
No primeiro tempo, o Galo marcou suas vezes em jogadas de bolas paradas. Na primeira vez, Mancini soltou uma bomba da intermediária que meteu tanto medo no pessoal do Guarani que os homens da barreira e no caminho saíram da reta. A bola entrou no ângulo do goleiro Thiago.
No segundo, aos 36m, Richarlyson cobrou falta pra área, o zagueiro Márcio Santos cabeceou contra o próprio gol obrigando a Thiago praticar bela defesa. Mas nos pés de André que marcou 2 a 0.
O Guarani tocava a bola, tinha maior posse, porém só assustou Renan Ribeiro uma vez, numa cabeçada de Magalhães escorando cruzamento de Luizinho da direita e que acertou a trave.
Aos 31m, Cuca trocou Danilinho, lesionado, por Neto Berola. O Guarani com André amarelado afrouxou na marcação e o treinador Gian Rodrigues ousou em mantê-lo no jogo.
Na velocidade de Berola pela direita, André por dentro e o argentino Escudero na esquerda, o Galo partiu pra goleada. Não sem antes passar momentos difíceis sob o bom futebol do Guarani. Cá comigo, assistindo a boa partida pela tevê, comendo minhas goiabinhas, pensei: o Galo está mais perto do terceiro gol do que o Guarani do seu primeiro, apesar de todo volume dos locais.
Era questão de encaixar como gostam de afirmar comentaristas e treinadores o contra-ataque.
Aos 17m, Berola recebeu lançamento de Marcos Rocha, puxou o contra-ataque, ficou sozinho de frente com Thiago, mas chutou nas mãos do goleiro.
Três minutos depois, o Galo marcou o terceiro gol na partida num contra-ataque rápido, bola lançada pra Escudero; este serviu a André livre no meio, pela entrada da área: 3 as 0.
André voltou a marcar aos 30m, em novo contra-ataque puxado por Neto Berola: 4 a 0.
Novo goleador do campeonato, com 5 gols, seguido de Wellington Paulista, 4, André foi às redes e pediu música no Fantástico, Menino danado esse André!
Quase aconteceu o quinto gol com Berola. Felipe Souto cruzou da esquerda e Berola cabeceou a bola na trave.
Gostei de Mancini ali pelo meio, principalmente nas bolas paradas. No geral o time mostrou melhoras, sem nada a criticar ou a elogiar excessivamente. Porém, certa coisa não me passou despercebida: Felipe Souto entrou quase aos 40m do segundo tempo. O pessoal da Rede Globo até brincou que Cuca gosta muito de Felipe. Não só como atleta, mas, também, como pessoa. Que até gostaria de tê-lo pra genro.
Ótimo! Melhor tê-lo como titular, visto que até agora – e tenho acompanhado suas atuações com especial interesse – não vi nada de extraordinário em Donizete que justificasse a barracão de Souto. À discussão!
Atlético manteve o 100% de aproveitamento no Mineiro e está na liderança isolada.
Resta torcer pelo tropeço do América quarta-feira, contra o Villa Nova. O Coelho soma nove pontos, três a menos que o Galo, e tem dois gols a menos de saldo que o Alvinegro.
Na próxima rodada, tem o clássico Galo x América, às quatro da tarde de domingo, na Arena do Jacaré.

TUPI LARGA LANTERNA E NACIONAL CAI NO BURACO NEGRO

O Tupi, campeão brasileiro da Série D, conseguiu ficar livre da lanterna no Mineiro ao vencer o Uberaba por 2 a l no sábado. Uma alegria geral após três derrotas seguidas. Aos três minutos do primeiro tempo, com Wesley fez l a 0. Aos 31, Henrique ampliou para o Galo de Juiz de Fora. Na etapa final, aos 13 minutos, Clodoaldo, de pênalti, diminuiu para o Uberaba.
Na próxima rodada, o Uberaba encara o Boa Esporte, domingo, às 10h30, em Varginha. Já o Tupi só entra em campo no dia 10 de março, também contra o Boa, em Juiz de Fora. A partida entre o contra o Villa Nova, válida pela quinta rodada, foi adiada para o dia 21.

A filial do Cruzeiro, montada pelo ZZ Senador vai mal. Perdeu da Caldense por 2 a 0, em Poços de Caldas, também no sábado. O resultado colocou a Caldense em quinto lugar com seis pontos, enquanto o adversário amarga o penúltimo lugar com três.
Os gol da partida foram marcados no primeiro tempo pelo zagueiro Max, aos 20min, e por Eberson, aos 29m. Na sequência do Estadual, a Caldense joga em Governador Valadares contra o Democrata, que ainda não pontuou. Já o Nacional buscará se reabilitar contra o Guarani, em Nova Serrana.
Jogo de péssima qualidade entre América-TO e Boa Esporte, em Teófilo Otoni. Só poderia ficar no empate de 0 a 0. O time de Varginha segue na quinta colocação, com cinco pontos. São dois empates, uma vitória e uma derrota. Já o América-TO está em oitavo lugar, com quatro pontos somados. São duas derrotas, um empate e uma vitória.
Na próxima rodada, o América-TO pega o Cruzeiro, no sábado, às quatro horas da tarde, na Arena do Jacaré. O Boa recebe o Uberaba, no domingo, às 10h30, em Varginha.

CLASSICO BOM DE SE VER NESTA QUARTA NA ARENA

Coelho e Leão do Bonfim. Se eu tivesse recuperado meu velho entusiasmo pelo Campeonato Mineiro até que daria um pulinho em Sete Lagoas pra conhecer a Arena do Jacaré pronta e assistir este jogo. Promete muito.
O Villa Nova tem feito boas partidas e está mesclado de jogadores experientes com uma boa safra de meninos do Cruzeiro. O Coelho, em sombra de dúvidas, é o time mais ajustado da competição até o momento. Pega o Leão agora e o Galo no domingo. Eta ferro!
Nas três rodadas do campeonato, o Coelhão sapecou l0 vezes as redes adversárias. Isso representa 40%, segundo os estatísticos de plantão, dos gols marcados pela equipe na primeira fase do Estadual/2011 quando o time se classificou para as semifinais em terceiro lugar e anotou 25 gols.
A média deste início de temporada é alta: 3,3 gols por jogo. Para manter o Coelho no topo da tabela, Fábio Júnior, artilheiro do time com três gols, garante que entra com o pé calibrado contra o Villa Nova. Vamos ver!
CAIXA DE ENTRADA
LEONARDO IG – BH – “Flavio, sobre o Pety, ‘O jovem terá que se apresentar ao Cruzeiro’?
Acho que o correto seria ‘O jovem poderá se apresentar ao Cruzeiro’, não? Ele tem algum vínculo que o obriga a se apresentar ao Cruzeiro? Não sei como isto poderia ser feito com a idade que ele tem...”

Resposta: Você está certo. Além do que ele não tem idade pra se profissionalizar e nem sei se o Cruzeiro tem essa categoria na Toca.

GEGÊ ANGELINO – BH “Se estes incompetentes não acatarem a idéia do Afonso
Alberto –( sobre os problemas da zona escura do Independência) - mando outra, quem sabe ajuda...
Nos locais onde se vê tudo,no clube banca o ingresso e deixa tudo vazio ou coloca ali só mulheres, não pagando nada, afinal elas merecem e vão deixar o estádio lindaço. Mas só entra moça de minissaia; Nos locais onde não se vê nada, aberto só para menores de 14 anos, os baixinhos verão tudo, de graça ou sobrepor cadeiras por cadeiras até os "oios" enxergarem e aí, devido ao
conforto maior, cobrar mais um pouco pelo ingresso. Ah, na ultima fileira vertical de cadeiras, pode colocar uma almofadinha, com couro de boi comprado do frigorífico Perrela. De leve, que a coisa anda”.

Resposta: Suas sugestões são tão boas, Gegê, que não entendi nada e resolvi mandá-las para o Zorra Total da Globo. Arre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.